Top Mix: Séries que todos amam, menos eu

Oi oi gente! Está para nascer aquele que agrade gregos e troianos, não é verdade?! Sabe aquela série com recordes de audiência e que todo mundo assiste? Pois é, nem todos curtem . Primeiro, porque não temos que gostar das mesmas séries que todo mundo gosta. Segundo, porque muitas séries são superestimadas. E terceiro, porque alguém perdeu o interesse ao longo das temporadas por algum motivo.

Continua após as recomendações

 

nao-sou-obrigada

Continua após a publicidade

 

Seja por qualquer destes motivos, o Top Mix de hoje vem listar séries que nem todo mundo ama. Vai dar barraco? Vai. Vai ser polêmico? Vai. Vão querer me matar depois de ter dito esta ideia? Sim. Mas estamos aqui para isso, né?! O Mix de Séries está longe de ser um site “coxinha“. Temos nossa opinião e vamos expor ela aqui! Sem pudor, sem hipocrisia! Chamei os colaboradores para contar aqui para gente quais séries que todo mundo ama, aquelas produções gigantescas, super sucesso, menos eles e por que. Lembrando que aqui o que está se levando em conta é a OPINIÃO DE CADA UM, e não a verdade universal do site (que nem existe)!

 

eita giovana

 

Segura o forninho, Giovana! Hoje a casa vai cair! Mas o choro é livre!

Bora malhar as queridinhas!

(Por Paula Reis)

 

modernfamily

10) Modern Family

A comédia que mais ganhou prêmios Emmy da atualidade é a queridinha dos EUA e amada por muitos. Exceto eu! Não sei muito bem o motivo, mas não caí de amores pelo seriado e acho a Sophia Vergara uma atriz exagerada. Não consigo rir dessa família desajustada e olha que tentei dar uma chance para o seriado, mas não rolou! Baixei até o 15º episódio da primeira temporada, mas eu sempre dava um jeito de enrolar para assistir. Adiei tanto que quando ela ganhou o primeiro Emmy eu já sabia: o seriado não me conquistou! Não vejo graça alguma nos personagens e não consigo ver esse amor que o povo sente pela série. Sei lá, eu devo ser mais normal que essa família moderna. Rs (Por Gabriella Siggia)

 

mad-men

 9) Mad Men 

Criticar e apenas dizer que uma série é boa ou ruim não basta. Argumentos são necessários para embasar tal opinião. Argumentar contra um programa como Mad Men, por exemplo, é um trabalho difícil. A série foi escolhida quatro vezes como o Melhor Drama no Emmy. Com um respeitável grupo de fãs e com a crítica como escudo, Mad Men é uma barreira que não pode ser quebrada e criticada. A série não é ruim – longe disso –, mas está longe de ser a obra-prima apregoada por muitos. Para começar: diga-me você, defensor e fã da série: Mad Men evoluiu, por exemplo, em suas três primeiras temporadas? Caso sim, o que evoluiu? A impressão que se tem ao fim de cada temporada é que a trama saiu de um lugar e não chegou a outro. Andamos em círculos, vimos algumas coisas acontecendo (com lerdeza, aliás) e voltamos para o mesmo ponto. Para onde os personagens vão? O que está sendo contado? Além disso, e da exacerbada lentidão da história, Mad Men tem personagens pouco cativantes. É compreensível que Don Draper, por exemplo, seja frio, enigmático e tudo mais, mas não há conexão entre ele e a pessoa que está do lado de cá da telinha. Se um caminhão passasse por cima do sujeito, não faria diferença nenhuma. Essa falta de vínculo – e repito: a lentidzzZZzzZ – com o público é o calcanhar de Aquiles de qualquer história. (Por Matheus Pereira)

 

House of Cards

 8) House of Cards 

A grande produção da Netflix, House of Cards. A série vencedora do Globo de Ouro entre outras premiações. A série que tem como protagonista Frank Underwood, interpretado pelo grande Kevin Spacey, um ambicioso político que almeja um alto cargo público e que olha para a câmera quando fala. Muito estranho, mas diferente, inovador! A série que retrata a política e toda sujeira de Washington. Tudo isso é sinônimo de sucesso. É a Netflix … mas para mim não foi. Tentei várias vezes assistir HoC, mas tive muita dificuldade de terminar os episódios. Me dava sono. Talvez eu não entendia a complexidade da série, talvez não gostasse de política americana. Mas não é isso. Acompanho outras séries do mesmo gênero e, muitas vezes, mais complicadas. Mas então por que será que perdi o interesse?! Super confesso que tentei. Mas na hora que eu percebi que estava assistindo a série por obrigação, empurrando com a barriga, só porque é grande sucesso, larguei mão. Quem sabe um dia tente assistir de novo. Mas definitivamente, todos amam a grande produção da Netflix de House of Cards, menos eu. (Por Paula Reis)

 

glee

 7) Glee

Conheci Glee quando ela foi exibida na rede globo aos sábados e acompanhei sua primeira temporada inteira – com cortes -, pois achava algo interessante para um sábado de manhã. Ao longo dos episódios, Glee se mostrou uma série clichê de colegial e se transformou em tudo que eu mais abominava: Um High School Musical em forma de série. Os episódios começaram a se arrastar mais rápido, peguei antipatia da voz de quase todos os protagonistas e, atualmente, não vejo razão nenhuma para ela continuar existindo. (Por Walter Hugo)

 

Revenge

 6) Revenge

Não poderia deixar de constar nesta listinha a queridinha do momento, Revenge. Ainda não consegui entender como esta série tem atraído fãs e mais fãs com este roteiro. Todos os meus amigos assistem, eu repito, todos. Mas eu não consegui me interessar para assistir 3 temporadas de Revanche. Não é por falta de tentar. Eu assisti a primeira temporada inteira. E digo, não vi nada demais. Revenge parece aquele novelão das 9, aquela novela mexicana. Muito drama no roteiro. Que isso! Uma história totalmente previsível. Um roteiro que todos já sabem o final. Não tem como se apegar a série. Podem me julgar, mas não achei nada de excelente na série. Muito clichê! E já acho que passou da hora da série se encerrar. Amanda Clarke, já deu o que tinha que dar com esta vingancinhahistorinha de Emily Thorne. Pode ser que a série me surpreenda e mude (bastante) o roteiro, agora na nova temporada e eu pague língua. Mas acho difícil. Uma série que se baseia na vingança de uma filha e em apenas isso, arrastando a mesma coisa por três  temporadas, não se pode esperar mais do que mais do mesmo. (Por Paula Reis)

 

Grey-s-Anatomy-greys-anatomy-10397326-2560-1638

 5) Grey’s Anatomy

Shonda Rhimes é uma showrunner impagável e isso é algo incontestável, mas apesar disso Grey’s Anatomy não é tudo isso. Já tentei assistir a série várias vezes, mas o gênero drama médico não prende muito minha atenção. O máximo que consegui ver de uma série do gênero foi aproximadamente uma temporada e meia de ER entre 2005 e 2007, e só. Em 2010, o SBT decidiu exibir a série em seu horário nobre, e lá vai eu tentar dar uma chance para a atração, mas não deu. Sério gente, os anos passam e me pergunto cada vez mais no que os fãs tanto idolatram essa série. Não dá, acho tudo mais sem graça que comer chuchu. Tenho um amor imensurável por Scandal e estou aprendendo a gostar de How To Get Away With Murder, mas Grey’s não rola. Desculpa, mas é demais pra mim. E se me mandarem escolher entre ela e 50 séries da CW, não penso duas vezes em aceitar a segunda opção. Fica a dica! (Por Eduardo Nogueira)

 

onetreehill

 4) One Tree Hill

Ai que preguiça! One Tree Hill dá muito sono e muita preguiça… Podem me julgar. Eu e todo o pessoal estamos aqui para isso. Mas One Tree Hill é uma série superestimada! Não sei porque tem um fandom enorme como este. De verdade, não vi nada de tão apaixonante na série. Confesso que não assisti muitos episódios, mas a história não me prendeu. Muito drama, muito mesmo! Lucas Scott, que odeia Brooke (a piriguete da série), mas que já namorou ela, terminou, namorou a Peyton (que já namorou seu irmão), terminou, voltou com a Brooke,… zZzZzZ. Achei um tanto quanto dramático demais este pessoal de One Tree Hill (Uma Árvore no Morro? Que raio de nome de cidade é esse?!). Além disso, os personagens são melosos, as histórias tem aquela coisa pegajosa. Fora que eles não fazem nada, a não ser faltar aula para se pegarem e irem para a noitada. Definitivamente, me deu muita preguiça esta série. Não sei como fez sucesso e como aguentou tantas temporadas. (Por Paula Reis)

 

orange

 3) Orange is The New Black

Eu já aceitei que eu sou uma pessoa do contra. Vou dizer que super concordo com a maior parte desta lista, e aquelas que eu concordo, garanto que sempre estiveram na minha lista do “Não Assistir”.  Para mim, é muito importante que o enredo da trama me pegue já no começo, senão não dá certo, ou seja, dá para se dizer que sou o tipo de pessoa, que quando se trata de filmes e séries, acredita que a primeira impressão é a que conta. Afinal, é quando você sente se há aquela fagulha de prazer, de amor, ou apenas de ódio. Mas ao assistir Orange is The New Black, quando deu as caras lá no Netflix, no ano passado, o sentimento que eu tive foi de… NADA! Nem de desprezo, devo acrescentar. O primeiro erro para mim foi estar escrito comédia no espaço do gênero da série. Decepção define minha falta de ânimo para rir das tais “piadas” da história de Piper Kerman, que acaba indo presa porque havia transportado dinheiro do tráfico para sua namorada de 10 anos atrás. Outro erro: achei a escolha da atriz muito fraca e foi outro ponto que não me prendeu para assistir mais episódios. Bom, joguei no Google sobre as críticas feitas ao seriado, e ficou muito claro que todos os críticos querem falar bem, mas sempre acaba tendo um porém. “É boa, mas previsível”, “A história da Piper é a principal, entretanto as mais legais são as das outras presidiarias”. Enfim, eu poderia ficar aqui dando vários exemplos do porquê de eu não gostar de OTNB, mas como o seriado não teve nenhuma expressão para mim quando assisti, então é melhor deixar para lá. (Por Alice Risso)

