The X Factor UK – 13×31/32 – Final

txf uk 13
imagem: Twitter

[spacer size = “20”]

Continua após publicidade

Chegou a grande final de The X Factor UK.

Continua após a publicidade

Depois de uma das temporadas mais mornas e que, até a semifinal não tinha eleito nenhum favorito, encontramos nos finalistas dois exemplos de superação. Cantores que arrasaram nas audições, mas que logo decaíram, para crescer e chegarem até a final com vozes incríveis e muito potencial comercial. Vamos ver  como foi então?

Continua após publicidade

[spacer size = “20”]

PERFORMANCES

Continua após publicidade

5 After Midnight – “Crazy In Love”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=HV55iP2ZNJA[/youtube]

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Carol: Não identifiquei quem estava só dançando ou só cantando! Música péssima para eles.

Edu: Essa performance foi a verdadeira definição de vergonha alheia.

Let: Achei a produção incrível, e todas as danças também. Mas não foi a melhor música para eles, pois na hora de cantar foi uma confusão só.

Lucas: Não foi a melhor música pra eles, mas valeu pela produção toda que a performance recebeu.

[spacer size = “20”]

Matt Terry – “Take Me Home”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=mUaZepihU64[/youtube]

Carol: Achei que vocalmente ele melhorou durante a temporada, mas ainda não vejo nada de extraordinário; foi bonito, mas cantou baixo demais, ele precisa crescer em voz, cantar sempre como se fosse refrão.

Edu: Depois de alguns deslizes, Matt voltou a surpreender, e nos proporcionar uma performance brilhante e extremamente emocionante. Olha, estou sem palavras em descrever a maravilha que foi.

Let: Achei que ele se perdeu um pouco lá no início e sua voz estava meio baixa, mas ainda assim foi uma apresentação linda, principalmente quando chegou ao refrão. Coisa boa que ele conseguiu, finalmente, encontrar o estilo que melhor combina com sua voz.

Lucas: Essa música é um tiro e Matt não poderia ter cantado melhor. Ele realmente voltou a ter uma boa fase nas últimas semanas, e essa performance de certa forma foi pra mostrar que ele realmente mereceu chegar na final.

[spacer size = “20”]

Saara Aalto – “Everybody Wants To Rule The World”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=ifafHxmBJVk[/youtube]

Carol: Saara foi na medida certa dessa vez, sem aqueles exageros feios que ela costuma fazer. Foi bonito e cheio de classe.

Edu: Como sempre, Saara nos proporcionou um número incrível, e eu amei de paixão. Ela conseguiu dar um toque obscuro nesse clássico do Tears For Fears, algo que Lorde gótica tentou no passado e sem sucesso. Foi simplesmente incrível, e não tenho mais palavras em dizer o quanto essa maravilhosa consegue surpreender.

Let: Fiquei toda arrepiada do começo ao fim, Saara como sempre arrasou na voz, na originalidade em se apropriar de um grande clássico com uma versão gótica inspiradíssima. E o que dizer da produção? Foi tudo incrível. Vencedora da primeira rodada com toda certeza.

Lucas: Saara surpreendendo como sempre, porque aquele vozeirão é maravilhoso gente! O homecoming foi uma bela surpresa pra ela e pra mim, pois realmente gostei de ver toda aquela gente apoiando a guria. Saara é uma pessoa que no começo da temporada eu não curtia nenhum pouco, mas foi me ganhando ao longo das semanas e na reta final acabou virando minha torcida pra levar o prêmio.

[spacer size = “20”]

5 After Midnight & Clean Bandit Feat. Louisa Johnson – “Tears”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=vAWvlARS5aE[/youtube]

Carol: Achei que foi a melhor apresentação deles, talvez porque Louisa linda estava ajudando.

Edu: Convenhamos que LouLou mozão dominou o dueto, sem mais.

Let: Vocalmente eles estavam ótimos, mas ficou tudo muito estranho.

Lucas: Curti não viu. Achei que ficou bagunçado demais.

[spacer size = “20”]

Matt Terry & Nicole Scherzinger – “Purple Rain”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=MazYEwev6q4[/youtube]

Carol:  Nicole com certeza levou Matt para o TOP 2 agora, song choice perfeita, essa música na voz de Matt ficou parecendo sacanagem, quase obscena.

Edu: Nicole, como sempre, tem que ser a exibida e se sobressair, mas dessa vez foi um dueto espetacular. Gente, sério, pra mim esse foi o melhor dessa finale, extremamente emocionante, e eu fiquei todo arrepiado aqui. Me emocionei por demais, e assisti mais de uma vez, tudo isso direto do chão, pois foi tiro dos grandes. Depois dessa, Matt ganhando é uma questão de honra.

Let: Foi um dueto lindo, e fiquei até o fim esperando dar problema no microfone de Matt (rs). Mas né, Nicole dominou o dueto sem dúvida nenhuma, ela não sabe dar espaço para outra pessoa divar. Aff!

