Top Mix: 5 estreias da Summer Season 2014

A Summer Season 2014 está chegando ao fim… E com ela se vão muitas séries novas que conquistaram o grande público. Sei que para muitos a Summer é tempo de escassez de seriados, mas este ano foi bem diferente. Várias atrações estrearam desta vez, e algumas boas que chamaram atenção dos seriadores desde o piloto. Como a temporada de verão nos EUA costuma ser de três meses (junho a agosto), os programas deste período tem, geralmente, de 10 a 13 episódios por temporada, sendo um grande atrativo para o público, que gosta de uma série mais curta, e para os atores, que não querem trabalhar o ano todo em um só projeto de TV.

Continua após as recomendações

Este ano, estrearam 38 novas séries na Summer Season.  Um número alto, mas são poucas que despertaram de verdade o interesse de acompanhar. Em geral, as atrações que chamam mais atenção são aquelas oferecidas pela TV a cabo.  Algumas que a curiosidade pediu mais para conhecer foram: The Knick, Married, Tyrant, Satisfaction, entre outras.  Para facilitar a sua vida, o Top Mix desta semana listou cinco séries que estrearam este ano, e que realmente valem a pena assistir. Chamamos nossos colaboradores especializados no assunto para recomendar para você as cinco melhores estreias da Summer Season 2014! Vem todo mundo!

(Por Paula Reis)

Continua após a publicidade

 

the-strain

 

The Strain

A Summer Season é uma temporada atípica para a televisão americana. Os canais da TV aberta tiram uma pequena folga e alguns canais a cabo aproveitam para lançar seus programas mais arriscados. O Cinemax lançou a controversa The Knick, o WGN estreou Manhattan e o FX veio com The Strain, a melhor série de horror que a TV revelou nos últimos anos (alô, American Horror Story e The Walking Dead). Além de trazer um clima realmente gótico e claustrofóbico à telinha, a série criada por Guillermo Del Toro e Chuck Hogan revitaliza os clássicos vampiros; não há a moça indefesa apaixonada pelo sobrenatural, não há galãs. O papo aqui são monstros realmente ameaçadores, que ardem em chamas quando expostos ao sol, que se alimentam de sangue e atacam qualquer um que cruze o caminho. Há sangue (vermelho ou branco), violência, sustos, bons efeitos especiais e de maquiagem, bom roteiro, bom elenco e técnica impecável. Um pacote completo. (Por Matheus Pereira)

 

the leftovers

 

The Leftovers

The Leftovers é uma série da HBO que é produzida pelo mesmo roteirista de Lost, Damon Lindelof, e conta com a participação de Tom Perrota, que é o autor do livro que deu origem à série. Conta a história da pequena cidade de Mapleton, que viu 2% da sua população desaparecer do nada. A causa disso não foi tão explicitada e detalhada assim na série, mas o motivo pelo qual isso ocorreu foi devido ao evento bíblico chamado Arrebatamento. Desde o piloto, The Leftovers nunca se propôs a mostrar o porquê do Arrebatamento ter acontecido e nem, em detalhes, como era a vida das pessoas antes desse acontecimento, mas sim mostrar a consequência disso na vida delas; como esse evento pode ter mudado a vida dessa população para sempre. A série é considerada “confusa” porque ela não dá respostas claras aos plots que surgem; suas respostas são entrelinhas, contendo inúmeras metáforas para o telespectador desvendar. Quem ama Lost, tem grandes chances de amar a série porque sua linha narrativa é bem parecida. Portanto, The Leftovers é o tipo de série que você ama ou odeia. Eu adoro!!! (Por Daniele Duarte)

 

outlander

 