 

TheBigBangTheory

 2) The Big Bang Theory

Mas como assim, você assistem 65020 de séries e não gosta de TBBT? Não, amigos, desculpe. Já rolou discussão em roda de amigos por conta disso. Você não gosta porque não é nerd, e não entende as piadas. A parte de não ser nerd, pode até ser verdade. Quer dizer que uma série só pode ser boa para quem se enquadra no estereótipo? Amo Grey’s Anatomy e não sou médica. Certo?! O que mais me abusa em TBBT, são os fãs pé no saco que acho que não perceberam que eles satirizam os nerds/super gênios. E sim, eu entendo as “piadas”, mesmo não sendo nerd. Só não consigo achar a graça suficiente para tantas indicações e prêmios. Tanto para a série em si, quando para os atores. Sem contar a parte dos memes, que são as coisas mais nonsense do mundo, e que todo mundo acha uma graça. BAZIIINNNNGAAAA EEEWWWW ¬¬ (Por Janyne Bibs)

 

breaking-bad_2

 1) Breaking Bad

Breaking Bad, ao meu ver, é a série mais superestimada do mundo inteiro. Tudo bem, é bem produzida e tem atuações boas, mas há muitos aspectos na série que me irritam. Como por exemplo, a falta de trilha sonora e as cenas em silêncio altamente demoradas (tipo um café da manhã de cinco minutos sem ninguém dizer nada). Não simpatizei com nenhum personagem, estou empacado nos últimos da quinta e não tenho um pingo de vontade de terminar. É bem produzida? SIM. Tem boas atuações? SIM (exceto pela Skyler). Mas não merece tanto amor, de jeito maneira, visto que até um episódio de True Blood passa mais rápido. (Por Walter Hugo)

 

Ufa! Quantos desabafos! E aí, tem alguma série que todos amam, menos você?

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

174 comments

Add yours
  1. Avatar
    Janyne Bib's 22 outubro, 2014 at 01:27 Responder

    como assim existe alguem que nao gosta de Modern Family jeessuuuiiisss!
    a única série que me faz rir q nem idiota.
    Concordo que a Gloria é um pouco/muito forçada as vezes.
    mas acho uma fofura <3

    • Avatar
      Paula Reis 22 outubro, 2014 at 12:06 Responder

      Concordo com vc Bibs…. é uma série engraçada e justamente pq é boba!
      Gloria é rainha do exagero, mas faz disso mais legal ainda hahaha

  2. Ana Maria De Oliveira Fernande
    Ana Maria De Oliveira Fernande 22 outubro, 2014 at 02:34 Responder

    Sobre Breaking Bad, torno a dizer: É UM DRAMA, CARA! É claro que ela vai focar nas expressões dos personagens. Uma trilha atrás desse tipo de take quebraria todo o ritmo e a atenção no momento. Não gostou, bebe Fanta quente!

    Sobre One Tree Hill, Grey’s, Revenge e outras aqui citadas: ESTOU SENTINDO UMA TRETA MALIGNA!!

    • Avatar
      Paula Reis 22 outubro, 2014 at 12:11 Responder

      kkkkkkk OTH e Revenge é ruim mesmo, fazer o q é… fui sincera…kkkkk não sou obrigada! Lidem com isso!

      Sobre BrBa acho q é o estilo da série ser mais lento, mesmo ambiente, mesmos personagens… é como vc falou, é um drama! Mas Ana, eu curti mto a série… é um pouco parada sim, mas depois vc acostuma com isso… na última temporada fica até mais agitado. Mas tenho q concordar com o Walter que a moça que faz a Skyler não é boa atriz não…rs. Mas ow a trilha sonora é ótima, uma das melhores coisas do seriado!
      A propósito, vc já terminou de assistir Breaking Bad, Ana?

      • Ana Maria De Oliveira Fernande
        Ana Maria De Oliveira Fernande 22 outubro, 2014 at 14:07 Responder

        Paulinha, ainda não terminei, a faculdade não me deixa. Eu tô vendo o que eu consigo da fall, pra quando eu ter um relax da faculdade, eu termine minha maratona. BrBa quando eu começo a ver não tem fdp nenhum que me faça parar!

        Eu parei na terceira temporada, e a série superou todas as minhas expectativas. Pelo que o pessoal me falou, eu sempre soube que era uma série lenta, mas que intercalava momentos lentos com alguns momentos de ação. Eu tô bem contente com o ritmo dela.

        PS.: Skyler, até então, é o personagem mais chato dessa porra! Que mulherzinha intragável!

        • Avatar
          Miriam Calado 23 outubro, 2014 at 01:56 Responder

          Lide quem falou sobre Mad Men não evoluir que vc é burro e não tem embasamento algum pra criticar, pode continuar não gostando, mas q vc é burro vc é rs

          • Matheus Pereira
            Matheus Pereira 23 outubro, 2014 at 02:32

            Você, por outro lado, é bem inteligente. Além disso, um poço de boa educação. Eu não gostar da mesma coisa que você gosta não me faz burro. Você gostar de algo que eu não gosto, também não lhe faz burra. Chamar alguém de burro por um motivo tão banal, e pior, sem conhecer quem ofende, isso sim é burrice. Pior: falta de educação.

            Não faça o que Mad Men faz: evolua.

            Além disso, por que você comentou sobre isso em um comentário que não tem relação nenhuma com nada que vc falou. Bem inteligente.

      • Avatar
        Kaiodn 28 março, 2015 at 16:10 Responder

        Sobre OTH o que eu gostaria de dizer que o texto definitivamente foi escrito por uma pessoa que assistiu poucos episódios como foi dito. A série é muito mais do que foi definido. Acho que pra este post, a pessoa realmente deveria conhecer a série pra poder falar. Não que tenha q assistir ela inteira, mas saber um pouco melhor sobre o que série se trata. Se a descrição dada fosse a sinopse da série, definitivamente eu passaria longe disso. Acho que assim como os colaboradores do sites gostam de receber criticas negativas para crescerem, alguns fãs preferem que quando alguém faz critica a uma série que eles gostam, esta seja bem coerente e sólida, para que eles possam rebate-las ou até concordarem. Na minha opinião por exemplo, se um colaborador falasse pra mim que os primeiros episódios foram arrastados, os personagens não apresentavam carisma suficiente, o roteiro não convencia e os personagens eram apenas adolescentes mimados e revoltados, eu concordaria contanto que ficasse claro que isso foi no inicio da série. A série não é superficial como foi descrita. Lucas nunca odiou Brooke, e eles não so faltavam aula pra ir pra festa. Sei que isso é uma opinião, mas deveria ter sido escrito por alguém que sabe o básico da série. Como falei, eu como fã gosto de rebater argumentos ou concordar com eles. Chad Michael Munrray não era um bom ator, a 6 temporada da serie foi totalmente arrastada, a 7 temporada teve muito drama desnecessario, e a segunda metade da 8 temporada deixou a desejar. Quem escreveu precisa saber isso? Não, porque se a série não lhe agradou a pessoa não tem que ver esse tanto de temporada. Só to deixando claro que não acho a série perfeita.
        Agora Revenge por outro lado, ficou claro que o colaborador conhecia a serie, e tudo que foi dito é verdade e não tem como rebater isso por mais fã que eu seja da serie.
        Então é isso, o que eu queria pedir pro site, é que quando for criticar uma serie, utilize argumentos mais sólidos, porque isso pode gerar muito mais mimimi do que esperado.

  3. Avatar
    Alex Sousa 22 outubro, 2014 at 10:29 Responder

    Cadê a Mih falando de GOT? Cadê a Mih mitando a publicação mais “mitante” (isso existe?) do site? Sério, decepcionei agora. Mas posso dizer que: a treta foi plantada, sem dúvida alguma!!

    Bib’s e Alice descrevendo meus sentimentos por OTNB e TBBT (principalmente TBBT). E Edu, COMO TU NÃO GOSTA DE GREYZA POW?? (sim, eu respeito.Mas to indignado com isso 🙁 )

    • Avatar
      Paula Reis 22 outubro, 2014 at 12:08 Responder

      Kkkkkkk eu não admito alguém não gostar de Orange… é tão bom! hehehe

      Sobre GOT, infelizmente a MIh admitiu que GOT é a melhor série, daí ela não fez…kkkkk mentira….cof cof… na verdade, não deu para ela escrever o texto até o momento q eu publiquei. E não tinha como eu falar mal da melhor série da vida! Tá vendo, todos amam GOT, sem mais! HAHAHA

      • Avatar
        Alex Sousa 22 outubro, 2014 at 12:21 Responder

        Não Paulinha, não consegui char graça em Orange. Tentei, juro que tentei, mas não desceu.

        E não tem como não amar GOT. Na verdade só conheço duas pessoas que não gotam (Mih e Nar)

        • Avatar
          Paula Reis 22 outubro, 2014 at 13:31 Responder

          Kkkkk fiz Nar começar a ver… ele tá gostando! o/
          Realmente, não conheço praticamente ninguém q não goste…como falei ali em cima… se diz q não gosta é pq ainda não pegou a série para assistir!

    • Avatar
      Alice Risso 22 outubro, 2014 at 12:29 Responder

      Só não escrevi sobre o GOT pq a Paula não deixou! hahahaha Mentira. Mas faltou mesmo! Eu também não gosto! me faz dormir…muito!

      • Avatar
        Alex Sousa 22 outubro, 2014 at 12:39 Responder

        Sério Alice?? Não vou mentir: no início eu sentia muita preguiça em ver. Mas depois me apaixonei pela série. Faltou GOT ai pra ser a matéria mais polêmica do site.