Lucas: Rapaz, que tiro de dueto? Particularmente peguei uma certa birra da Nicole nessa temporada, mas ela conseguiu derrubar a casa toda com essa performance, literalmente roubando o brilho todo pra ela (rs). Mesmo assim ambos mandaram muito bem, e sem sombra de dúvidas foi o melhor dueto da noite.

[spacer size = “20”]

Saara Aalto & Adam Lambert – “Bohemian Rhapsody”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=gLDPk38htwc[/youtube]

Carol: Não ficou ruim, mas parece que não emocionou, me lembra o trailer de Suicide Squad que arrepiou até onde não tinha pelo, e aqui não senti nada, o arranjo talvez tenha deixado menos legal.

Edu: Curti o dueto? Muito, mas esperava um toque a mais de emoção. Saara também serviu de tapete para seu convidado especial, mas ela tinha a capacidade de mostrar que aquele era seu momento. Podia ter sido muito melhor, mas foi ótimo do mesmo jeito.

Let: Começou lindamente bem com Saara no piano, mas essa música tem realmente muitas nuances, e é difícil essa ideia de diminuí-la para caber no tempo da apresentação. Ainda assim, achei linda demais a mistura das vozes dos meus candidatos favoritos, sempre fui Team Adam e sou total Team Saara. Shippo mesmo sem possibilidades de algo acontecer, tô nem aí.

Lucas: Também gostei bastante do dueto desses dois. Não poderiam ter escolhido outra pessoa pra cantar com Saara, dois cantores que têm uma voz mega poderosa, e também gostam de abusar dos exageros, o qual no final o resultado ficou ótimo!

[spacer size = “30”]

TERCEIRO COLOCADO

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Dib9r2mkEvc[/youtube]

Carol: Sempre coloquei defeito nos coitados, eles como grupo até funcionam, mas não tem o carisma necessário mesmo assim.

Edu: Eles só chegaram até a final, pois o último bottom da temporada foi entre Matt e Emily, porque se o trio tivesse disputado a berlinda com qualquer um dos dois semana passada, nem estariam aqui, convenhamos. Já estavam fazendo hora extra.

Let: Ah eu fiquei feliz pelos meninos, no final me rendi a eles e sei que ali tem muito potencial e talento. Mas lógico que a final tinha que ser mesmo entre Matt e Saara.

Lucas: Eu gritei junto, mas foi de felicidade por ver que Saara tinha conseguido a segunda colocação, o que pra mim ainda era desconhecido. Os meninos merecem parabéns pois fizeram uma boa temporada e apesar de algumas derrapadas, torço pra que tenham sucesso na carreira.

[spacer size = “30”]

PERFORMANCES FINAIS

Matt Terry – “Writing’s On The Wall”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=iGIAm89Ge8Y[/youtube]

Carol: Novamente ele trouxe essa música, melhorou um pouco, adoro os falsetes dele, da vontade agarrar o garoto (ok, parei), ele é o favorito sem dúvidas. O queridinho, fofinho.

Edu: Continuo odiando essa música e o Sam Smith, mas convenhamos que Matt foi bem melhor que a primeira vez. Ele estava mais seguro, conseguiu entregar uma performance mais redonda, e não se sentiu intimidado em momento algum, por cantar para muito mais pessoas.

Let: Nossa, com tantas músicas boas para repetir ele escolhe essa sofrência? Aff!

Lucas: Já comentei que essa música não me desce muito? Já né… Mesmo assim Matt novamente merece os parabéns, porque abusou lindamente da voz e surpreendeu bastante.

[spacer size = “20”]

Saara Aalto – “It’s Oh So Quiet”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=39wiB5SAZeI[/youtube]

Carol: Repetiu sua melhor performance, mas daquelas que eu não aprovo, teatrais demais. Sou mais de querer voz e emoção do que drama.

Edu: MAGNÍFICA! Essa foi uma das melhores performances de Saara na apresentação, e a mais teatral de todas elas. Eu simplesmente amei, pois ela conseguiu manter a mesma qualidade da primeira, e assim como Matt, cantar para milhares a mais de pessoas não foi problema algum.

Let: Eu sinceramente preferia que ela tivesse repetido “Winner Takes it All“, mas Saara é isso né gente, espetáculo, Broadway, esse show com exageros na medida certa. E dessa ficou ainda melhor que na primeira versão.

Lucas: Essa performance é a cara da Saara, e não tinha como ser diferente. Eu particularmente não sou assim o maior fã dessa vibe teatral, mas Saara mandou bem e mereceu cada aplauso.

[spacer size = “20”]

Matt Terry – “One Day I’ll Fly Away”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=nvMcY9FVNi8[/youtube]

Carol: Ele com certeza vai seguir nessa vibe romântica, de garoto que caiu no bus da boyband. Achei bem zona de conforto, mas não espero muito mais que isso dele.

