Top Mix: Os melhores vampiros das séries de TV

Klaus_and_Damon_1
Imagem: CW/Divulgação

 

Continua após publicidade

Olá, como estão vocês? Na próxima segunda-feira, acontece o dia das bruxas, e que tal comemorarmos a data de forma bem sobrenatural? Esse é um gênero de série que sempre faz sucesso e acumula uma legião incrível de fãs ao redor do mundo, sem contar quando ele conta com vampiros. Falou deles é sucesso na certa.

Continua após a publicidade

Por conta disso, o Top Mix dessa semana vai justamente abordar esse tema, e vamos falar dos melhores vampiros das séries de TV. O sangue é sua principal fonte de alimento, alguns queimam no sol, outros são derrotados com a cabeça degolada, alguns são diabólicos, e outros até são gente boa. Tem para todos os gostos, vão perder?

Continua após publicidade

(Por Eduardo Nogueira)

 

Continua após publicidade
Imagem: Arquivo pessoal
Imagem: HBO/Divulgação

10) Pamela Swynford De Beaufort (True Blood)

Minha diva, rainha vampira, Pam conseguiu deixar a Sookie no chinelo com suas falas afiadas. A fiel escudeira de Eric, de True Blood, pode até ser uma vampira e co-dona do Fangtasia, mas não dá para negar que essa mulher sabe muito bem se impor. A relação dela com Eric é mais do que mestre e escrava, é uma ralação de amor e de amizade sincera. Ela pode até ter cometido várias burradas, mas é impossível não se apaixonar por ela e torcer pela vilãzinha. Pam divou em True Blood e se não fosse por ela a última temporada teria sido um lixo. Merece demais estar nesta lista de melhores vampiros! (Por Gabriella Siggia)

 

Imagem: TN2 Magazine
Imagem: NBC/Divulgação

9) Alexander Greyson/Dracula (Dracula)

O personagem Dracula já é bem conhecido na literatura e no cinema, não cabendo aqui argumentar porque um dos vampiros mais famosos está em uma lista como essa. Porém, a série Dracula, da NBC, foi mais longe e nos apresentou o lindo Alexander Greyson, fazendo uma releitura à obra de Bram Stoker. Greyson tem uma vida dupla em Londres, no ano de 1890. Ele finge ser um empresário americano interessado em negócios e na ciência moderna, mas na verdade ele busca vingança daqueles que fizeram mal há milhares de anos. O problema que no meio desta procura, ele se depara com Mina Murray, uma mulher que aparenta ser a reencarnação de sua finada esposa Ilona. Dracula, além de bonito, é elegante, sofisticado, charmoso e se veste bem. Mas também é um assassino cruel, que faz experiência com seres vivos. O vampiro é inteligente e calculista, sabendo muito bem manipular para conseguir o que quer. Porém, com Mina ele é mais gentil e quer protegê-la. Dracula é um dos vampiros mais icônicos que já existiu e não podia deixar de estar na televisão também. Uma pena que a série só teve uma única temporada. (Por Paula Reis)

 

Imagem: Fanpop
Imagem: CW/Divulgação

8) Elijah Mikaelson (The Originals / The Vampire Diaries)

Abordar os clássicos vampirescos da televisão americana e não falar de Elijah seria quase um suicídio. O irmão Mikaelson mais equilibrado já impressiona desde seu aparecimento, nos primórdios de The Vampire Diaries. O sucesso realmente foi imenso, e isso fez com que tivesse uma própria série ao lado de seu irmão. Elijah sempre foi meu preferido dentre os irmãos, pois só ele consegue ter a calma e paciência necessária para tranquilizar e até manipular o irmão Klaus a seu favor. O lado romântico, o lado sério, o lado vampiro, o lado humano… Elijah sempre foi aquele irmão cabeça, que todos realmente olham e tiram uma lição a partir de suas palavras. E por ser tão balanceado nas palavras, Elijah sempre conseguiu manter sua pose de badass sem precisar gritar ou discutir com os quatro cantos do mundo, claro que muitas vezes Klaus ainda o tira do sério. O personagem realmente tem cenas clássicas e memoráveis em The Vampire Diaries e The Originals, e é incrível ver como o vampirismo e os milhares de anos de vida trouxeram uma maturidade ao rapaz. Realmente, um grande personagem das grandes histórias vampirescas por aí…(Por Lucas Franco)

