Top Mix: Famílias nada normais das séries de TV

familiaunida

“…e também muito ouriçada. Brigam por qualquer razão, mas acabam pedindo perdão.”

 

Oi gente! Mais uma vez o Top Mix vem polemizar, mas desta vez, quem trouxe a polêmica não foi nós do Mix, mas sim os integrantes desta seleta lista, as famílias. Se você acha que sua família é normal, você não parou para pensar, ou não conhece, algumas destas famílias que falaremos hoje. Muitos imaginam que tudo o que se passa na televisão é perfeito, que nem comercial de margarina, todos felizes para sempre. Mas muito se engana, o que mais tem nas séries, são famílias bagunçadas e estranhas. E pior de tudo isso é que mesmo com todos os problemas dos parentes, a família é unida. Quem não ama sua família, apesar de tudo, hein?!

 

meme-4910-familia-!!-minha-bateria-vai-acabar!!

 

Seja com uma formação atípica, seja por ser disfuncional, muitas famílias marcaram presença na lista de hoje. Muitas famílias abordam temas mais pesados, umas com mais humor outras mais dramas. Dificuldades, intrigas, temperamentos difíceis, estas famílias poderiam participar fácil do programa Casos de Família do SBT. Barraco e confusão é o que não falta na casa deste pessoal. Forninhos caem todo dia.

Você, chame a sua família toda e venha acompanhar comigo as famílias nada normais das séries de TV e ficar feliz (ou não) por não se identificar com nenhuma delas.

Obs.: E lembre-se, quando contarem para você que fulano é de família, nem sempre pode ser uma coisa boa. Hehehe.

(Por Paula Reis)

 

modernfamily

 10) Os Pritchett e os Dunphy (Modern Family)

Se tivesse que descrever a série em poucas palavras diria: leve, atual e bem próxima da realidade. Considero-a leve, porque os episódios são rápidos e as piadas são bem sutis. Atual, porque narra o dia a dia uma família cheia de diversidade: de gênero, de orientação sexual, cultural, de idade… Coisa bem comum nos dias de hoje. É natural vermos famílias bem diversas e é interessante a forma como os personagens lidam (de maneira bem humorada, claro) com a esta realidade. Não é difícil assistir um episódio e de cara de identificar com um personagem ou uma situação. Mas os Pritchett e os Dunphy não são tão normais assim. Eles são completamente loucos, caracterizando bem uma família disfuncional. Quase ninguém cumpre o papel do cargo que tem, como pai, filho, etc, os papéis se invertem frequentemente. Às vezes é difícil acreditar que exista alguém tão sem noção quanto o Phil, ou tão piradinha quanto a Gloria, ou tão nerd quanto a Alex, ou tão certinho quanto o Manny. Mas fato é que eles trazem alegria para a tela da TV com suas pirações. Definitivamente, recomendo àqueles que assim como eu, às vezes preferem fugir das fortes emoções e se ocupar apenas com distrações agradáveis. (Por Camila Dotta)

 

donovan's

 9) Os Donovan (Ray Donovan)