Edu: Para uma winner performance achei um pouco abaixo do esperado, mas menino Matt conseguiu nos entregar um ótimo número, de qualquer jeito. Ainda bem que não será essa música que ele vai lançar como single promocional, caso venha a vencer.

Let: Achei tudo meio pedante demais, até para o Matt. Foi lindo, mas pedante, sei lá!

Lucas: Outra performance lindona, hein?! Gostei muito da música pra ele, e mais uma vez me deixou feliz por ver esse Matt do começo da temporada voltando a ativa.

[spacer size = “20”]

Saara Aalto – “I Didn’t Know My Own Strenght”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=PzY9zDjL2kQ[/youtube]

Carol: Com esse segmento Whitney que ela possui não vejo futuro para Saara, talvez pela falta de carisma que despertou em mim. Voz linda? Sim. Não vejo abertura de mercado para ela nesse momento, quem sabe Broadway, com o drama todo que ela aplica.

Edu: O QUE FOI ISSO? QUE TIRO FOI ESSE? Saara veio com uma das últimas faixas inéditas gravadas pela Whitney anos antes dela morrer, de seu último álbum de inéditas em vida. O mais impressionante que a candidata fez dessa música sua, e eu não estou sabendo lidar com essa chacina. Estou extremamente comovido, estirado no chão. ESPETACULAR!

Let: TÔ NO CHÃO, MARAVILHOSA, RAINHA, ABSOLUTA! Para variar Saara destrói tudo que vê pela frente, foi incrível. Ok que não lá muito comercial, mas foi incrível.

Lucas: Eita mulher que sabe como destruir, hein?! E quer música mais poderosa e forte que essa? Foi uma performance pra não se colocar defeito, linda do começo ao fim e literalmente de arrepiar.

[spacer size = “30”]

VENCEDOR

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=l-wftgmyBKA[/youtube]

Carol: Desses dois na final, Matt com certeza mereceu mais pelo conjunto da obra. Vocalmente Saara ganha disparado. Essa edição do X Factor foi a pior que já assisti, não teve a mesma emoção das demais, não chegamos na final com acts perfeitos e estupendos, os jurados me pareceram meio malucos durante todo o processo escolhendo uns seres que simplesmente não dava para engolir. Matt e Saara foram aguentando e aguentando, e realmente ele ficou como queridinho já há algumas rodadas. Para mim não foi surpresa ele ter ganho, surpresa seria ela, que enfrentou tantos bottom. Ele provavelmente conseguirá emplacar uns singles se espelhar-se nos boys famosos da atualidade, Shawn Mendes seria um para ficar de olho. Sobre Saara, olha, como já disse, não vejo mercado para ela agora. Matt, todo o sucesso! Foi um prazer cobrir mais essa edição, até 2017 gente linda.

Edu: Matt se saiu bem na primeira noite, e Saara na segunda. Ele se manteve constante até o início dos live shows, teve alguns deslizes, e bem na reta final se reergueu. Ela por sua vez, veio com uma audição incrível, teve seus deslizes nas fases seguintes, saiu e voltou. Foi altamente rejeitada no começo dos lives, mas foi se reerguendo, se superando a cada semana. Colocando tudo isso na balança, por mais que eu ame Saara, Matt foi merecedor da vitória SIM. Mesmo com seus deslizes em poucos momentos, o rapaz foi um dos candidatos mais constantes dessa fraquíssima e tediante temporada. Ela terá uma carreira brilhante, se Deus quiser quem sabe não a veremos na Broadway. Ah sim, quero deixar bem claro que sou bicampeão em dose dupla, uma por conta de nesse terceiro ano que o Mix cobre o The X Factor UK, essa é a segunda vez que a categoria em que fui designado na cobertura vence, e o outro motivo é porque no X Factor Brasil também “venci”. Desculpa amigos, principalmente Let, que foi vice em ambos os casos!

Let: Que humilhação Sr. Eduardo, mas ano passado venci, bjus. Voltando ao resultado, fico feliz por Matt, não vou dizer que mereceu porque Saara era bem melhor e teve uma trajetória muito mais incrível no programa, mas foi justo, boa voz, bom artista, boy magia, tudo bom, que tenha sucesso. Quanto a Saara, tenho certeza que ela fará muito sucesso, com essa voz incrível e eclética, ela chegará longe. Espero muito que tenha um ótimo produtor do lado, ela merece.

Lucas: Palmas pro single, pois realmente achei ótimo. Agora em relação a vitória do Matt não vou dizer que estou esbanjando felicidade, porque minha torcida era mesmo para menina Saara. Mesmo assim valeu, pois ele ganhou o público desde sua primeira audição e mesmo com aqueles tropeços no meio da temporada, nas últimas semanas conseguiu recuperar seu ritmo e como já disse, mereceu chegar nessa final. Não tenho dúvidas que Matt fará sucesso, pois é bem comercial e tem um estilo musical que agrada bastante. Vou esperar pra ouvir seus trabalhos na torcida que sejam nessa vibe do single.

[spacer size = “10”]

E vocês, o que acharam do resultado?