Top Mix: As crianças mais insuportáveis das séries de TV

parenthood

Continua após as recomendações

 

Olá! Esta semana teve feriado, foi dia das crianças, tudo muito lindo. Quem não ama estas fofuras, né gente?! Acontece que tem umas crianças que parecem o capeta em forma de gente. São sapecas demais, espoletas, não param um segundo, só sabem reclamar, chorar, aliás… boa parte das crianças hoje são mimadas, frescas e enjoadas, por excesso de carinho e de zelo dos pais. Quem nunca ouviu direto um “manhêêê“?

Continua após a publicidade

Tudo bem, nem sempre são culpa deles, mas que tem umas que testam a nossa paciência, isso tem. Nas séries de TV acontece a mesma coisa, tem as crianças boazinhas, super exemplos, e tem as pirralhas. Hoje o Top Mix será especialmente para as mais chatas, as mais insuportáveis. Alguém conhece alguma? Eu lembro de várias da TV, mas selecionamos as piores neste top.

Corre, chama a Super Nanny e vem conferir com a gente as crianças mais insuportáveis das séries de TV!

(Por Paula Reis)

 

minx

10) Minx (The Whispers)

Quando surgiu o tema desse Top Mix, a primeira pessoa que me veio na mente foi a insuportável Minx. Numa série onde crianças eram controladas por uma força alienígena e acabavam fazendo coisas ruins, a garotinha se destacou desde o primeiro momento como a pior de todas. Interpretada por Kylie Rogers, a personagem é filha de Wes, um agente do Departamento de Defesa, um dos alvos do intrigante Drill. Minx era de longe uma das crianças que mais manteve contato com Drill, ajudando o alienígena a controlar outras crianças, usando seu forte poder de persuasão. Foi impossível não passar a odiar a garota desde o primeiro momento, o olhar e toda aquela atitude exagerada irritava de um tanto, que chega ser engraçado, fazendo até torcer para que no final da temporada ela realmente fosse a criança possuída pela criatura e acabasse morrendo. Infelizmente, não foi o que aconteceu, e caso a série seja renovada para uma segunda temporada, teremos que aguentar a individua por mais algum tempo. Será que já pode iniciar a campanha #MORREMinx?  (Por Lucas Santtos)

 

twd-carl

9) Carl (The Walking Dead)

Fala sério, tudo bem que a maioria dos garotos querem seguir o exemplo do pai, mas precisa fazer isso no meio do apocalipse zumbi? Dentre diversas crianças choronas e chatas das séries, poucas se apresentaram como Carl nas primeiras temporadas de The Walking Dead. Hoje o garoto já está mais maduro, conhece o verdadeiro perigo de toda a ameaça apocalíptica e fica responsável por cuidar da irmã no meio de toda a confusão, mas no início do seriado ele era simplesmente uma criança insuportável. O garoto era tão inocente que, em um episódio, furtou uma arma de Daryl para brincar de atirar nos zumbis, quando percebeu que não conseguia realizar a tarefa, abandonou o local e o zumbi que ele tinha tentado enfrentar acaba matando Dale, um dos personagens mais queridos de toda a série. A experiência positiva de Carl foi seu amadurecimento durante as temporadas seguintes, que conferiu um pouco de maturidade e sensatez ao garoto. Seu objetivo de vida atual é basicamente proteger a irmã em primeiro lugar e ajudar o grupo sempre que possível. (Por Lucas Franco)

 

brick-reading

8) Brick (The Middle)

O caçula dos Heck pode até ter seus momentos divertidos, como quando participa de um concurso de soletrar nos episódios finais da primeira temporada. Apesar disso, Brick é sim uma criança bem insuportável, e assim merece estar nessa lista. O motivo? Ele é antissocial, chato e estranho. Tem atitudes suas que são muito irritantes, como ignorar as pessoas, priorizando livros, aquela mania de sussurrar sempre a última palavra que fala (no começo era até legal, mas já deu), e o fato de ser uma criança muito egoísta. Seus irmãos Axl e Sue, nesse aspecto de egocentrismo, não ficam muito atrás, mas Brick, pelo amor de Deus. Se The Middle durar mais temporadas, rezo muito para que ele cresça e vá estudar numa faculdade na China, para poder ver o quanto menos seu rosto em tela. (Por Eduardo Nogueira)

 

Jake-two-and-a-half-men

7) Jake (Two and Half Men)