        • Avatar
          Guest 22 outubro, 2014 at 13:30 Responder

          Só p ser polêmico pq não tem como não gostar… quem diz q nao gosta é pq nunca viu! kkkkkkk Ta, Alice? 😛

          Em breve, faço parte 2 e incluo GOT, p sua felicidade, Alice!

        • Avatar
          Alice Risso 22 outubro, 2014 at 13:31 Responder

          Muito sério. Achei chato, parado, e tem muita nega pelada. hahaha a putaria é tanta que me parece que é uma versão medieval do True Blood e sem vampiro.

          • Avatar
            Paula Reis 22 outubro, 2014 at 13:32

            kkkkkkkkkk HBO né… tem q ter putaria! Confesso q é bastante mesmo… Mas parado jamais! O q mais tem é gnt morrendo uai kkkk

      • Avatar
        Paula Reis 22 outubro, 2014 at 13:30 Responder

        Só p ser polêmico pq não tem como não gostar… quem diz q nao gosta é pq nunca viu! kkkkkkk Ta, Alice? 😛

        Em breve, faço parte 2 e incluo GOT, p sua felicidade, Alice! rsrs

      • Avatar
        Janyne Bib's 22 outubro, 2014 at 14:09 Responder

        Po, eu realmente não sei o que sinto sobre GoT.
        é um misto de sentimentos bons e ruins. fiz maratona da 1 e 2 temporada, mas agora, nem terminei essa ultima.
        Acho que a quantidade de spoilers tá começando a me broxar.

  4. Avatar
    Alice Risso 22 outubro, 2014 at 12:36 Responder

    @paularreis:disqus falando mal de duas das minhas séries favoritas! ai ai viu? hahahhaa
    OTH eu só tenho que dizer que sempre tive preguiça do Lucas e quando ele e a Peyton sairam eu agradeci a deus. Afinal, dois personagens CHA-TOS. Estragava tudo!

    Revenge…Paula devo dizer que a primeira temporada é até fraquinha. Com uma atuação melhor que a outra (not). Mas ela vai melhorando de uma forma absurda. E, na minha opinião, o roteiro das conversas do Sr e Sra Grayson é muitoooooo bom. Mas devo dizer que enquanto tem uns lados da produção que são muitoooo fodas, tem outros que a produção acha legal usar o Chroma e fazer um trabalho porco. Não entendo! :X

    Olha eu escrevendo um livro aqui….

    Sobre Breaking Bad… Walter, tamo junto!
    Nossa como falaram do Breaking Bad e como a série é boa. Assisti, achei idiota, parada e aquele poster do Walter White olhando com cara de mal me enganou. Achei que ia ser uma puta ação, com uma puta história foda e não. Monologos, cenas paradas. Quando falaram que a segunda temporada era melhor dei graças a deus que a primeira tinha só 6/7 ep. Mas nada mudou. :S

    • Avatar
      Paula Reis 22 outubro, 2014 at 13:39 Responder

      Outra q gosta de OTH e falando mal dos personagens… Sinceramente não só estes dois, mas tudo me deu preguiça em OTH…. Lide com isso hahahaha
      Já Revenge perdeu a oportunidade de melhorar faz tempo… mas espero mesmo q tenham melhorado o mínimo desde a primeira temporada… pq aguentar aquele novelão não é fácil! Clichê demais! Quando vai acabar a vingança? kkkkk

      • Avatar
        Alice Risso 22 outubro, 2014 at 14:20 Responder

        Eu amo OTH! <3 A
        Sobre gostar da série e falar mal dos personagens normal, né genteee? até pq sempre tem um que me tira do sério e, geralmente, é aquele moralista,mala.

  5. Avatar
    Tainara Hijaz 22 outubro, 2014 at 12:51 Responder

    Modern Family eu ainda acompanho e nas primeiras temporadas gostava muito mesmo, mas também acho superestimada, muitas outras mereciam mais esse monte de Emmys do que ela.
    Glee não é meu estilo, nunca tentei assistir e nem pretendo. Mesma coisa pra Revenge.
    Grey’s eu amo, mas é guilty pleasure, mesmo, entendo perfeitamente que não gostem e não acho grande coisa em termos de qualidade.
    House of Cards é uma que eu sempre tive certeza que iria gostar, porque é exatamente o meu estilo e por certas comparações com Veep, uma das minhas séries preferidas. Mas dormi com 20 minutos de episódio. Mas essa pretendo tentar de novo.
    Mad Man tá na minha geladeira. ACHO que vou gostar, mas veremos.
    The Big Bang Theory eu aguentei até demais, comédia muito previsível e clichê, além de passar 7 temporadas sem sair do lugar. Até entendo a audiência, mas nunca as indicações ao Emmy.
    One Tree Hill é uma que eu assisti as 9 temporadas em tempo recorde, mas sempre tive consciência da baixa qualidade, sempre me deu vergonha alheia das várias situações bizarras que aconteceram, do drama excessivo e da quantidade de tragédia cercando um único grupinho de pessoas. Muito novela da Glória Pérez. Guilty pleasure absoluto. Se me perguntarem, só assisti tudo por nostalgia da época que passava no SBT. haha

    Não falem mal de Breaking Bad e Orange is the New Black!

    • Avatar
      Paula Reis 22 outubro, 2014 at 13:35 Responder

      kkkkkkk Tbm me deu sono HoC… quem sabe eu tente de novo algum dia! Complicado!
      OTH..kkkk uma pessoa q assistiu e dizendo q tem vergonha… kkkk ai Taianra só vc mesmo… mas ow mto novelão mesmo!
      Estas séries que ganham o Emmy são superestimadas mesmo… elas ganham todo ano, tá até chato isso!

  6. Avatar
    Flávia Honorato 22 outubro, 2014 at 14:21 Responder

    Sério de Modern Family, Orange is the new black e the big bang theory estão nessa lista? Aiai, gosto é algo que não se discute mesmo hein

  7. Daniele
    Daniele 22 outubro, 2014 at 16:04 Responder

    Gente, como assim Mad Men não evolui???? Cara, a série sempre se propôs a ser assim: um drama com ritmo lento. Não precisava ter dito isso porque a sua característica eh essa. Os argumentos foram bem fraquinhos. Sorry, mas dizer q não gosta dr MM pq ela eh lenta não eh válido pq a proposta da série eh essa.

    Respondendo a pergunta: sim, a série evoluiu nas 3 temporadas. A Peggy, a Joan, o Don e a senhora Draper, principalmente. E o 4×7 da série, o The Suitcase, eh um dos melhores episódios que já vi. <3

    • Matheus Pereira
      Matheus Pereira 22 outubro, 2014 at 22:10 Responder

      Oi Guest,

      então, não disse que a série é ruim por ser lenta. Disse que é um dos problemas dela. Lentidão está longe de ser um defeito. O defeito – ou a qualidade – está em como essa lentidão é trabalhada. BrBa, The Sopranos, The West Wing, são série lentas. Sopranos, por exemplo, é lentíssima, mas a forma como o silêncio e a lentidão são trabalhadas é fantástica. Todos os episódios terminam e deixam a sensação de que algo bom e importante aconteceu ali. Não tenho essa sensação com Mad Men. Mas isso sou eu, o que eu sinto, isso não quer dizer que todos que vão assistir a série terão a mesma opinião.

      A senhora Draper talvez seja a que mais evolui só nos 3 primeiros anos. Já os outros personagens ficam meio parados. Peggy também tem um arco bacana. O problema mesmo é Draper, não consigo vê-lo com um personagem que muda com o passar do tempo.

      Abraço!

    • Avatar
      Paula Reis 22 outubro, 2014 at 16:39 Responder

      Mad Men foi opinião do Matheus… e BrBa do Walter… eu não tenho nada a ver com isso. kkkk
      Mad Men nunca assisti…e BrBa eu adoro!

  8. Avatar
    Diogo Azis 22 outubro, 2014 at 18:38 Responder

    Concordo com a maioria, exceto Breaking Bad e Greys que amo de paixão. HOC não consegui passar do primeiro episódio, MF idem, OITNB estou arrastando a segunda temporada, TBBT vejo aleatóriamente. Muito obrigado, achei que fosse o único que não gostava da maioria das séries que vocês colocaram.

  9. Avatar
    Carolina Cunha Lima 22 outubro, 2014 at 19:26 Responder

    olha, a equipe desse site tem que aprender uma coisa: uma serie nao é necessariamente ruim só pq vc nao gosta (mto menos “superestimada” só pq te da “preguiça” kkkkkkk). e, mesmo que vc ache ruim, tenha o bom senso de criticar se embasando em argumentos coerentes. caso seja incapaz de fazer isso (como eu vi em varios dos paragrafos acima), se limite em dizer: “nao gostei pq o santo da serie nao bateu com o meu”. by the way, me falem ai o final de Revenge, pq eu mesma sou incapaz de preve-lo (normalmente, em “noveloes”, termina em casamentos, o que eu duvido que seja o caso aqui) rs

    • Matheus Pereira
      Matheus Pereira 22 outubro, 2014 at 21:44 Responder

      Oi Carolina.

      Não quero responder por todos da equipe, mas cada parágrafo deste texto, escrito por diferentes membros da equipe, comprime a opinião PESSOAL de cada um. Ninguém quer, através do texto, empurrar goela abaixo do leitor e obrigá-lo a aceitar que tal série é ruim. Estamos apenas dizendo porque não gostamos de certo programa. Nossa palavra não é regra, não é lei, é apenas a nossa palavra. Em cada parágrafo nós apenas queremos dizer que um santo e outro não bate com o nosso. Isso não faz da série ruim para todos, apenas para cada um. E acho que todos da equipe já aprenderam isso há muito tempo.

      Abraço!

