This Is Us não pode se tornar uma série sobre “como Jack Morreu?”

Imagem: Ron Batzdorff/NBC
Imagem: Ron Batzdorff/NBC

This Is Us é uma das melhores coisas da TV. Ponto. Sua forma de narrativa e o modo como conseguiu cativar o espectador já proporcionou à série uma marca notável para os fãs de séries – não importa o gênero.

Com este impacto, em meio a  um cenário que a televisão carecia de produtos com boa qualidade, muito se fala na série, mas tenho notado que cada vez mais as discussões e conversas do programa tem se generalizado a “como será que Jack morreu?”. Teorias e mais teorias tem surgido na internet – uma inclusive em que ele teria morrido no 11 de setembro, e isso tem tirado atenção do que eu acho ser o propósito da série. O programa não é sobre como Jack morreu, mas sim como ele viveu, junto de sua família.

Continua após a publicidade

Talvez, tenha sido este o motivo de tantas reclamações que apareceram após a season finale, que ignorou por completo essa parte do quebra-cabeça que é a história de This Is Us.

Não vamos teorizar sobre a morte de Jack. Vamos apenas sentir a série…

Decidi que é melhor não teorizar. Inclusive, decidi até esquecer que Jack morrerá em algum ponto da série. A menos que eles tragam isso de volta, de forma relevante, não vou deixar que isso se torne a principal atração da série. This Is Us tem muito mais a oferecer, em questão de história e condução. A primeira temporada, de 18 episódios, foi prova suficiente de sua capacidade, ao explorar tramas como a reconexão de pai e filho adotivo, a luta para melhorar a imagem corporal, os picos e as consequências do estrelato… Além dos flashbacks que mostraram o quão as pessoas sofrem quando estão jovens, apaixonados e são empurradas a se tornarem pais de três filhos.

Continua após a publicidade

Sobre o assunto, a estrela Mandy Moore chegou a comentar sobre – logo após a exibição da season finale“Para aqueles de alguma forma estão frustrados com a série, que não revelou como Jack morreu, e incentivaria a paciência”, escreveu ela. “Caso contrário, você pode estar assistindo a série errada. Esse final foi fundamental para um quadro maior. A história desviou e, finalmente, desembarcou (acho) em uma questão mais convincente… de qual era o estado desse relacionamento no final? […] Então vamos nos concentrar em como esse homem viveu. Fique atento porque tudo isso levará a algum lugar e estamos apenas começando.”, finalizou.

Então, talvez Jack tenha sido atropelado. Ou morreu em um acidente. Talvez o Big Three o esmagou, ou Miguel o assassinou a sangue frio, como parte de um plano maligno e frio para ficar com Rebecca. Não importa… A verdade aparecerá em algum ponto. Mas por enquanto, o Mix de Séries aconselha: que tal pararmos de reduzir essa série maravilhosa à um aspecto de “como morreu?” e, ao invés disso, aproveitar todas as atuações maravilhosas – que provavelmente serão recompensadas no Emmy, pedindo mais e mais dessas lindas histórias?

Continua após a publicidade