 

Imagem: Mix de Séries
Imagem: CW/Divulgação

7) Katherine Pierce (The Vampire Diaries)

Katherine foi a grande vilã de The Vampire Diaries até a quinta temporada da série, quando morreu de forma misteriosa. Aos poucos fomos descobrindo sobre o passado da personagem, e ter se tornado vampira foi sua alternativa para deter o plano de Klaus em tornar um híbrido, já que ela seria sacrificada para isso. Por conta de sua decisão como instinto de sobrevivência, Katherine se tornou marcada pelo vilão, e acabou sendo perseguida por ele durante 500 anos. A personagem se auto denomina como uma sobrevivente, e realmente é isso que deixa transparecer, apesar de seus métodos pouco ortodoxos para tal. Sem contar que após ter ficado vampira, foi através dos poderes adquiridos que ela acabou conquistando os irmãos Salvatore, e então transformando-os também e colocando um contra o outro. (Por Eduardo Nogueira)

 

Imagem: Buffy Wiki
Imagem: Youtube/Reprodução

6) The Whirlwind (Buffy The Vampire Slayer / Angel)

A trajetória dos quatro vampiros que aterrorizaram Europa, Ásia e a América do Norte, começou com Darla que gerou Angelus, que gerou Drusilla, que gerou Spike, e assim eles formaram uma espécie de família bastante desajustada. Cada um levou ao grupo suas perturbações mais profundas e espalharam a morte e o caos por onde passaram. Dentro deste universo criado por Joss Whedon, os quatro são alguns dos vampiros mais perigosos e poderosos de todos os tempos, sendo descendentes da linhagem do Mestre, da Ordem de Aurelius. Eventualmente formaram pares e se relacionaram sexualmente, tendo destaque a formação Angelus/Darla e Spike/Drusilla, sendo que esses dois últimos se amaram de verdade e foram o que protagonizaram o relacionamento mais abusivo e conturbado. Na conta do grupo, estão os assassinatos de quatro Caçadoras (2 para Spike, 2 para Drusilla) e a participação em eventos históricos, como por exemplo, a Guerra dos Boxers, ocorrida na China na virada do século XIX para o XX. Nessa mesma época, um clã cigano devolveu a Angelus sua alma, que não mais conseguia atacar pessoas sem sentir remorso, levando-o a se separar da família. O Whirlwind ainda voltaria a se reunir algumas vezes ao longo das décadas, mas sempre incompleto. (Por Melina Galante)

 

Imagem: Mix de Séries
Imagem: FX/Divulgação

5) The Master (The Strain)

O Mestre, personagem de The Strain, é o sétimo dos Antigos, que são os Mestres de Origem. Os Antigos não nasceram, são ligados pela mesma força de criação, isso faz com que eles possam ouvir e até enxergar o quê cada um deles faz, e imaginar a real origem deles é quase uma tese acadêmica. O último a surgir e que se intitula “O Mestre”, se rebelou contra os seis mestres originais e deseja destruí-los para dominar toda a humanidade. O rebelde mestre original (todo desenvolvido em CG, com a voz de Robin Atkin Downes) aparece já no maravilhoso piloto da série “Night Zero“, dirigido por Del Toro, desembarcando do Boeing 777 da Regis Airlines em Nova York, uma poderosa entidade vampiresca de quase três metros de altura, movendo-se como um vulto e contaminando pessoas com uma espécie de verme, transformando-as no que a série trata como “strigois”, criaturas acopladas com uma língua extensa que é expelida para se alimentar do sangue humano e espalhar o verme. Sobre a forma do Mestre, a série inicia com o hospedeiro Jusef Sardu, um romeno do século XIX portador de gigantismo, além de outros, possuindo os corpos de seus fiéis seguidores. Durante a trama, O Mestre lida com a resistência dos humanos, que lutam bravamente para que a humanidade não se extinga, contando com a ajuda de três Mestres Originais e até um híbrido caçador, Quinlan O Nascido. Para quem procura vampiros sensuais, The Strain não pode atendê-los com isso. A série faz um ótimo trabalho com a fotografia, maquiagem e efeitos especiais. Mas O Mestre, em sua primeira aparição completa, confesso que deixou um pouco a desejar. Mais parecia uma fantasia de Halloween, o que não mudou em nada nossa vontade de saber mais sobre ele e o que reserva para a humanidade. (Por Michelle Costa)

 

Imagem: Mix de Séries
Imagem: CW/Divulgação

4) Damon Salvatore (The Vampire Diaries)

Impossível não lembrar de Damon Salvatore quando estamos falando sobre os melhores vampiros das séries. Damon é lindo, tem um sexy appeal gigantesco, uma sensualidade que conquista todo o público e uma dupla personalidade cativante. O que mais chama atenção no Damon é a sua capacidade de ser um cara extremamente do mal, mas com sentimentos profundos. Ao mesmo tempo em que ele não pensa meia vez antes de arrancar a cabeça de alguém, tem sentimentos amorosos, fraternos e de amizade. Damon é um vampiro, com a essência de um vampiro que coloca medo em muita gente por aí, mas que sabe deixar o lado desumano de escanteio quando o coração fala mais alto. Damon chama atenção porque não esconde quem ele realmente é, que assume o lado obscuro sem medo e tenta proteger a todos de si mesmo. Não, ele não é flor que se cheire, mas qual mulher não daria tudo para ser chamada de Elena neste momento? Damon tem tudo o que um bom vampiro tem que ter e é por isso que ele está no Top Mix de hoje! (Por Jeh Mari)

 

Imagem: Hello Giggles
Imagem: Youtube/Reprodução

3) Spike (Buffy The Vampire Slayer / Angel)

Nascido William Pratt, por volta da metade do século XIX, em sua vida humana, Spike foi um fracassado e romântico poeta londrino. Desajustado e sem muito talento, ganhou o apelido de William the Bloody pela péssima qualidade de suas obras. Mais tarde, já transformado em vampiro por Drusilla, o apelido de sanguinário fez mais sentido ainda. Somente depois se tornou Spike, uma provocação de sua vida humana. Nesse universo, ele é um dos vampiros mais perigosos da história, tendo matado duas Caçadoras e feito incontáveis maldades. Mas sua consagração veio como o vampiro que virou o cara gente boa, controlador de seus instintos, alguém com quem se podia contar, tudo por ter se apaixonado por quem não esperava, Buffy. Não foi fácil, diga-se a verdade, esse caminho da redenção: chips, robôs, profecias, batalhas, amuletos, recuperação de alma, ressurreição, desmaterialização, materialização, outras caçadoras, recaídas. Spike não é nenhum exemplo de moralidade, fez coisas absurdas enquanto morto-vivo, mas teve seus momentos nobres. Era um vampiro bastante complexo, que abraçou seus mais variados lados, e talvez por isso tenha sido o que mais marcou o universo criado por Joss Whedon, desbancando até o mimizento Angel. (Por Melina Galante)

 

Imagem: True Blood Wiki
Imagem: HBO/Divulgação

2) Eric Northman (True Blood)

Uma coisa é certa: Sookie nasceu com o bumbum virado para a lua no quesito homens. Ela namorou Bill, teve um caso com Eric e morou com o lobão Alcides. Dos três, Eric era o bad boy vampirão, que 9 entre 10 mulheres desejavam fisgar. É impossível não torcer por ele, até mesmo quando ele é mau. Assim como sua súdita Pam, Eric nasceu para divar no seriado e mostrar do que um vampiro é capaz de fazer por capricho. Bill perto dele era um Zé Ninguém! Com certeza, é um dos melhores vampiros que a televisão já teve. (Por Gabriella Siggia)

 

Imagem: Mix de Séries
Imagem: Youtube/Reprodução

1) Klaus Mikaelson (The Originals / The Vampire Diaries)

Filho de lobisomem com uma bruxa, Niklaus Mikaelson, ou simplesmente Klaus, se tornou vampiro após uma magia feita pela mãe. Junto com os irmãos, se tornaram os Originais, responsáveis então por criarem uma extensa linhagem de criaturas sobrenaturais do gênero. Klaus exala ambição, poder e cobiça, se destacando em relação a Elijah, Finn, Rebekah e Kol. Esperto, o personagem nunca mediu esforços para conseguir o que quer, aprecia a imortalidade como ninguém e não tem pudor em acabar com quem atravessa o seu caminho. Amado por muitos e odiados por outros tantos, Klaus é um verdadeiro ícone, tanto que ditou as regras em The Vampire Diaries, durante quase três temporadas, e seu sucesso foi tão grande, que acabou ganhando sua própria série. Não é á toa que atualmente quando se pergunta de algum personagem vampiro das séries, o nome dele costuma ser um dos primeiros que vem a mente das pessoas, o cara é f%$#! (Por Eduardo Nogueira)

 

Imagem: Uol
Imagem: Uol

Menção Honrosa 1: Natasha / Conde Vlad (Vamp)

Natasha, Conde Vlad e companhia marcaram a teledramaturgia brasileira da década de 90. Ela, uma cantora de rock (rolou até um coverSympathy for the Devil”), que em busca do sucesso, vendeu sua alma. E ele, um poderoso vampiro, para quem ela vendeu a alma. Mais tarde descobriríamos que os dois haviam tido uma história em vidas passadas. Para dar uma refrescada na memória, a trama se passava na fictícia Armação dos Anjos, cidade litorânea. Natasha despencou para lá para gravar um videoclipe e acabou criando laços com pessoas da cidade, em especial a família Rocha e Lipe, com quem chegou a ter um filho. Olhem para isso! Vlad fazia o estereótipo do senhor das trevas, com vestimentas e elegância, livremente inspiradas no conde Drácula, enquanto Natasha foi uma das precursoras do estilo gótica suave em terras brasileiras. Acabou que mais do que a fama, o que ela mais desejava era a morte de Vlad para se livrar da maldição. Uma relação bastante sufocante rolava entre os dois. Vlad um obcecado, Natasha uma mulher livre. Ao final, ela supostamente conseguiu quebrar a maldição, deixando Armação dos Anjos e caindo no mundo para tocar sua carreira. Ah, e consciente da vida turbulenta que teria, julgou melhor o filho ser criado pelo pai e pela namorada. Empoderada ou não? Quanto a Conde Vlad, esse encerrou a novela prometendo um retorno. (Por Melina Galante)

 

Imagem: Globo
Imagem: Globo/Divulgação

Menção Honrosa 2: Vampiros de O Beijo do Vampiro

A novela mais incrivelmente flop de todos os tempos não podia ficar de fora. O Beijo do Vampiro foi uma telenovela brasileira que foi ao ar nos anos de 2002/2003 pela rede Globo. A incrível trama conta com grandes nomes da televisão, como Tarcísio Meira, Déborah Secco, Flávia Alessandra, e a incrível estreia de Kayky Brito, como um protagonista infantil. O personagem de Kayky era Zeca, filho do conde Bóris que o trocou na maternidade. O garoto cresce em uma família normal, mas começa descobrir seus poderes aos 13 anos e, com isso, trava uma luta para se tornar o herdeiro do conde e ser o sucessor da raça dos vampiros. O Beijo do Vampiro já era incrível pela trilha sonora, com Blue Moon como tema de abertura. Por mais flop que tenha sido na época, a novela ainda é altamente aguardada para um retorno no “Vale a pena ver de novo”. Mesmo que a história realmente seja das mais bizarras, recordar este grande clássico da globo não seria de todo ruim… Até porque de lá saíram ótimos vampiros! (Por Lucas Franco)

 

Haja sangue para tanto vampiro, hein?! Mais algum que você acha que merece estar nesta lista? Deixe nos comentários! Aproveite bastante seu Halloween, com muitas gostosuras e travessuras, e até semana que vem!