      • Avatar
        Carolina Cunha Lima 23 outubro, 2014 at 00:00 Responder

        é lógico que a palavra de vcs nao é regra nem lei (e nem ngm é obrigado a concordar), até pq é mto mal embasada. eu acho que vcs tem toda a liberdade de expressar suas opinoes, o problema é quando vcs tentam embasa-las na tecnica, sendo que nao conhecem essa tecnica. quando se fala de “defeitos de roteiro” (ou se reclama de drama em uma serie DRAMATICA, que tem a PROPOSTA de ser assim) e outras coisas do tipo, ou vc conhece o assunto ou nao tem propriedade nenhuma pra afirmar que a serie é ruim (como vcs bem colocaram mtas vezes). certos argumentos que eu li sao fraquissimos pra justificar a opiniao de vcs, e acho que vcs deveriam ter mais cuidado com isso. se é pra dizer que nao gosta, diga que nao gosta. mas nao venham falar que a serie é ruim só pq VC ~nao viu graça~ nela (ha uma grande diferença entre “serie ruim” e “serie que eu nao gosto”)

        • Avatar
          Catia Cristina 23 outubro, 2014 at 00:14 Responder

          Concordo com Carol……….e ainda digo mais……Como uma pessoa quer falar de OTH se viu apenas alguns episódios? A série muda bastante ao longo do tempo, não se passa o tempo todo na escola, vc assistir um episódio e dizer não gostei porque não faz meu gênero tudo bem, mas dizer porque não entende o número de fãs baseado em algo que você nem prosseguiu é um pouco equivocado!!!!! A pessoa se sujeitar a falar de Grey’s Anatomy somente porque não gosta do gênero é meio óbvio neh? Como você vai gostar de uma série sendo que nem o gênero não curte? Agora se fosse uma pessoa que tem o costume de ver séries médicas poderia até dizer algo, mas não, não vi nada de coerente nesse texto sobre GA!!!

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 23 outubro, 2014 at 00:27

            pois é, Catia, foi bem isso mesmo que eu senti. “OTH é drama demais” mas essa é a proposta da serie; “Revenge é um novelao” mas essa é a proposta da serie”; “BrBa é bem produzida, atores bons etc, mas é superestimada” entao o que uma serie precisa pra nao ser superestimada?!; “Talvez eu não entendia a complexidade da série, talvez não gostasse de política americana. Mas não é isso. Acompanho outras séries do mesmo gênero e, muitas vezes, mais complicadas. Mas então por que será que perdi o interesse?! Super confesso que tentei.” e no fim das contas o autor nao explica o motivo pra nao gostar da serie; “Mad Men nao evolui” nem da pra discordar pq o autor nao explica o motivo pra nao ter evoluido; “Só não consigo achar a graça suficiente para tantas indicações e prêmios.” eu até nao consigo achar na serie, mas no que isso me impede de ENTENDER os motivos pra serie ser indicada a tantos premios?!. vcs tentam argumentar que a serie é “ruim” falando em cliches e em previsibilidade, sendo que hj em NADA é ~original~ (cabe aqui a equipe fazer uma pesquisa a respeito dos “cliches” no mundo atual) e o imprevisivel varia de pessoa pra pessoa. só mais alguns exemplos de outras coisinhas que vcs ainda precisam aprender

          • Avatar
            Catia Cristina 23 outubro, 2014 at 00:31

            eu não sei o que é pior, o texto ou os comentários, mais sem fundamentos ainda, tipo: LIDEM COM ISSO a única coisa que posso fazer é rir KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

          • Eduardo Nogueira
            Eduardo Nogueira 23 outubro, 2014 at 07:26

            Carla, às vezes têm produções que acabam nos prendendo e são de gêneros que nem sempre gostamos. Eu não sou fã de séries procedurais, porém estou amando Chicago PD e Stalker, teve um drama médico que estreou na NBC na summer season que não foi lá aquelas coisas, mas assim que tiver um tempo tentarei sim ver. Minha análise de GA não teria coerência se eu mal tivesse visto a série, mas vi uma temporada inteira e mais alguns episódios aleatórios na TV a cabo.

        • Avatar
          talles lee 24 outubro, 2014 at 16:55 Responder

          To contigo, pavor de gente que olhar dois episódio e julga uma série toda, ah favor vão ver roteiro, tem série ae melhor que muita coisa.

          • Avatar
            Mari Grizotto 24 outubro, 2014 at 19:39

            @talleslee:disqus se você viu uns 3 ou 4 episódios da serie e NADA te agrada por que você continuaria? Assim só por curiosidade…

            Foi o que aconteceu com SHIELD amigo, a serie ficou melhor? Ficou, mas só depois de DEZ episódios e nisso metade da audiencia ficou para trás…
            Hj é uma das melhores series na minha grade, mas eu reconheço que no começo nao era isso tudo. Eu só continuei por causa dos personagens por que ROTEIRO nao tinha…

          • Avatar
            talles lee 27 outubro, 2014 at 12:11

            AMORE, UMA COISA É VC SER TELESPECTADOR, outra coisa é VC ser CRITICO de séries. Tente achar a diferença e volta aqui, bj.

          • Ana Maria De Oliveira Fernande
            Ana Maria De Oliveira Fernande 30 outubro, 2014 at 14:50

            Tente achar no dicionário a definição de objetivo e subjetivo, depois leia novamente o texto e volte aqui para conversarmos. Obrigado, de nada.

          • Eduardo Nogueira
            Eduardo Nogueira 24 outubro, 2014 at 23:31

            Opa na próxima lista assistiremos a série toda, mesmo não gostando, para argumentar. Certinho (y)

    • Ana Maria De Oliveira Fernande
      Ana Maria De Oliveira Fernande 23 outubro, 2014 at 00:59 Responder

      Carolina, faço minhas as palavras o Matheus. O intuito do texto aqui é citar o porque do colaborador fulano não gostar da série x. A premissa da coluna, desde o início do site, é dar liberdade pro colaborador escrever o que ele sente, sem edição, sem nada. O fato da pessoa assistir alguns episódios pode sim ser critério pra pessoas desistir ou não de ver a série. Não estamos, de forma alguma, tentando jogar na cara do leitor que a série é ruim e vocês não podem vê-la. Os textos pessoais aqui postados são de responsabilidade dos colaboradores. Portanto, quando um deles fala que viu x episódios da série y e o santo não bateu, é a opinião dele, não podemos editar a opinião dele pra que o público que gosta não fique chateado. Aí é algo antiético, faz com que o editor e o site percam a credibilidade. Se você não concorda, está no seu direito, assim como o colaborador está no direito de dizer e colocar no seu argumento o motivo de não gostar da série, mesmo que tenha visto só 5 episódios.

      Espero sua compreensão. Obrigado por dar o seu feedback, esperamos isso dos leitores.

      Att

      • Avatar
        Carolina Cunha Lima 23 outubro, 2014 at 01:52 Responder

        olha, eu vi uma tentativa de jogar na cara do leitor que a qualidade da serie é ruim em varias partes dos comentarios. pra mim, o site perde a credibilidade a partir do ponto que tenta justificar e nao tem argumentos pra isso. como eu e a Catia ja mostramos, os textos de vcs possuem varios pontos falhos. nao é que eu nao concorde com as series nem nd do tipo, só nao aceito que falem que, um ponto NEGATIVO de uma serie de drama, é SER um drama, por exemplo. nao faz sentido

        • Ana Maria De Oliveira Fernande
          Ana Maria De Oliveira Fernande 23 outubro, 2014 at 03:13 Responder

          Vamos por partes, porque tá ficando repetitivo:

          “olha, eu vi uma tentativa de jogar na cara do leitor que a qualidade da serie é ruim em varias partes dos comentarios” – Comentários, Carolina, não vamos bloquear os comentários. O que eu vejo aqui é bastante piada interna dos colaboradores, algo que conversamos dentro do grupo. Todos os sites que eu vejo, tem gente concordando, discordando, fazendo piada interna. Tudo bem. Mas é dos comentários, tem gente que comentou e concordou aqui e nem colaborador é. Assim como o texto, os comentários são opinativos e estritamente reservados a quem o faz.

          “pra mim, o site perde a credibilidade a partir do ponto que tenta justificar e nao tem argumentos pra isso.” – Estou tentando justificar uma coluna com conteúdo completamente opinativo, que diz respeito ao escritores, que fazem o seu comentário à vontade, sem opressão, edição ou algo do tipo, ao contrário de muitos outros sites pela internet afora. O meu argumento é esse e vou usar caixa alta: OPINIÃO INDIVIDUAL.

          “como eu e a Catia ja mostramos, os textos de vcs possuem varios pontos falhos. nao é que eu nao concorde com as series nem nd do tipo, só nao aceito que falem que, um ponto NEGATIVO de uma serie de drama, é SER um drama, por exemplo. nao faz sentido” – Perfeito, não faz sentido pra você, vai ali tentar mudar a opinião – única e intransferivel – do autor do texto. Repito: os colaboradores, no Mix, tem liberdade pra falar sua opinião, mesmo que ela seja contrária a sua, por exemplo. Não podemos e não vamos censurar a opinião de um colaborador. Se ele não gostou da série porque ela é um drama, who cares? É a opinião dele, ele tentou ver e não gostou, simples assim. Se você não aceita o argumento, é problema seu, agora você querer mudar a opinião do autor já é um pouquinho de presunção.

          • Avatar
            Mari Grizotto 23 outubro, 2014 at 03:31

            Site é tão democrático que mais aqui para baixo tem uma colaboradora A @disqus_L1VLsbdf7e:disqus não concordando com o texto de Mad Men. Ela é colaboradora e foi argumentar contra o texto do Mateus, esse é espirito do site. Cada um da a SUA OPINIÃO sobre o que acha da serie tal. Isso não quer dizer que o Editor Chefe ou outros colaboradores do Site concordem.
            Mix foi construído defendendo o direito de cada um, leitor e colaborador, de exercer a sua opinião ela agrade geral ou não. Acho que não temos que ficar escrevendo textos sempre bonitinhos e tentando fazer a politica da boa vizinhaça SEMPRE, mas como eu disse também nao queremos guerra ou que vocês passem a nao apreciar o conteudo do site por conta disso.