Se você olhar de longe poderia até dizer que os Donovan são uma família normal. Em tese, eles teriam tudo para ser uma família tradicional, aquelas famílias perfeitinhas de comercial de margarina. Dinheiro, sucesso, pai, mãe, filhos, todos saudáveis, etc. No entanto, Ray Donovan é o chefe de uma família totalmente disfuncional, atrapalhada, a qual sentimentos e relações são confusas e instáveis, de diferentes formas. A começar por Mickey que é o patriarca da família, pai de Ray. Canastrão e persuasivo, ele teve um caso extraconjugal e com isso, teve um filho que também vive com os Donovan. Além disso, ele foi preso por vinte anos, pois seu filho Ray deu um jeito da culpa de um crime recair apenas sobre seu pai. Ray acredita que Mick é uma péssima influências para seus filhos. E é, mas a verdade é que os filhos de Ray já são problemáticos, até demais. Fora a mãe deles, Abby, instável, carente, idiota às vezes por agir sem pensar. Nunca vi uma mulher tão tola por não enxergar os podres que Ray faz ou as realidades da vida, ao invés de viver em mundo cor de rosa.  Além de Ray ser o protagonista desta série e achar que pode resolver todos os problemas da família, colocando Mick na cadeia ou encomendando a morte de seu próprio pai – sim, o ódio é deste nível -, existem outros irmãos que também possuem relações estremecidas. Um exemplo é Terry, que tem mal de Parkinson, cuida de uma academia, que está em nome de Ray e possui uma namorada que é casada. Além dele, há Bunchy, ex-alcóolatra, que está tentando colocar sua vida no lugar e superar traumas. Aliás, todos eles tentam superar um grande trauma, pois, na infância, em virtude da ausência do pai, um padre abusou sexualmente de todos os filhos de Mick e ele, o pai, não fez nada. É, talvez isso justifique uma parte da bagunça que é esta família, que tenta se manter unida, mas que precisa de uma terapia familiar, urgentemente!  (Por Paula Reis)

 

Mom_intertitle

 8)  Os Plunkett (Mom)

A família  Plunkett  é composta  por Christy  uma mãe solteira que trabalha como garçonete para sustentar a família, sua mãe Bonnie, seu pai Alvin e seus dois filhos Violet e Roscoe. Bonnie não foi a melhor mãe do mundo, ela sempre preferiu bebidas e drogas a  Christy, o que consequentemente fez com que a moça crescesse no mesmo estilo de vida da mãe. Quando a serie começa, vimos uma Christy já reabilitada trabalhando como garçonete em um restaurante, ela frequenta reuniões do AA e está tentando ganhar novamente a confiança da sua filha mais velha e ser bom exemplo para o mais novo, ao mesmo tempo em que tenta manter Bonnie na linha. As situações que se passam na casa dos Plunkett muitas vezes são bem emocionais e fazem a gente parar e pensar, mesmo que por um segundo, antes de alguma cena hilária acontecer. A série trata com humor (humor bem acido até) temas difíceis, como drogas, gravidez na adolescência,  escolhas de vida. Eles são completamente disfuncionais,  nada ali é certo,  varias das situações podemos muito bem ver no dia a dia.  Por exemplo, a  luta de Christy e Bonnie contra álcool e drogas, a gravidez precoce de Violet e  sua  escolha em dar seu bebe para adoção, relação tardia de Christy e Alvin, a reconstrução da relação dela com a Bonnie. A série podia muito bem ser um drama familiar da HBO, com um tema como esse. Enfim, ainda bem que é uma comedia porque às vezes rir é melhor remédio. (Por Mari Grizotto)

 

six feet under

 7) Os Fisher (Six Feet Under)

A atípica família dos Fisher é o cerne de Six Feet Under. A série, uma das melhores da história da HBO, é basicamente sobre a estranha família Fisher. A história aborda vida e morte e tudo o que acontece entre estes dois pontos. Por falar de temas tão vastos, cada personagem de Six Feet Under possui o seu próprio universo complexo e fascinante. Nate é o filho mais velho, que tentou fugir da loucura da família, mas foi puxado de volta com a morte do patriarca. Ao descobrir que tem uma grave doença, passa a questionar os valores da vida e a presença da morte. David é o filho do meio. Homossexual, David parece ter um mundo inteiro guardado dentro do peito e sua tristeza, às vezes, é quase tátil. Claire é a ruiva, filha caçula rebelde. Perdida e confusa, Claire tenta achar o seu espaço no mundo e dentro da própria família. Há a mãe, Ruth, uma mulher que dedicou sua vida ao marido e aos filhos e, após perder o esposo e ver seus filhos adultos com suas próprias vidas e problemas, passa a buscar uma razão para existir e por um tempo que não volta mais. Há, é claro, os “agregados”, pois toda família possui familiares que não são realmente da família, mas são igualmente importantes. Ah, e há o curioso fato de que os Fisher são donos de uma funerária que é, também, sua casa. Ao fim, todos parecem tão diferentes, mas no fim, quando o conhecemos a fundo, sabemos que eles definitivamente fazem parte da mesma família. E praticamente da nossa também. (Por Matheus Pereira)