Não sei se é porque seus pais se divorciaram aos 10 anos de idade, mas Jake foi uma criança insuportável. Interpretado por Angus Jones na sitcom Two and Half Men, o garoto é preguiçoso, mal educado, guloso e ainda fazia piadas em momentos inapropriados. Tudo bem que seu tio Charlie, com quem vivia, não era uma boa influência, mas não justifica ser uma criança tão capeta. Mas como Charlie era bem sucedido, Jake preferia ouvir ele do que seu pai Alan. O próprio ator Angus disse que não estava satisfeito com o seu personagem e que ele era um hipócrita ao concordar continuar no seriado. No início da série, Jake era uma criança fofa e engraçada, mas com o tempo passou a fazer piadas apelativas e sarcásticas. Mesmo depois de grande, Jake é daqueles moleques que é difícil de aguentar. Lógico então que ele tinha que estar neste top de hoje. (Por Paula Reis)

 

mad-men-sally

6) Sally (Mad Men)

Era de se esperar que em um seriado dramático como Mad Men, nem as crianças fossem poupadas, ainda mais quando a que mais tem destaque em questão é a primogênita de Don e Betty Draper, Sally, interpretada por Kiernan Shipka. Logo no começo da série, Sally demonstra ter um caráter forte, ao mesmo tempo que tem uma adoração pelo pai e um “desgosto” pela mãe, uma proximidade com o irmão mais novo, Bobby, e posteriormente o irmão caçula, Eugene (Gene). Ao longo da série, ela tem vários conflitos com os pais, por coisas menores, como manter uma amizade proibida até quase o final da série com o vizinho Glen, que nutria uma paixão por Betty, até tentar “se conhecer melhor” na casa de uma amiga, numa festa de pijama após todos irem dormir, só para ser pega no ato e expulsa, deixando sua mãe em um poço de vergonha e raiva. Sally também foi muito precoce, a começar por aprender a dirigir com o avô Eugene e fumar cigarros de Betty escondida. Além disso, depois do divórcio dos pais, de ser forçada a ir para um psiquiatra por sua mãe, Sally passa por uma fase ainda mais complicada com Betty e seu novo marido, Henry, o que a faz fugir para Nova Iorque na tentativa de morar com o pai. Não deu certo, e a menina voltou a morar com a mãe e os irmãos, só vendo Don nos finais de semana. Isso não impediu que ela fosse exposta, cedo demais, às mentiras e ao mundo conturbado de Don e amigos. Em suma, Sally teve todos os tipos de péssimos momentos e más influencias ao longo da infância, ficando pior ainda quando adolescente, o que a deixou cada vez mais parecida com os pais em vários quesitos, desde a determinação, a maturidade, a indignação, o questionamento e N outras características. (Por Amanda Móes)

 

shamelless-carl

5) Carl (Shameless)

Quando falamos em crianças das séries, é impossível não nos lembrarmos dos pestinhas de Shameless US! Poderíamos até fazer uma lista só com eles se fosse o caso. Os personagens infantis da série são muito interessantes porque são muito bem escritos e desenvolvidos. Se nos darmos conta, a maioria deles já cresceu e o que mais se destacou no quesito criança insuportável foi Carl, que já fez de tudo e mais um pouco: já roubou, já vendeu drogas, já se envolveu com traficantes da pesada, já foi preso, já brigou feio na escola por causa de uma garota, já se apaixonou e por aí vai. É tão nostálgico lembrar do Carl puro, uma criança que não fazia mal nenhum, chegando nem aparecer tanto nas cenas. Suas atitudes podem se justificar pela família que ele tem? Talvez, mas não me convence esse discurso. Para piorar, Frank exerce grande influência na vida de Carl, o que piora mais a sua situação. Carl é um dos personagens mais chatos da série, e é o irmão da Fiona que dá mais trabalho. (Por Daniele Duarte)

 

once-upon-a-time-henry

4) Henry (Once Upon A Time)

O que falar da criança que abre o seriado e já começa mostrando que vai dar dor de cabeça pra muitos durante semanas? Pois esse é Henry em Once Upon A Time. Roubando o cartão da professora, Mary Margaret (que na verdade também é sua avó), Henry paga vários obamas em um site para rastrear sua mãe biológica, Emma, e foge para encontrá-la em Nova Iorque, sem avisar ninguém. A partir de então, o menino deixa a vida de quase todo mundo de ponta cabeça, incluindo do próprio terapeuta, começando por arrastar uma cética Emma até Storybrooke e convencendo-a ficar por uns dias, criando mais tensão com Regina, que não vê a hora dela ir embora, pois ela alimenta as histórias fantasiosas do menino. Além disso, ao longo da primeira temporada quase todos os habitantes que entram em contato direto com ele começam a estranhar suas vidas e questionar se realmente o que Henry tanto acredita faria um pouco de sentido. Ele chega ao ponto de tomar uma poção para adormecer no lugar de Emma, indo parar no hospital e fazendo com que a mãe acredite e quebre a maldição de Regina. Como se não bastasse, em temporadas próximas, Henry continua no centro da briga Emma versus Regina, é sequestrado para a Terra do Nunca, fazendo com que meio mundo dos poderosos partam para salvá-lo. Ele é resgatado, porém, tem seu corpo trocado com Peter Pan, ele perde sua memória sobre Storybrooke para fugir da maldição 2.0. Desde então, Henry entrou na adolescência e até agora os personagens tiveram sorte, porque ele parece que se acalmou um pouco. No entanto, com esse pouco já tenha virado o famoso “escritor” e quebrado a caneta que escrevia os contos de fadas, e pelo começo dessa nova temporada, novas dores de cabeça vem por aí. (Por Amanda Móes)