            Tentem ler a Nossa coluna do Mix de Opinioes, ali voces notam que cada um tem a sua opinião sem precisar guerrear por conta disso. Cada um, cada um!

          • Avatar
            Janyne Bib's 23 outubro, 2014 at 19:21

            Resumindo o comentário da Ana: Aceita que dói menos.

            Seria um saco se todos amassem as mesmas coisas pelos mesmos motivos, não é?

            afinal das quantas, o nome do post é: sobre que todos amam, menos EU. Ou seja: Eu não sou obrigada. <3

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 23 outubro, 2014 at 19:37

            entendam: eu nao sou contra a opiniao de ngm, mto menos contra o direito que vcs tem de expressa-la (e mto menos quero mudar essa opiniao). o que ta em jogo aqui é a argumentaçao que vcs usaram pra expressar certas opinioes: ela nao gosta de drama, BELEZA, mas dai dizer que a serie é ruim por isso?? me poupem

          • Avatar
            Catia Cristina 23 outubro, 2014 at 21:25

            Carol vamos utilizar nosso tempo para ver séries que ganhamos mais, porque aqui é tudo muito contraditório, ao mesmo tempo que querem que aceitemos a opinião alheia não aceitam a nossa e está de fato ficando repetitivo sim, porque toda hora temos que explicar o porque de discordarmos, e olha que estamos fazendo isso educadamente, sem certas frases, vc sabe quais!!!!!!

          • Ana Maria De Oliveira Fernande
            Ana Maria De Oliveira Fernande 24 outubro, 2014 at 01:21

            Ninguém aqui está rechaçando a opinião de vocês. Até porque eu
            poderia simplesmente excluir os comentários se eu estivesse incomodada.
            Mas o que eu falei pra Carolina e vou repetir pra você é que estou
            tentando explicar que os colaboradores não falaram que tal série é
            ruim, eles apenas dizem o porquê não gostam do que a
            série oferece.
            Você pode discordar o quanto quiser, a gente aceita sim,
            porque cada um, cada um. O que vocês estão tentando é polemizar (e de
            fato conseguiram, afinal, temos mais de 100 comentários) algo subjetivo,
            como essa coluna de opiniões que em nada agrega a qualidade da série
            que vocês defendem. Vocês querem – deixando claro e dizendo que o texto e
            quem responde aqui é contraditório – inferiorizar a opinião do autor do texto.

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 24 outubro, 2014 at 14:04

            bom, Ana, pela ultima vez: eu entendi sobre o que se trata o texto, mas da forma que mtos foram colocados, é um julgamento pessoal sem uma base de argumentaçao coerente. ja mostrei varias passagens em que isso acontece. e repito: nao discordo de vcs, discordo da forma como isso foi colocado. como editora do site, vc deveria ter mais cuidado com o que os seus colaboradores escrevem, principalmente quando eles querem analisar uma serie sem bagagem pra isso

          • Ana Maria De Oliveira Fernande
            Ana Maria De Oliveira Fernande 25 outubro, 2014 at 01:46

            “principalmente quando eles querem analisar uma serie sem bagagem pra isso” – Desculpa, mas você falou besteira agora. O mínimo que esperamos de um colaborador é bagagem pra falar. Não é falar da boca pra fora, porque isso é muito fácil. Argumentar vaziamente suas opiniões eu vejo nos comentários. Essa coluna, apesar de ser em primeira pessoa, ela deve conter argumentos RELEVANTES AO AUTOR DO TEXTO sobre o porquê dele não gostar da série.

            Eu vou retornar ao que eu falei lá em cima: “A premissa da coluna, desde o início do site, é dar liberdade pro colaborador escrever o que ele sente, sem edição, sem nada. (…) Portanto, quando um deles fala que viu x episódios da série y e o santo não bateu, é a opinião dele, não podemos editar a opinião dele pra que o público que gosta não fique chateado. Aí é algo antiético, faz com que o editor e o site percam a credibilidade. (…)”

            Pela ultima vez, como você falou: Não vamos e não podemos de forma alguma oprimir os colaboradores, porque aqui não é a Veja, aqui a pessoa tem voz, ela quer falar mal da série, ela fala. Ela quer falar bem da série, ela fala, mas tudo com argumento aceitável para o autor, porque é dele a opinião. Eu, como editora, não tenho que dizer como eles escrevem e como deve ser a opinião deles. Meu trabalho aqui, além de editar os textos gramaticalmente, é discutir as pautas com os colaboradores. Como vai ser abordado, como você PODE escrever (na questão gramatical), e principalmente, eu tenho o dever de dizer quando o meu colaborador escreveu algo ou alguma inverdade. e editá-la. Como aqui é uma coluna subjetiva e opinativa, isso não se aplica.

            Agradeço mais uma vez os teus comentários.

            Att.

          • Ana Maria De Oliveira Fernande
            Ana Maria De Oliveira Fernande 24 outubro, 2014 at 01:05

            Ninguém falou que você é contra a opinião de ninguém e não estamos tentando fazer você mudar de ideia. O que eu, como editora, estou tentando te explicar é que os textos não falaram que tal série é ruim, eles explanaram o porquê dos colaboradores não gostar do que a série oferece. É uma opinião que não cita as palavras “ruim”, “péssima série”, “acho uma bosta”, “série y é melhor”, aliás, muitos aqui falaram que o problema não é a qualidade. O problema é que a pessoa assistiu a série e não se identificou. Quem aqui nunca fez isso?
            Todo mundo tem o direito de gostar como xiita da série como todos tem o direito de achar que a série não agradou o seu paladar.

    • Avatar
      Paula Reis 23 outubro, 2014 at 01:06 Responder

      E esta é a sua opinião não é mesmo Carol? Pois é, também demos a nossa. A coluna Top Mix é uma coluna feito em conjunto com os colaboradores e ela é totalmente de cunho subjetivo. Toda semana explicitamos nossa opinião sobre diversos assuntos no mundo da séries. Aqui, foi da mesma forma. Cada um tem a sua opinião e sua frustração. Como disse no início no texto, difícil agradar a todos. Do mesmo modo q vc não se identificou com algumas opiniões, tem muita gente que se identifica e pensa da mesma forma. Não precisa se ofender, não!

      “Não sou obrigada” e “lidem com isso” são só formas divertidas de dizer que opinião cada um tem a sua. E os argumentos para embasar esta opinião também são escolhas nossas, aliás, de cada colaborador que escreveu.

      Com certeza, o Mix tem muito o que aprender, toda equipe, estamos crescendo e aprendendo. Mas de garanto que uma coisa já sabemos e acho que você deveria entender também, opinião cada um tem a sua e temos que respeitar isso!

      • Avatar
        Carolina Cunha Lima 23 outubro, 2014 at 01:42 Responder

        nao, abiga, nao é como se eu nao tivesse “me identificado” com as varias opinioes ai em cima, muito pelo contrario: tem series que eu até concordo (e concordo demais). algumas ai nao me prenderam, eu nao gosto e isso aconteceu até por alguns dos motivos citados. mas vcs nao souberam explicar/defender isso direito. colocaram, muitas vezes, a culpa (de vcs nao gostarem) na qualidade na serie, o que nao é necessariamente verdade. e as formas “divertidas” de vcs escreverem, as vezes, soa pedante. ainda mais quando quem escreve fica na pose de “a serie é ruim, lidem com isso”. a serie é boa, vc que nao gosta. lide com isso

        • Ana Maria De Oliveira Fernande
          Ana Maria De Oliveira Fernande 23 outubro, 2014 at 02:38 Responder

          A qualidade é interpretada de pessoa pra pessoa. Eu acho que uma série que foque só as expressões do personagem, sem trilha por trás, tem qualidade em retratar isso, e estou indo de encontro a opinião do Hugo, que acha isso um fator que não ajuda a série.

          Sobre a forma que escrevemos: Impossível realizar um texto formal em uma coluna com opiniões e comentário subjetivos. O Mix quer um texto leve, que não encha linguiça e que, para o leitor, seja um refresco ao que ele lê nos outros sites. Se você acha pedante, só lamento se soamos dessa maneira, mas estamos fazendo o que não vemos na internet: Um texto mais próximo do leitor.

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 23 outubro, 2014 at 19:35

            qualidade é interpretada de pessoa pra pessoa???????? sério?? desde quando?? nao, cara, qualidade diz respeito a tecnica: direçao, produçao, ediçao, roteiro, atuaçao, fotografia etc. se a qualidade fosse uma interpretaçao, o Emmy teria a mesma credibilidade do People’s Choice Awards, e nao é bem isso, né. sobre a forma que vcs escrevem: super condizente com o blog, só achei que mandar o leitor lidar com “a serie tal é ruim” soa pedante sim, até pq a serie nao é ruim: o seu gosto é que nao se encaixa com ela. simples

          • Avatar
            Tainara Hijaz 24 outubro, 2014 at 01:24

            Eu acho que qualidade é relativa, sim. Se você consegue concordar com tudo que o Emmy indica/premia, deveria também ganhar um troféu por esse feito, porque eu não consigo, assim como muita gente não consegue. Tanto que as indicações são sempre contestadas, não só pelo público, mas também por críticos e atores que se posicionam em favor de outro, porque reconhecem a qualidade dele e acho que, como profissionais, têm tanta propriedade pra falar como quem quer que sejam os jurados do Emmy e que não conseguem enxergar a qualidade de certos atores e séries. Portanto acredito que o conceito de qualidade é bastante variável.

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 24 outubro, 2014 at 14:00

            eu posso nao concordar com Emmy por nao ser minha opiniao pessoal por questao de gosto, mas nao posso dizer que entendo mais de qualidade de serie do que eles: se eles julgaram que a serie tem qualidade, eu nao vou questionar se eu nao entender sobre o assunto. o publico contesta indicaçoes mais pq a queridinha nao apareceu por ali do que por entender do assunto

          • Avatar
            Alex Sousa 24 outubro, 2014 at 13:33

            Você diz que qualidade não é interpretada de pessoa pra pessoa. Como você me explica o fato, simples até, de, por exemplo, você acha uma série com uma qualidade incrível e os críticos americanos acham a mesma série com uma qualidade horrível? Qualidade não é só questão técnica. Qualidade é envolvimento que a série vai ter com o público, sua aceitação, seu desenvolvimento e as partes técnicas. Vamos estudar primeiro antes de sair falando coisa que não sabe.

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 24 outubro, 2014 at 14:01

            qualidade É tecnica assim. acho que vc quem precisa estudar mais sobre o assunto e aprender isso

          • Avatar
            Alex Sousa 24 outubro, 2014 at 14:05

            Então me responda a pergunta que fiz. Se é técnica, como fica a situação de avaliações diferentes dos críticos? Como fica, como a @Tainara22:disqus comentou, a situação dos profissionais que discordam dos críticos? Qualidade é pessoal, logo é relativa.

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 24 outubro, 2014 at 14:11

            vc quer dizer critico ou blogueiro?? pq hj em dia qualquer um faz um blog e diz que é critico, qualquer um escreve pra uma revista e diz que é critico. caso vc esteja falando de possiveis divergencias da banca de jurados de premiaçoes importantes, cada um tem a sua opiniao pessoal da tecnica que foi utilizada, mas sao capacitados pra entrar em consenso e, as vezes mesmo que nao concorde, entender o ponto de vista do outro. é claro que nao da pra fugir completamente do “pessoal”, mas o que fica em voga aqui sao os pesos de acertos e erros das produçoes. é uma coisa racional, pensada, e nao: “meu ator favorito – pq tem um corpo sarado – merecia ganhar”. caso vc esteja falando de blogueiros/”criticos”: nao acredite em tudo que se ve, ja que mtas vezes eles tem acordos com estudios pra elgoiar/depreciar uma produçao

          • Avatar
            Alex Sousa 24 outubro, 2014 at 14:26

            No que me refiro aos críticos de todos, principalmente os internacionais. Mas você disse o que queria ver “cada um tem a sua opinião pessoal da técnica que foi utilizada, mas são capacitados pra entrar em consenso…” e continua. Mas ainda assim você falou: a opinião da qualidade é pessoal e não é regida pela técnica da produção. Não digo que a técnica fica de fora, mas grande parte é a relação da produção, seja série ou filme, com o público. Muitas vezes uma série tem uma técnica incrível (trilha sonora maravilhosa, ambientação impecável, fotografia inimaginável) mas a relação dela com o público é horrível, para não dizer inexistente. Então, mais uma vez, repito: a qualidade de algo é pessoal, logo é relativo.

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 24 outubro, 2014 at 21:51

            olha, relaçao com o publico é uma coisa bem diferente de qualidade. onde ja se viu relaçao com o publico ganhando Emmy?! nao coloque palavras na minha boca: especialistas podem interpretar a tecnica de formas diferentes, mas vc tem que seguir um “manualzinho” pra fazer um roteiro bom e ter boas atuaçoes, por exemplo, independente da opiniao de quem quer que seja. se fosse só chegar la e fazer qualquer coisa, qualquer um faria uma serie de qualquer jeito que chamasse a atençao do publico e pronto. e nao é assim

          • Avatar
            Alex Sousa 26 outubro, 2014 at 14:12

            “Relação com o público é uma coisa bem diferente de qualidade”. Eu acho, SÓ ACHO, que os críticos também são telespectadores de determinado programa. Logo, se eles indicam algo, é porque eles assistem, nem que seja um determinado grupo de episódios. É claro, e mais que óbvio, que tal produção não está ali, única e exclusivamente, pela técnica. Afinal, trago de novo, do que vale uma produção ter uma técnica maravilhosa se não tem relação com o público. Porque, venhamos e convenhamos, só vemos séries vencedoras de prêmios, na grande maioria das vezes, que tem uma ótima relação com o público, apesar de algumas falhas. Ex: Breaking Bad, Veep, The Good Wife… Nunca, eu repito, NUNCA vi uma série ganhar algo e ser, literalmente falando, esculachada pelo público. Então, mais uma vez, eu digo que qualidade é pessoal e relativa. E em momento algum coloquei palavras em sua boca. Releia seu comentário e veja que você se entregou: “possiveis divergencias da banca de jurados de premiaçoes importantes, cada um tem a sua opiniao pessoal da tecnica que foi utilizada, mas sao capacitados pra entrar em consenso e, as vezes mesmo que nao concorde, entender o ponto de vista do outro….”. Se não temos embasamento para julgar se uma série é boa ou não, PARA NÓS, vocês não têm embasamento para contra argumentar. Estão morrendo nos próprios comentários.

          • Ana Maria De Oliveira Fernande
            Ana Maria De Oliveira Fernande 25 outubro, 2014 at 02:05

            Claro que a definição de qualidade é diferente de uma pessoa pra outra. Como você acha que as premiações são definidas? No par ou ímpar? Cara ou coroa? A Academia tem suas preferências (vide premiar por 12 séculos seguidos The Big Bang Theory, e deixar para trás Arrested Development, por exemplo. Ou mesmo cagar para Orphan Black, sem sequer cogitar a indicação de Tatiana Maslany pra Melhor Atriz Dramática – todo mundo sabe que ela samba – )

            A questão aqui é: O Emmy há muito tempo deixou de ser incisivo pra ser passivo. Fecha os olhos para ótimas produções e abre as pernas para produções visivelmente ridículas. Mas a qualidade é relativa para os críticos. Não ouse comparar o PCA, que é um prêmio dedicado para a audiência premiar quem ela gosta com o Emmy, uma premiação, apesar de errônea nos últimos anos, que ainda é um parâmetro para mais publicidade p/ séries. O PCA não trata de qualidade, trata de preferência do público.

    • Avatar
      Tainara Hijaz 23 outubro, 2014 at 01:20 Responder

      Acho que o título da matéria já explica que é apenas a opinião de cada um, os motivos para que cada um não goste ou tenha precocemente deixado de acompanhar tal série. Por menos embasadas que possam achar que seja, é nada além de uma exposição de motivos pra não gostar ou não querer assistir uma série, não são argumentos para taxá-la de ruim. Acho que “não gosto do estilo” é sim um bom motivo pra não amar a série. Todos amam a série e o estilo, menos eu. É disso que se trata a lista, caso contrário ela se chamaria “Séries que ninguém percebe que é ruim, só eu”. De que outra forma você exporia seus motivos pra não gostar de uma série? É impossível fazê-lo de outra forma que não com opiniões absolutamente pessoais e, por isso, consideradas “sem embasamento”, porque simplesmente não estamos tratando de qualidade, mas de ponto de vista, de gosto pessoal, onde não se faz necessária qualquer análise técnica e acredito que mesmo quem foi por esse caminho e alguns consideraram equivocado, está no seu direito de pensar assim e não há motivo pra visão de quem discorda prevalecer a ponto de afirmar que a pessoa não saiba o que está falando. Todos aqui, para criticar os textos, usaram a opinião, então não vejo nenhuma diferença ou motivo para que o site esteja errado e não o pessoal que comentou. E nesse caso nem existe certo ou errado, só gostos diferentes. Opiniões existem para divergir, então façamos isso de forma mais amistosa e bem humorada, outra grande intenção dessa matéria. ;D

      • Avatar
        Carolina Cunha Lima 23 outubro, 2014 at 01:38 Responder

        bom, uma maneira fácil de expor a sua opiniao é como eu vi varias vezes acontecendo ai em cima: levando pro lado pessoal, e nao pra qualidade da serie. nem todos os ~argumentos~ sao imbecis, tem alguns bem sinceros. como eu ja falei, o problema foi quando vcs tentaram abordar a tecnica sem conhecer a tecnica (falando mal do roteiro, por exemplo)

    • Avatar
      Mari Grizotto 23 outubro, 2014 at 03:07 Responder

      Vamos responder os argumentos da Catia e da Carolina com simples assim como vocês amam as series citadas, os colaboradores do site nao…
      Não é preciso ver mais de 3 episodios para saber se a serie me pega ou não, meu caso mais recente é nessa fall com Murder e Gotham, todos amaram as duas, eu não vi NADA demais na primeira, e nao fui com a cara da segunda apesar de saber que ambas podem vir a ser boas nos decorrer dos episódios.
      Eu não preciso de mais argumentos que isso, é uma OPINIÃO PESSOAL EMBASADA NO MEU GOSTO.
      Eu amo OTH, mas a Paula tentou e nao gostou, não foi com cara, simples. Eu amo Greys mas Eduardo, nao vai com a cara ou tema da serie, ele tentou e nao deu, pq ele viu? Pq ele tentou ver uma serie do genero que ele nao gosta, pra ver se ia, mas nao foi. Simples!
      E essa revolta de voces torna tudo mais divertido´por invés de criticar o texto vocês deviam estar aqui defendendo a opinião de vocês de POR QUE A SERIE É BOA.
      ninguém aqui quis criar guerra ou raiva em ninguém so quisemos mostrar que nem toda serie popular é querida por todos, Eu por exemplo acho LOST uma bosta de serie e vi 3 temporadas, e eu pergunto, qual argumento eu tenho? NENHUM! Eu so acho quem escreveu aquela serie devia sofrer de alucinação vindas de uns matos estranhos. Mas isso é a MINHA opinião.

      • Avatar
        Carolina Cunha Lima 23 outubro, 2014 at 19:39 Responder

        bom, abiga, assim como vc nao leu a discussao toda, eu só li o seu primeiro paragrafo e nao vou ler o resto pq cansei de dar murro em facas (pra fazer vcs entenderem alguma coisa nessa discussao): como eu ja falei antes, nao amo as series citadas (e até concordo com algumas estarem aqui) e nao é isso que estou tentando explicar aqui

        • Avatar
          Mari Grizotto 24 outubro, 2014 at 19:33 Responder

          Só uma coisa querida, uma eu li sim TODOS os comentários, e a unica pessoa com mente limitada aqui que não consegue interpretar um texto são vocês, eu entendi tudo que você escreveu, ENTENDI SIM, QUE SEU PROBLEMA COM TEXTO é dizer que os colaboradores não tem argumentos, problema é que vocês nao enxergam que isso é pessoal, eu posso fazer texto falando mal de Lost com uma unica frase “Eu não gosto, pq sim” ARGUMENTAÇÃO que você alega que nós nao temos, é totalmente vinda de uma unica pessoa, SUA! Por que voce ainda nao usou UM argumento viável para justificar esse mimimi seu.
          O que falta descobri é a finalidade de você ser do contra desse jeito, já que você se contradiz em cada comentario e outra se não ama as series que estão sendo citadas ta comentando O QUE? Isso é a unica coisa que ainda nao entendi, por que sinceramente você ta discutindo por uma coisa sem sentido nenhum, ja que texto explicitamente que é uma OPINIÃO PESSOAL DE CADA COLABORADOR, E NEM GOSTAR DAS SERIES VOCÊ GOSTA.

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 24 outubro, 2014 at 22:00

            vc é tao sem noçao que eu tenho até preguiça de te responder rs (sdds discutir com a Ana e ler a defesa do Matheus). mas vamos la: é só procurar pelos comentarios que eu citei (argumentei) o motivo do meu “mimimi”. mostrei por A mais B as falhas em varias das argumentaçoes dos “paragrafos” de vcs. nao é finalidade em ser do contra e nem estou me contradizendo, pq qual é o problema de eu nao gostar de uma serie mas entender que a serie é boa e vir defender isso?? eu tenho poder de discernimento o suficiente pra separar o que eu gosto x o que vale um Emmy (por exemplo), e poderia até doar um pouquinho pra vc rs. o pior é que eu nem quero entrar no merito de defender serie nenhuma pq nao tem como defender uma serie com ataques tao “vagos” como os que eu li no texto. façam um texto melhorzinho que eu venho aqui com prazer defender qualquer serie que mereça. só nao venham me mostrar um texto escrito por alguem que quer julgar a serie depois de ter visto apenas 3 episodios rs

          • Avatar
            Mari Grizotto 24 outubro, 2014 at 23:38

            “pq qual é o problema de eu nao gostar de uma serie mas entender que a serie é boa e vir defender isso??” NENHUM problema.
            Até por que se voce tivesse lido meu meu primeiro paragrafo aqui,onde citei Gotham, teria lido que é otima, mas não faz MEU ESTILO. Vou colocar novamente o paragrafo aqui para voce ler e ver se entende…

            “Não é preciso ver mais de 3 episodios para saber se a serie me pega ou não, meu caso mais recente é nessa fall com Murder e Gotham, todos amaram as duas, eu não vi NADA demais na primeira, e nao fui com a cara da segunda apesar de saber que ambas podem vir a ser boas nos decorrer dos episódios.
            Eu não preciso de mais argumentos que isso, é uma OPINIÃO PESSOAL EMBASADA NO MEU GOSTO.”

            E outra coisa qual problema da pessoa ver 3 episódios e falar que não gostou da serie? Alias se ela não gosta, vai ver a serie toda para fazer uma critica? Pfv querida cria argumentos validos pq ta ficando feio já!

            Qualidade é algo pessoal que varia de pessoa para pessoa, o dia que você colocar nessa sua cabecinha de raciocínio limitado que nem tudo que é bom para você é bom para outro, você volta e releia o texto, talvez voce entenda que isso é uma opinião pessoal que pode ou não te satisfazer.

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 25 outubro, 2014 at 01:03

            abiga, baixa um pouquinho a bola pq é vc quem ta passando vergonha aqui. vcs podem achar o que vcs quiserem, mas a qualidade nunca vai ser pessoal e uma pessoa que só viu 3 episodios de uma serie nao tem autoridade nenhuma pra critica-la (seja pra elogia-la ou pra deprecia-la, até pq, ao fazer isso, vc deixa o seu gosto pessoal de lado e passa a analisar a serie como uma obra). nao vou ficar discutindo com vc pq fato é fato. quando vc quiser falar sobre opiniao pessoal, vc deixe claro que está se baseando nela, e nao coloque defeitos de roteiro no meio (pq a sua “opiniao pessoal”, seja ela qual for, nao vai dizer se o roteiro de uma serie é bom ou ruim. graças a Deus!), por exemplo. a cabeça de vcs é que é bem limitada, já que vcs nao conseguem entender que “eu nao gosto da serie” é diferente de “essa serie é ruim” (como vcs quiseram colocar no texto). eu vi mto despreparo na hora de elaborar uma pseudo critica a uma serie. entendo perfeitamente a intençao de vcs, que vcs só queriam colocar a opiniao pessoal (tadinhos!), mas meteram outras coisas no meio e nao foi bem esse (“pessoal”) o resultado.

            bom, pra finalizar minha participaçao nesse post ~pq cansei de dar acesso a vcs rs~, como leitora, eu vim aqui colocar minha opiniao, mas vejo que a equipe do site (nao sei se todos) nao aceita bem criticas negativas. vcs deviam evitar barracos aqui e levar em consideraçao a opiniao do leitor (ja que temos que levar a de vcs), mesmo que nao concordem com ela. acho que falta um pouco de maturidade a alguns e conhecimento de causa pra discutir, pq um simples “argumentem melhor” doeu demais (mais até do que xingar a serie). tbm queria bater a real: as vezes as pessoas tem opinioes diferentes de “concordo, que serie ruim” e/ou “nao concordo, que serie boa”. as vezes, as pessoas que leem vcs, pensam no que estao lendo! da proxima vez, tentem se expressar melhor que eu garanto que eu garanto que nao haverá confusao 😉

          • Avatar
            Mari Grizotto 25 outubro, 2014 at 02:02

            “eu nao gosto da serie” é diferente de “essa serie é ruim” (como vcs quiseram colocar no texto).” Mas uma coisa que você leu duzias de vezes aqui é, a SERIE É RUIM PARA AUTOR DO TEXTO NÃO PARA TODOS DO SITE! Só tenta ler o titulo do Texto, talvez entre na sua cabeça de uma vez por todas o que queremos dizer…
            MAS Paula idealizadora do Top Mix semanais deixou claro isso no INICIO DA MATERIA

            “Lembrando que aqui o que está se levando em conta é a OPINIÃO DE CADA UM, e não a verdade universal do site (que nem existe)!”
            Isso prova mais uma vez seu mimimi e que você foi direito nas series invés de ler a materia toda Enfim não vou ficar dando corda para gente que gosta de criar polemica e acha que entende de alguma coisa e nem ao menos le a meteria toda.

          • Avatar
            Alice Risso 25 outubro, 2014 at 02:28

            “OPINIÃO PESSOAL EMBASADA NO MEU GOSTO.” maluuuuuuuuuuuuco, mas eu ri muito alto ao ler isso. uhasuasuasuhasuhauhsuhas

      • Avatar
        ni_forlan 25 outubro, 2014 at 02:10 Responder

        Aaaaa quanto “mimimi” e tudo por causa de um feedback negativo. Eu acho que quando você administra e expõe as suas opiniões em um site aberto ao público como esse, você deve estar ciente que estará sujeito a críticas positivas e negativas. E quem prestigia o trabalho de vocês? Quem gera visualização ao site? É o público certo!? Então nada mais justo que vocês estejam receptivos a um feedback negativo, é ótimo ser elogiado, mas criticas negativas também são são benéficas. E eu concordo com a Carolina, beleza é opinião pessoal embasada no gosto de vocês, mas vocês não estão expressando suas opiniões em uma roda de amigos, vocês são colaboradores de um site, e eu acredito que vocês querem fazer algo bem feito, algo com qualidade, e dando a opinião de vocês com uma argumentação mais rica teria deixado esse post com mais qualidade, mas com o que foi dito nesse post, ficou uma coisa rasa, pobre. Quando eu era criança minha mãe costumava dizer “se não aguenta brincadeira não desce para o playground, junta seus carrinhos e vai pra casa”, isso se aplica aqui, se não aguenta crítica desiste e vai para casa, em outros sites que eu acompanho eu nunca vi os colaboradores ficarem tão incomodados, trocando trocentos comentários por causa de um feedback negativo.

        • Avatar
          Mari Grizotto 25 outubro, 2014 at 02:28 Responder

          Concordo com voce que sim, sem leitores e feedback o site não é nada, E como dito antes por mais de um colaborador, nós ficamos feliz com as criticas por que normalmente o crescimento vem dai, como ja fizeram muitas vezes antes aqui.
          Mas ela dizer que critica pessoal não é valida? Desde quando? Como eu falei cada um cada um, NINGUÉM faz critica neutra, nem críticos de cinema, nem críticos de tv, é mundo real. Tudo se baseia em gosto pessoal, como a Ana nossa editora disse, nós aceitamos a opinião do leitor, mas aqui mais uma vez eu COLOCO A MINHA OPINIÃO SOBRE A CAROLINA NÃO A DO SITE COMO ela passou a criticar.
          Dizer que temos que ver mais do que 3 episódios( ou a serie toda como uma OBRA) para dizer se a serie faz o nosso gosto ou não, não é critica é querer impor ao outro a ideia que voce tem na sua cabeça. Eu como colaboradora agradeço as criticas por que é assim que site cresce, mas a partir do momento que texto deixou bem explicito que cada colaborador escreve do jeito e o que lhe der vontade, as opinioes sao validas.
          Pessoas vão descordar dos nosso textos como ja houve em outras ocasiçoes, mas com discordâncias vem os com argumentos que eu ainda procuro na Carolina.
          Por que como mostrei no meu comentário a cima, ela não apresentou NENHUM, até por que como ela mesmo disse, nem vê a maioria das series citadas então ela nao pode dizer se é boa ou ruim.
          Eu gostar de algo é subjeito sim, por exemplo, você não gostou desse texto, mas houve outros leitores que gostaram, e ai como você e a Carolina explica essa, se se baseia em qualidade e não em gosto pessoal?