 

grayson

 6) Os Grayson (Revenge)

Como falar sobre famílias e não mencionar a família Grayson, e os seus componentes da série americana de drama mexicano. A família numero 1 dos Hamptons, financeiramente falando, e donos das tretas mais obscuras que uma família pode fazer com quem cruzar o seu caminho (ou não, basta algum deles não ir com a cara). Charlotte, a filha mais nova dos Grayson (ou Clarke, whatever) é a componente mais irritante. Ela tenta fazer o mal igual Mama Vic e (fake) Daddy Conrad, mas no final das contas, o que ela consegue é ter mais dor de cabeça, com aquela cara de sofrida, do que dar dor de cabeça para os outros, e sempre recorre a alguém para limpar as besteiras que faz. Daniel é o filho favorito na questão da safadeza familiar. Ele faz tudo que estiver ao alcance, quando o assunto é dinheiro. Conrad e Victoria Grayson, ambos rei e rainha da série, dos diálogos, e dos melhores (ou seriam piores?) planos para acabar com a reputação de alguém. Quando eles não estavam se matando, verbalmente, estavam articulando como destruir o próximo alvo. Juntos eles foram capazes de derrubar um avião e condenar um inocente que “foi morto na cadeia”. Inocente esse que era o “amor da vida” da Victoria Grayson (imagina se fosse inimigo?), e que até a filha irritante era dele. E assim, deu-se início a Revenge, a série com mais casos de família da TV americana. (Por Janyne Bib’s)

 

bates motel

 5) Os Bates (Bates Motel)

A família Bates já tem por si só uma origem atípica. Os dois filhos de Norma são frutos de relacionamentos nada saudáveis. Dylan, o distante primogênito, é resultado de um incestuoso estupro cometido por Caleb, irmão de Norma. Já Norman, o caçula superprotegido, é produto de um casamento violento, onde presenciava a mãe ser constantemente agredida pelo pai, mais tarde resultando em um parricídio. O temperamento de cada integrante é o tempero dessa trama. Uma paranoica, um psicopata e um criminoso debaixo do mesmo teto não poderia resultar em bons relacionamentos. Enquanto a relação entre os meios-irmãos tenta ser, apesar das brigas, o mais fraternal possível (que irmão não briga?), Norma sempre tende a preferir Norman, não é à toa que o nome deles tem apenas uma letra de diferença, N de normal. E por mais que a personalidade de Norma seja mais próxima da de Dylan, as brigas entre os dois são mais constantes. Mas o importante é que, ao indício de qualquer ameaça, os Bates acabam se unindo, uma família louca a um passo da criminalidade e do incesto. (Por João Victhor)

 

game_of_thrones___house_lannister_by_en_taiho-d4y2ixn

 4) Os Lannisters (Game of Thrones)

Uma família como os Lannisters não pode ser normal, não mesmo. Digo isso, pois, se você não conhece, eu explico. Ela é composta por Tywin, o patriarca da família, ditador, que é capaz de fazer tudo para estar no poder e fica bem mais cruel, quando é contrariado. Seus filhos, Cersei, Tyrion e Jaime possuem peculiaridades curiosas. Cersei, a mulher mais venenosa de Westeros, esta sim faz tudo para conseguir o que quer, inclusive encomendar a morte do irmão que ela não gosta (clique aqui para conferir em qual lista do Top Mix esta mulher entrou – adivinha?). Jaime, integrante da guarda real, possui uma relação incestuosa com Cersei, sua irmã gêmea. Frutos desta relação temos Myrcella, Tommen e Joffrey. Este último com o psicológico totalmente alterado, tornando um dos personagens mais odiado da série. Após tornar-se rei, precocemente, Joff vê o poder subir a cabeça e acha que pode fazer o que bem entender. Quanto mais cruel, melhor. Para completar esta família totalmente disfuncional, tem Tyrion, um anão bastante temperamental, mas que na minha opinião, é o parente mais normal dos Lannisters. Apesar de todas as diferenças entre eles, os Lannisters tem algo em comum, são loucos pelo poder… e há de quem queira tirar algum deles do Trono! Até quando o Trono de Ferro será dos Lannisters, hein?! (Por Paula Reis)