 

moderfamily_lily

3) Lily (Modern Family)

A pequena de Lily de Modern Family não é uma criança insuportável, ela nem se quer se comporta como uma criança. Na verdade, Lily é um adulto no corpo de uma criança, ou seja ela é chata como um adulto. É cheia de manias, super perfeccionista, sendo mais madura algumas vezes que seus pais, Cam e Mitchell. Quando era um bebê, até que tudo corria bem, mas depois que cresceu, a menina se tornou uma criança insuportável de tão chata. Não sei se é a atriz que a interpreta, mas não tenho paciência quando ela aparece em cena. Ok, às vezes suas chatices são engraçadinhas, mas ter uma filha como ela não deve ser fácil. Para você ter uma ideia, ela já gritou palavrões no meio de um casamento, e não para de falar que não quer ter um irmão. Por ser adotada por pais gays que dão todo amor do mundo para ela (até demais, às vezes), ela deveria ser um pouco mais boazinha e se comportar melhor. Muito mimada esta vietnamitazinha! (Por Paula Reis)

 

parenthood-sydney

2) Sydney (Parenthood)

Filha de Julia e Joel, Sydney foi uma criança chata desde a primeira temporada. Além de já ter nascido com um temperamento forte, a menina ainda foi super mimada pelo paizão Joel, o que resultou em péssimas atitudes. Sydney é superdotada, arrogante, se acha adulta e é desobediente. Durante os seis anos de série, a vimos mentindo, berrando, enfrentando os adultos e cobrando uma atenção extrema dos pais. Lidar com ela era tão complicado que Joel e Julia já tiveram que trancá-la no quarto, enquanto ficavam sentados na porta, ouvindo a menina berrar. E tudo piorou quando o casal resolveu adotar Victor. No primeiro ano, Sydney não aceitou o menino de jeito nenhum e, mesmo depois de tudo ter se acertado entre os dois, Sydney não foi uma boa irmã. A garota zombava dele por não conseguir fazer o dever de casa e colocou a culpa pela separação dos pais no menino, dizendo que antes dele chegar as coisas eram melhores. A cereja do bolo veio no episódio em que a professora chama Joel e Julia na escola, porque a menina estava obrigando a todos da turma a excluir uma menina que era acima do peso. Simplesmente não dá para aceitar bem um serzinho tão irritante! (Por Fernanda Azevedo)

 

chris-tonya

1) Tonya (Everybody  Hates Chris)

Pensa em um ser que só de olhar, você tem vontade de encher de socos. Muito prazer, essa é Tonya Rock. A irmã caçula de Chris, junto com Caruso, era a pessoa que mais infernizava e prejudicava a vida do garoto. Chata, mimada, dona de um temperamento fortíssimo e em alguns momentos maquiavélica, a personagem fazia jus à expressão lobo em pele de cordeiro. Com um rosto angelical, Tonya conseguia o que queria, e se aproveitava do irmão mais velho para aprontar tudo que tivesse em mente e sempre colocar a culpa nele. Apesar desse jeito todo insuportável, nem sempre ela se dava bem, porque a mãe deles, a icônica Rochelle, sacava as intenções da filha, e a garota também acabava se dando mal. A sorte grande dela era seu pai, a quem ela conseguia driblar com muita facilidade, sendo seu bibelô. Quando as coisas que fazia não surtiam efeito em sua mãe, Tonya então recorria a ele, que a protegia cegamente. Sempre achei justo a série se chamar Everybody Hates Tonya, porque ô menina mais casca de ferida essa. (Por Eduardo Nogueira)

E aí, concorda? Se você lembrar de alguma criança insuportável das séries, deixe aqui nos comentários.

Ainda em tempo, Feliz dia das crianças, amiquinho!

4 comentários

Adicione o seu
    • Avatar
      João Paulo 15 outubro, 2015 at 08:43 Responder

      Póis é, cliquei no link ja pensando naquele mala em forma humana e… para minha suepresa esqueceram dele. Como assim a Tonya a mais chata de todas?? Com certeza, nao mesmo, Zach da de mil a zero nela, merecia com honras o primeiro lugar, ou ate mesmo uma posição de hors concours.

Post a new comment