Top Mix: 5 saudades de HIMYM

[column size=”5-6″]

Continua após publicidade

How I Met Your Mother terminou ontem, e o final foi um tanto polêmico. Muita gente (vulgo praticamente todo mundo) não gostou do episódio. Entretanto, tirando a finale, a série acabou por construir uma base e uma mitologia que de certa forma, vai sim deixar saudades. Já de olho em suprir essa falta e começar a matar as saudades, pensamos justamente em falar sobre ela. HIMYM já entrou na galeria de grandes séries que fazem falta, e resolvemos listar cinco coisas que junto com ela deixarão um vazio semanalmente. Vem conferir o nosso Top Mix especial de HIMYM.

Continua após a publicidade

 

Continua após publicidade

O FORMATO

Para começar, How I Met Your Mother é a ultima representante de um sub-gênero de séries criada nas décadas de 80 e 90, realmente popularizada por Fame e consolidada por Friends e Seinfield. Os jovens amigos na faixa dos 20 e muitos, 30 e poucos vivendo na cidade grande (Nova York, normalmente) em busca de amor, bebedeiras, diversão mas principalmente, em busca de se encontrar. E não estamos falando de dramas como Felicity, Girls ou Looking ou de bobeiras fora da realidade da maioria como as de The Big Bang Theory. A questão aqui é a identificação que criamos com esse gênero por ele representar nossas questões e nossa realidade, mas retratando essa similaridade com a vida do espectador com muito bom humor! Vai dar saudade dos papos na mesa de bar desse grupo de amigos. [Tony Faria].

Continua após publicidade

How-I-Met-Your-Mother-Bar

 

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

A MITOLOGIA

Apesar dos altos e baixos que a série teve em sua duração, acredito que o seu maior legado será sua vasta mitologia que até hoje é um dos pontos fortes que consegue diferenciar a série de outras produções. Como não se divertir com as músicas de Robin Sparkles ou do Ranjit sempre aparecendo de forma inesperada soltando um “Hello!”? Também temos a aposta de tapas, o auge da criatividade da série, protagonizada por Marshall e Barney, onde os roteiristas conseguiram prolongar essa piada sem torná-la cansativa (Até entrelaçando a aposta com a gravata de patos que Barney teve que usar na 7° temporada). Outra coisa que chamava atenção na série era como o roteiro contava a história de forma não-linear, utilizando de flashbacks e flashforwards onde poderíamos ver os protagonistas em diferentes linhas do tempo. Isso fez com que HIMYM muitas vezes fosse chamada de “A Lost das comédias”. Sem contar que os roteiristas nunca esqueceram dos acontecimentos antigos, sempre os reutilizando para criar novas histórias para o tempo presente, citando piadas recorrentes ou resolvendo assuntos que estavam pendentes. São coisas assim que farão sentir falta desta série. [Rafael Mattos]

HIMYM

 

BARNEY STINSON

Se uma das coisas que HIMYM tem de excepcional, foi ter criado excelentes personagens durante seus nove anos. Mas nenhum deles conseguiu se sobressair tanto quanto Barney Stinson (Neil Patrick Harris). A prova disso é que o verdadeiro protagonista da série Ted (Josh Radnor) não chega aos pés da popularidade de Barney. Talvez isso se deva a irreverência do personagem, suas piadas e manias. Como não dar risadas com a sua obsessão por ternos… Seus famosos bordões que eram legen… espere… DÁRIOS! Ou o Bro Code que sustentou muito de seus plots, além claro de expressar sua tão lealdade aos seus bros. Muitos dizem que ele perdeu a graça depois que se apaixonou por Robin. Por um lado, ele sim se transformou, mas com Barney observamos o estágio que um homem amadurece, e no final desta trajetória nos sentimos orgulhosos de tudo o que ele representou para a série. Boa noite Barney Stinson. E obrigado por momentos tão divertidos. [Anderson Narciso].

Barney-Stinson

 

LILLY & MARSHALL

Uma das coisas que mais vou sentir falta quando acabar HIMYM é o casal Lillypad e Marshallmellow. Eles são, na minha opinião, um dos casais mais fofos dos seriados. Seus problemas podem até ser insanos às vezes, mas quem não gostaria de ter alguém com quem você não precisasse nem abrir a boca pra se comunicar? Além de funcionarem muito bem como casal, separados eles ainda são incríveis. Tem seus sonhos profissionais, tem seus desejos enrustidos e suas personalidades marcantes. Dificilmente haverá uma criatura tão amiga quanto Lily e nem uma tão “tudo que eu quero pra mim em um só” quanto Marshall, afinal, ele foi o responsável pela Slab Bet (a melhor de todas as apostas do mundo inteiro) e é o mais fofo do mundo com a Lilly. Morrerei de saudades, com toda certeza! [Natália Lippo]

Lily-Marshall-marshmallow-

 

A MITOLOGIA DO GUARDA-CHUVA AMARELO

Desde o começo da série, a única coisa que representava a existência da mother do título era um guarda chuva amarelo. E foi assim que eu comecei a enlouquecer. Não, não estou exagerando! Toda vez que via uma pessoa com um guarda chuva amarelo eu ficava imaginando (e questionando) se era a mãe. Engraçado como os roteiristas têm esse poder sobre nós, de nos fazer ver coisas que nem existem. Cheguei a pensar que Stela era a alma gêmea de Ted, assim como a Robin, mas nenhuma das duas era dona desse objeto tão peculiar. Toda vez que eu ver um guarda chuva amarelo, pensarei em Ted e como ele conheceu sua esposa. Uma ótima mitologia que trouxe inúmeras teorias sobre quem é a dona. E para provar que não estou ficando louca, nem nada, o episódio 200 mostrou que se não fosse por causa desse guarda chuva, Ted e a mother jamais se conheceriam. Por isso, é óbvio que ele não representa apensa um objeto, mas sim a mãe que esteve, de um jeito ou de outro, com a gente durante essas 9 temporadas. Ou alguém duvida disso? [Gabriella Siggia]

7x17-No-Pressure_03

 

BÔNUS: TED & ROBIN

Muitos fãs de HIMYM juram de pés juntos que o verdadeiro casal da série era Ted & Robin. Eu confesso, que sempre torci por eles, e uma pontinha de esperança sempre rolou para que eles de alguma forma pudessem terminar juntos. Talvez até os próprios produtores em algum momento se deram conta de que talvez o melhor destino para o protagonista fosse ficar com a jornalista. Mas talvez o que vai realmente fazer falta serão os momentos em que cada um brilhou sozinho. Ted e a sua enorme vontade de fazer tudo certinho. Seus “tiques”, suas manias… E Robin? Sua impaciência, sua fama nos anos 80 (saudades, Robin Sparckles), e suas frases deslocadas que sempre vinham em péssima hora. São dois personagens que completam este grande universo que HIMYM criou. Apesar da série ter um foco da perspectiva de Ted, cada um pôde brilhar a seu tempo e transformar a série um pouquinho em sua. [Anderson Narciso]

HIMYM-ted-robin

E a sua saudade? O que mais você vai sentir falta sobre HIMYM?

[/column]