 

Os Pope Scandal

3) Os Pope (Scandal)

Pope, em tradução literal para o português, significa Papa. Mas qualquer relação entre a família de Olivia, Rowan e Maya, é mera coincidência. De santo, os Popes não tem nada! Uma família com boas condições financeiras, mas toda ruída por dentro. A começar pelo chefe da casa, Rowan, que escondeu por anos da filha que é um dos homens mais poderosos da América – tendo forte influência inclusive sobre o presidente do país -, que é capaz de tudo para defender o que quer e a integridade da sua filha amada, Olivia. Já a matriarca, Maya, é uma terrorista internacional, que também diz fazer de tudo para proteger a filha. O amor desse casal é tão grande, que Rowan manteve a Mama Pope presa na sede da B613. O fruto dessa relação, Olivia. Ela poderia ser uma mulher bem complexada – embora ela não soubesse de todo drama que envolvia os pais – mas ela é forte e leva seus gladiadores na raça. Mas ela também é capaz de tudo para não perder um caso se quer – principalmente contra a Casa Branca. Logo, filha de peixe, peixinho é. (Por Leo Sousa)

 

Shameless+US

2) Os Gallagher (Shameless)

Se Shameless estivesse no dicionário, sua definição seria “família atípica e disfuncional”. E isso ainda não passaria de uma forma superficial e generosa de se referir a eles. A família Gallagher é formada por seis irmãos, sendo que a única figura responsável é a irmã mais velha, um pai alcoólatra e completamente inútil, uma mãe que aparece uma vez ou outra, sendo que um dos filhos, descobriu-se, não é do mesmo pai, que por sua vez tem outra filha mais velha que ninguém sabia da existência… Quem não viu e está imaginando o caos, pode multiplicar por dez e aí, quem sabe, você terá uma noção do que é a bagunça da família Gallagher. No entanto, por mais “sem vergonhas” que eles sejam, por mais que politicamente incorretas seja no mínimo um eufemismo para descrever suas atitudes e, independente dos incontáveis absurdos que já presenciamos, é difícil não se apegar a essa desvirtuosa família. E o fato dos irmãos estarem sempre ali um para outro, sempre dispostos a se ajudar não importa de qual forma ou no quê, já é mais do que muita família “normal” pode contar. Assistir Shameless é a maneira mais efetiva de se sentir bem em relação à própria vida, não importa em que situação ela esteja. (Por Tainara Hijaz)

 

ouat2

 1) A família dos contos de fadas (Once Upon a Time)

Porque devemos colocar Once Upon a Time como top 1 desse Top Mix? A pergunta certa seria: tem como pensar em famílias atípicas e não lembrar da família com a árvore genealógica mais complicada do mundo televisivo atualmente? Sim, concordo que, diferente das famílias aqui apresentadas, em que pode existir uma desestruturação psicológica, ou algo pior, os personagens da trama da ABC não passam por isso. Mas como será a mentalidade de um jovem ao saber que é adotado pela Rainha Má, que é neto do Príncipe Encantado e da Branca de Neve, que seu pai é filho de um dos maiores vilãos da história e que, de alguma maneira, todos, ou quase todos, que estão em sua volta tem alguma ligação parental consigo? Sem falar dos conflitos familiares existentes ao longo das temporadas e dos acontecimentos envolvendo a pequena cidade do Maine. Sim, Once Upon a Time merece estar nessa matéria. (Por Alex Fonseca)

E aí, sua família se parece com alguma destas? Espero que não. Qual você acha que faltou na lista?

Share this post

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.