Outlander

Outlander, uma adaptação dos livros de Diana Gabaldon, é a nova série da Starz e uma das grandes expectativas da Summer Season. A história gira em torno de Claire Randall, uma enfermeira inglesa, forte e determinada, que passa por uma experiência única após o final da Segunda Guerra Mundial.  Em uma viagem de segunda lua de mel com seu marido Frank, Claire viaja no tempo para a Escócia de 1794. Ao se ver perdida, dois séculos atrás, fará de tudo para se adaptar ao novo ambiente. Mas acaba por conhecer um novo amor e se divide entre o marido, que ficou em 1945, e um escocês chamado Jamie. O que tem de bom em Outlander? Tem história, pois os detalhes da guerra entre a Inglaterra e a Escócia (e seus devidos sotaques) são muito bem explanados e te fazem viajar no tempo junto com a série; Tem viagem no tempo, pois Claire precisa se adaptar ao novo ambiente hostil em que se encontra, e vemos na série a tentativa de uma mulher moderna se encaixar em um mundo quase medieval; Tem romance (muito romance)… aquele romance antigo, de olho no olho, pegar nas mãos, desviar o olhar e aquela torcida para o ship se concretizar em todo episódio. Fora isso, a série tem uma abertura que é um show à parte. Não pulei nenhuma vez e aprecio cada parte de “SkyeBoat Song.”, uma canção popular da Escócia.“Sing me a song of a lad that is gone, say, could that lad be I? Merry of soul he sailed on a day. Over the sea to Skye”. Outlander me conquistou! Vou acompanhar e postaremos sempre as novidades! Já pedindo ao Starz a renovação da série e que Jamie permaneça, sempre que possível, sem camisa. (Por Michele Araújo)

 

the last ship

 

The Last Ship

Com apenas 10 episódios, The Last Ship conta a história da tripulação do destroyer USS Nathan James, pertencente à Marinha Americana e liderado pelos Comandantes Thomas Chandler (Eric Dane, Grey’s Anatomy) e Mike Slattery (Adam Baldwin, Firefly, Chuck). Durante uma missão no Ártico, os tripulantes descobrem que o planeta estava sendo dizimado por um vírus mortal, sendo eles um pequeno grupo de sobreviventes daquela catástrofe. Junto com a tripulação está a Dra. Rachel Scott (Rhona Mitra, Lara Croft), responsável pela procura da cura do vírus. The Last Ship é uma daquelas séries que o pessoal olha as fotos promocionais e fala: “Nhé, vai ser bem mediana.” Ledo engano. A série produzida por Michael Bay já mostrou no piloto que seria uma grande surpresa na summer season. Claro que em 10 episódios houveram alguns plots só pra encher linguiça, mas a forma como é retratado o dia-a-dia da tripulação, a busca por sobreviventes, o quanto eles lutam para testar uma possível cura, as histórias secundárias, tudo se mostra muito bem construído, e rapidamente conquistou o meu coração e da audiência americana também, já que a série já foi renovada. Se você gosta de séries que tratam um mundo apocalíptico, com um grupo de heróis lutando por sua sobrevivência, esse é a sua série da Summer Season. (Por Ana Maria Fernandes)

 

Manhattan

 

Manhattan

Manhattan é um seriado ambientado nos anos 30, em Los Alamos, Novo México. Situada em meio a Segunda Guerra Mundial, Manhattan conta a história de dois cientistas que trabalham no Projeto Manhattan, projeto responsável pela criação da primeira bomba atômica americana. O seriado, além de ter uma fotografia e uma produção lindíssima, mostra as dificuldades que os cientistas enfrentaram em sua vida pessoal, onde nem mesmo suas esposas sabiam do que se tratava tal “emprego”. Vemos também conflitos éticos e morais nos quais os cientistas viviam, além de conhecermos famosos cientistas que realmente participaram do projeto, como o físico Neils Borh, Oppeheimer, Heisenberg, entre outros. A trama é e envolvente, a história é sensacional ao ponto de deixar o espectador vidrado no episódio do início ao fim. É uma série que vale a pena assistir cada minuto! (Por Luana Andrade)

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours