Top Mix: Séries com mais ‘shipps’ por metro quadrado

top mix shipps

 

Olááá! Você como bom seriador sabe o que é um shipp? Se não, aqui estamos para esclarecer para você este termo tão usado no nosso universo. Shippar é um termo originado da palavra inglesa relationship, que significa relacionamento. Sabe quando a gente gosta tanto de um casal ao ponto de juntar seus nomes em um só e sofre incansavelmente até eles ficarem juntos de vez? Então, isso é shippar. É o que a gente, seriador assíduo, mais faz, não é verdade? Tem admiração até sem muita explicação. A gente shippa até aqueles casais mais impossíveis, que não vão ficar juntos nunca, ou que só ficarão juntos ao final da série. Pois é, os showrunners gostam de ver a gente sofrer (e a gente gosta de shippar todo mundo). O que mais existe é série com milhões de shipps, são tantos que a gente fica até meio perdido. Hoje, o Top Mix lista justamente estas séries que mais possuem shipps por metro quadrado.

Prepara o seu coração e vem comigo!

(Por Paula Reis)

 

ORANGE-IS-THE-NEW-BLACK

 

10) Orange is The New Black

Quem assiste Orange Is The New Black sabe que o principal objetivo da série é humanizar as detentas do sistema penitenciário, além de mostrar, mesmo que de uma forma um tanto quanto romanceada, o que aquelas mulheres passam lá dentro, os tipos de abuso sofridos, e até a maneira na qual o Estado esqueceu delas lá dentro. Entretanto, chega em um determinado ponto da história que todo o telespectador possui um casal que ele escolheu torcer. O mais famoso dentro do fandom é, sem sombra de dúvida, Vauseman, mas há quem torça para Piper com Larry, ou até mesmo com Crazy Eyes. A verdade é que, sempre que há dois personagens juntos numa cena de OINTB, há possibilidade de ambos tornarem-se um shipp em breve. Para você ter uma ideia, até a galinha virou um shipp com Piper e Red. (Por Bernardo Vieira)

 

lois-and-clark-smallville

 

9) Smallville

Durante seus dez anos de existência, se teve uma coisa que mais rolou em Smallville foram os shipps. Quando a série começou, Clark Kent mal tinha noção de quem era Lois Lane e seu coração nutria uma paixão platônica por outra jovem também com iniciais LL: Lana Lang. Nas primeiras temporadas, o shipp Clana era unânime entre os fãs da série, até o início do ano quatro da atração. A partir desse momento, o público ficou bem dividido entre esse e Clois (Clark & Lois), e na temporada seguinte o movimento por Lexana (Lex & Lana) começou a ganhar uma força incrível. No meio de tantos nomes combinados, vários shipps foram formados no decorrer da atração, e muitos torciam por casais como Lois e Oliver, Lana e Whitney (sim, tinha quem torcia, aff), Chloe e Pete, Chloe e Jimmy, Jimmy e Kara, Chloe e Oliver, e até mesmo Lionel Luthor e Martha Kent, após a mesma ter ficado viúva na quinta temporada. É claro que no meio de todos eles, por mais que Clois tenha levado a melhor no final, junto com Chloliver, sempre haverão também os órfãos de Chlark (Chloe & Clark), que tinham esperanças que, em algum momento, os dois melhores amigos poderiam ter um affair. (Por Eduardo Nogueira)

 

Sense8-Kala-Wolfgang

 

8) Sense8

Sense8 foi uma das melhores estreias da Netflix no ano passado, a minha favorita particularmente. Com um elenco afiado e entrosado, a série alcançou o sucesso imediato, o que resultou na vinda de alguns atores na Comic Con em São Paulo, ano passado. Aliado ao excelente elenco, Sense8 contou com uma história original que, a meu ver, não se assemelha com nenhuma série que eu conheça. Em Sense8, não há um casal principal, mas sim vários, o que faz com que o drama se transforme em “reduto” de shipps (nem amamos, né? Hahaha). Nomi e Amanita, Lito e Hernando, Wolfgang e Kala, Riley e Will, Sun e Capheus… Isso significa que Sense8 é uma das séries com o maior número de shipps, o que faz com que nós sejamos trouxas, porque nascemos para desempenhar este papel e sofrer pelos shipps. É impossível não criar uma empatia por esses “casais”, porque queremos que eles fiquem juntos para sempre, mesmo que a distância possa ser um problema. Quando Kala “decide” aceitar o casamento arranjado, torcemos para que tudo desse errado, pois ela estava destinada a ficar com o Wolf. Na cerimônia, acontece uma das cenas mais icônicas das séries: a tromba do Wolf hahaha. O mais legal aqui é a diversidade sexual desses shipps, pois não são todos heterossexuais, como Lito e Hernando, e a Nomi e Amanita. É tanto shipp que capaz que todos sensates juntos formam mais um super shipp! <3. (Por Daniele Duarte)

 

ross-and-rachel

 

7) Friends

Em uma sitcom que mostra a fase da sua vida na qual seus amigos são sua família, uma fase de mudanças, decisões, amadurecimento, obviamente que teriam muitos shipps. Novamente a magia de Friends nos faz sacar que relacionamentos não são uma linha contínua, dando um tapa na cara e deixando a clara lição de que às vezes só amar não é suficiente, por mais duro que seja #SADBUTTRUE. Enfim, nessa miscelânea de romances, temos de todos os tipos, desde aqueles que poderiam ser, aos que sempre deveriam ter sido. Passando pelas soulmates, há quem diga que Chandler era perfeito para Kathy, e outros acreditam que Rachel e Mark teriam se dado muito bem, enquanto uns diferentões defendem que David era melhor que o Homem Formiga para nossa querida Valeska Pop… digo, Phoebe. Como o amor não é sempre o suficiente, temos Monica e Richard em dois extremos, enquanto que Chandler e Janice curtiram muito sua fase, mas perceberam que havia passado o brilho. Ainda sonho com o dia em que Joey voltará com Janine. Pra quem diz que o moço é imaturo, foi bem adulto abrir mão do possível amor de sua vida pelos amigos. entre nós, sempre quis ver até onde Rachel e Joey iriam, eles eram muito bonitinhos, parceiros, falavam a mesma língua, assim como o casal não perfeito, mas que lutou pra dar certo, a.k.a Chandler e Monica. (Por Joaquim Rodrigues)

 

skins-cassie-sid

 

6) Skins

Skins é um prato cheio de casais shippados. A série conta com sete temporadas divida em três gerações diferentes e muitos pares românticos ao decorrer das tramas. Na primeira geração, temos os inesquecíveis Tony e Michelle e os deslocados Cassie e Sid. Mais tarde Sid tem um breve envolvimento com Michelle, enquanto muitas lágrimas foram arrancadas com Chris e Jal, e Tony flerta com Maxxie  – e até faz algumas “coisinhas” – e os fãs shipparam muito os dois; Maxxie ainda passa pela vida da possessiva (para não dizer louca) Sketch. Na segunda geração, temos ainda mais casais memoráveis, como o triângulo amoroso envolvendo Fred, Effy e Cook; todo mundo shippou muito Emily e Naomi (tornando-se o casal mais forte e sólido de toda série); Panda também ficou com Cook, mas gostava mesmo era do Thomas; Fred, mesmo amando Effy, se envolve com Katie; JJ também encontra o amor em Lara; após o término com Panda, Thomas se envolve com Katie na tentativa de consolá-la. Na terceira geração, temos a andrógina Frankie que se envolve com Matty, depois com o irmão dele Nick (shippei muito esses dois), com o Luke e por fim vive um romance lésbico platônico com Mini; Grace e Rich roubaram muito suspiros, lágrimas e euforia dos fãs; Liv também fica com Matty depois acaba gostando de Alex sem saber que o mesmo era gay; Alo e Mini também vivem um romance muito intenso. Na sétima temporada, revemos Effy que tem um caso com seu chefe, mas também se mostra interessa em Dominic; Emily e Naomi continuam firmes e fortes; Cassie participa de um triângulo com Jacob e Yaniv; Cook também nos presenteia com dois amores envolvendo Charlie e Emma. Eita! Quanto amor! (Por Alessandro Alves)

 

mer-derek

 

5) Grey’s Anatomy

Um hospital onde todos os médicos se pegam e morrem, essa é história de Grey’s Anatomy. É um fato que a série tem mais shipps que pacientes, né? Mas o verdadeiro motivo disso é a quantidade de personagens que já entraram e saíram do show. Apesar da maioria dos casais terem os seus pares românticos fixos por muitos anos, como MerDer, com a saída de um dos lados, o outro rapidamente arranja um novo par. Se formos contar com todos os médicos que já passaram pelo Seattle Grace Hospital, ou Seattle Grace Mercy Hospital, ou Grey Sloan Memorial Hospital não vamos acabar essa lista de casais nunca! Alguma coisa tem na água daquele lugar porque não é possível! Só não dá para dizer que quero beber dessa fonte porque, apesar de trazer o amor em uma temporada, traz o sofrimento em duas também. Afinal, vamos concordar que os shipps mais sofridos da história da televisão foram construídos dentro daquele hospital. Já teve traição, abandono, doenças graves, pernas fantasmas, mortes… E outras milhares de tragédias que só Grey’s Anatomy é capaz de nos dar. Afinal, não seria Shondaland se tudo fosse um mar de rosas. (Por Fernanda Azevedo)

 

oth-naley

 

4) One Tree Hill

Se existe algo que prendia o público de One Tree Hill semanalmente era “por qual shipp torcer?”. O número de casais presentes nos nove anos da série foi tão grande que às vezes você até se perdia quando dois personagens se juntavam. Claro que existiram os clássicos, e por eles torcemos fielmente durante toda a série. Vai me dizer que você, fã de One Tree Hill, nunca entrou numa disputa Brucas (Brooke + Lucas) versus Leyton (Lucas + Peyton)? Durante as três primeiras temporadas, duelos épicos foram travados pelos fãs dos dois casais, tendo no final das contas os shippers de Lucas e Peyton levado a melhor. Além disso, um shipp que se manteve firme por nove anos na série foi Naley (Nathan + Haley), casal que passou por poucas e boas durante toda a série, mas chegou ao fim da jornada como o mais consolidado. Por último, mas não menos importante, Brulian (Brooke + Julian) fizeram o coração dos fãs torcerem pelo final feliz de Brooke, que graças a Deus (e a Mark Schawhnn) aconteceu. (Por Anderson Narciso)

 

gossip-girl-shipps

 

3) Gossip Girl

Alguém conhece alguma série que tenha mais troca-troca de shipp que Gossip Girl? Acho que não existe. A própria história principal já é uma luta de casais: Blair e Serena disputam Nate. O bonitão acaba não ficando com nenhuma das duas porque Blair se apaixona por Chuck e Serena por Dan. Mas, durante os seis anos, muita coisa aconteceu. Tivemos Serena e Nate, Serena e Dan, Serena e duzentos e cinquenta caras a cada temporada, Blair e Dan, Blair e Nate, Blair e Chuck, Blair e Louis, Vanessa e Dan, Vanessa e Nate, Jenny e Nate, Jenny e Chuck, Georgina e Dan… Nossa! Isso foi o que deu pra lembrar enquanto escrevo. A verdade é que a série é o maior exemplo da famosa frase: se organizar direitinho todo mundo……. se pega (para ficar acessível a menores de idade). No final das contas, todo mundo já beijou todo mundo e todos os shippers ficaram felizes por um momento! (Por Fernanda Azevedo)

 

carrie-e-big

 

2) Sex and The City

Sex and the City não podia deixar de estar presente nesta seleção, pois o que mais a série fala é de relacionamentos. Tudo bem que relacionamentos envolve seus amigos e família também, mas a saudosa comédia de Darren Starr dá uma atenção especial para o amor que envolvem os casais. E quantos tipos de casais há em SATC! Acredito que por conta de tantas experiências que Carrie, Samantha, Charlotte e Miranda passaram é que elas têm muitas histórias para contar no show. E nós trouxas aqui shippando e sofrendo junto com elas, a cada encontro, a cada separação. Os maiores shipps e mais duradouros foram o de Carrie e Mr. Big, que só foram ficar juntos de vez mesmo no filme, após a série ter terminado; mas há quem prefira Carrie e Aiden. Temos os eternos Miranda e Steve, que nasceram para ficarem juntos, os inimagináveis Charlotte e Harry, e Samantha e Smith, mas que também não parava quieta, pois já teve Samantha e Richard, Samantha e Maria Diega (quem lembra da atriz brasileira Sonia Braga?) e muitos outros. Há ainda quem torcia para Carrie ficar com o russo Petrosky, ou qualquer outro carinha que ela se aventurava, Miranda com doidinho do Skipper, além de Charlotte com o “quase” perfeito Trey. É amor demais para uma série só! Acho que é por causa destes laços todos que a série é uma delícia de acompanhar. Deu até saudades… acho que rola fazer uma maratona para rever tantos shipps, hein?! Será que dou conta? (Por Paula Reis)

 

TVD1

 

1) The Vampire Diaries

Quando falamos da combinação The Vampire Diaries + shipp, senta que lá vem história. A série vampiresca da CW é uma das que mais tem essa legiões de fãs que torcem por casais na TV americana. Os dois shipps principais da série são divididos entre os Stelenas (Stefan & Elena) e os Delenas (Damon & Elena). O negócio é tão sério que chega a ser motivos de BARRACO entre os membros do fandom da atração, com direito a insultos e tudo mais. É algo tipo uma rivalidade, por exemplo, entre Corinthians e Palmeiras no futebol paulista. Mas se fossem só entre esses dois seria o bastante, mas os fãs vão muito mais além. Em sete anos de TVD, já presenciamos Steferine (Stefan & Katherine), Datherine (Damon & Katherine), Steroline (Stefan & Caroline), Klaroline (Klaus & Caroline) como alguns dos outros diversos nomes combinativos de casais da série. Há quem shippa loucamente Damon e Bonnie, Caroline e Tyler, Bonnie e Jeremy, Elena e Elijah, Alaric e Jenna, Jeremy e Anna, Klaus e Katherine, Elijah e Katherine, Bonnie e Kai, Alaric e Jo, Enzo e Caroline, Bonnie e Nora, entre outros – se eu listar um por um, teríamos que fazer um Top Mix à parte. Cuidado, pois se um dia algum fanático da série lhe perguntar se possui algum shipp, desconverse o assunto, caso tenha amor à vida. (Por Eduardo Nogueira)

 

Quanto amor, hein?! Ou pelo menos é o tanto de amor que desejamos, né?! Tem mais séries com vários casais que você também shippa? Deixe nos comentários, e até semana que vem!

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

2 comments

Add yours

Post a new comment