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 25 outubro, 2014 at 09:47

            eu nao gostei pq EU enxerguei mtas falhas no texto de vcs. nao tenho culpa se outros leitores de vcs nao dao atençao a certos tipos de colocaçoes que vcs escrevem (ou nao enxergam ou nao se importa). sobre: “uma serie pode ser ruim pra vc e nao pra mim”, NAO pode: vc pode achar o que for de House of Cards, por exemplo, mas a serie nunca vai ser ruim. o seu gosto nao vai mudar o fato de que a serie é boa (no sentido de ter qualidade). aceitem que dói menos

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 25 outubro, 2014 at 09:54

            ah, abiga Mari, e nao coloca palavras na minha boca (“Por que como mostrei no meu comentário a cima, ela não apresentou NENHUM, até por que como ela mesmo disse, nem vê a maioria das series citadas então ela nao pode dizer se é boa ou ruim.”): eu disse que nao assisto algumas. ALGUMAS é diferente de A MAIORIA. assim como nao vejo problemas em ALGUMAS das argumentaçoes do texto. assim como concordo e nao concordo com outras ALGUMAS. alias, segundo vcs, basta a pessoa ver o comercial da serie (ou 3 episodios rs) pra saber se a serie é boa/ruim

          • Avatar
            Alice Risso 25 outubro, 2014 at 11:31

            Maluco, vc ainda ta falando????

            Dá um tempo.
            Perceba que a partir do momento que várias pessoas batem na mesma tecla, quer dizer que não são elas as erradas. E sim vc.

          • Avatar
            ni_forlan 25 outubro, 2014 at 16:07

            Eu explico da seguinte forma.
            Qualidade não é relativo, ou tem qualidade ou não tem, por exemplo The Sopranos, o gênero, a forma que a narrativa se desenvolve e outros aspectos podem não ser do seu gosto, mas a qualidade técnica é inegável. Tem muita coisa que eu não gosto mas reconheço que tenha qualidade, assim como reconheço que tem coisas que eu gosto que não tem tanta qualidade assim, então não se trata de gosto, eu pelo menos não teria problema em reconhecer qualidade nesse post mesmo não sendo do meu gosto. Eu apenas sugeri que apresentar a opinião de vocês com uma argumentação mais rica, aumentaria a qualidade do post, apenas isso, mas de qualquer forma, obrigado pelas respostas, passar bem =D

        • Ana Maria De Oliveira Fernande
          Ana Maria De Oliveira Fernande 25 outubro, 2014 at 02:42 Responder

          Ninguém tá fazendo mimimi por conta de um feedback negativo – que aliás é MUITO bem-vindo, como eu já falei anteriormente. – eu quero mais é que vocês falem mal, falem bem, mas falem do Mix.

          O que estamos argumentando é que a Carolina aqui citada acredita que a opinião não deve ser válida, o que eu discordo. O que mais prezamos aqui é a opinião do colaborador e do leitor. Tanto que tô aqui, trocando comentário com os leitores, porque eu quero saber o porquê que eles concordam ou não com o texto. De forma alguma me dirigi grosseiramente ou tentando modificar a opinião.

          O que mais recebo na minha vida é feedback negativo, não vejo problema em ser criticada, tanto que a gente tomou pau nessa coluna e estamos aqui, firmes. Mas não comentar e dialogar com os leitores é de uma prepotência ímpar. Queremos sim a interação, negativa ou positiva, com vocês. A trocação de comentários é algo intrínseco na proposta do Mix. Não quero que o site vire aquele que você comente e caguem pra sua opinião.

          Obrigado pelo comentário

          Att

        • Avatar
          Alice Risso 25 outubro, 2014 at 02:44 Responder

          Olá Ni_Forlan, tudo bem com vc?
          Não sei se você percebeu, mas me mantive fora dessa discussão, porém como você saiu do mimimi que tava rolando para partir para outros pontos sobre o site, estou aqui.
          Primeiro, gostaria de começar a falar que a história da “opinião pessoal com embasamento no nosso gosto” foi uma redundância, porque é, ÓBVIO, que qualquer opinião pessoal aqui neste texto é por causa de nosso gosto.
          Segundo, ninguém aqui desprezou qualquer comentário negativo até porque qualquer tipo de crítica é construtiva. E acredito, que assim como o site, os colaboradores estão abertos a melhoras. Porém, o motivo com que fez com que todos os colaboradores dessem reply nos comentários negativos é pela falta de qualquer fundamento.Afinal, a pessoa leu, resolveu implicar, teve resposta, em sua réplica ela falou exatamente o que estávamos falando: “eu nao gosto da serie” é diferente de “essa serie é ruim”, afinal o título do texto é SÉRIES QUE TODOS AMAM, MENOS EU. Enfim, a questão é que todo mundo ficou chateado por tentar fazer um trabalho legal para que, realmente chame público, como vc disse, e que esse público se identifique com nós. Me fala que seriador nunca passou por um “Nossa, como vc gosta dessa série?Eu assisti e não rolou para mim?” eu acredito que 98% daqueles que são viciados em séries e ai vem algumas pessoas que argumentam sem argumentação. Entende? Mas, mais uma vez, criticas são sempre construtivas sendo elas positivas ou não.

      • Avatar
        Ete Mendes 29 outubro, 2014 at 18:41 Responder

        apenas mimimi… conteúdo? zeroooooooooooo… por que você não gosta de mim? porque sim. Mas consegue gostar de schin? ops! Tem gosto pra tudo, até pra gostar de heroes… por que? porque não, uai!

    • Avatar
      Walter Hugo 25 outubro, 2014 at 02:24 Responder

      1. Emily morre.
      2. Emily é presa por falsidade ideológica, assassinato, roubo, perjúrio…
      3. Emily se entrega para a polícia porque aconteceu um monte de desgraça e/ou sua vingança acabou
      4. Victoria se vinga de Emily e põe ela na cadeia, encerrando a série num loop.

      Eu sempre vi um desses 4 finais pra Revanche

  10. Avatar
    Anna Paula Coimbra 22 outubro, 2014 at 19:36 Responder

    “Interessante” o “argumento” na crítica de Grey’s Anatomy. O Eduardo não disse que não vale a pena ver a série por ela ser ruim, mas sim porque ele não curte o gênero drama médico 😡
    Se não curte o estilo, por que foi ver? Só pra fazer comentário raso? rs

    • Eduardo Nogueira
      Eduardo Nogueira 22 outubro, 2014 at 22:41 Responder

      Então Anna Paula nada contra mesmo a série, porém foi um comentário subjetivo, assim como dos demais colaboradores. E realmente se rolar uma parte 2, 3 irei mencionar ER, Private Practice, entre outras. Ah sim, outros gêneros também para não ficar na mesmice.
      Continue acompanhando o Top Mix que os temas são sempre ótimos, assim como as outras colunas do site!! =D
      Abraço

      • Ana Maria De Oliveira Fernande
        Ana Maria De Oliveira Fernande 22 outubro, 2014 at 22:47 Responder

        Venhamos e convenhamos, né gente, Grey’s Anatomy tá passando o Cabo da Boa Esperança. Essa série já deu o que tinha que dar. De todas as séries médicas, é a única que insiste que precisa ficar no ar. Deu gente, cancelem a Shonda..

        • Avatar
          Anna Paula Coimbra 23 outubro, 2014 at 00:33 Responder

          Se for pra contar o tempo em que está no ar, seria uma boa acabar sim. Mas levando em consideração a qualidade da série, na minha opinião, não vejo motivo pra ser finalizada ainda. O ruim é que muitos personagens regulares já saíram da série e o elenco mudou muito e as histórias principais foram contadas. Então Shonda e os demais roteiristas podem muito bem escrever o fim da série logo. Entretanto, criatividade não falta e vira e mexe eles vivem nos surpreendendo com plots inimagináveis e, de acordo com a maioria do fandom, a atual temporada (11ª) está sendo uma das melhores. E na boa, não sei se é o seu caso, Ana Maria, mas se você acha que a série deve acabar só por já estar na décima primeira temporada, esse argumento não conta muito, se você não a acompanha. Mas quem vê sabe que, se for pra levar em consideração a qualidade, que é o que mais importa, não é obrigação dos roteiristas finalizar Grey’s agora. E não estou defendendo essa opinião por ser fã da série, mas sim porque acho que é quem assiste que pode dizer se ela está ruim ou não e ela, na minha opinião novamente, não está.

          • Avatar
            Carolina Cunha Lima 23 outubro, 2014 at 00:51

            eu acho que, se for pra uma serie ser cancelada porque o genero ja ~saturou~ (pra algumas pessoas), que cancelem os procedurais, pfvr. isso nao é motivo rs

          • Avatar
            Catia Cristina 23 outubro, 2014 at 01:02

            está perfeita nesta temporada, ao contrário da anterior que nos deixou desanimados, mas Shonda é Shonda!!!!!!

          • Ana Maria De Oliveira Fernande
            Ana Maria De Oliveira Fernande 23 outubro, 2014 at 01:11

            Anna Paula, eu falo de qualidade. Para mim, Grey’s Anatomy perdeu muita qualidade quando personagens queridos (PARA MINHA PESSOA ELES ERAM QUERIDOS, MINHA OPINIÃO!) deixaram a série, muito por desgaste. Eu larguei a mesma, só vejo aleatoriamente, quando realmente não tenho mais nada pra assistir ou fazer, portanto eu posso estar pagando a língua aqui. Mas a verdade é que o ápice da série já rolou, não só de GA, como de todas as outras séries médicas. House ( <3 ) se deu mal e foi encerrada, ER também, durou 15 temporadas, sambou na cara de muita série novata da época, mas já foi. Tá na hora de pensarmos em parar com a série, porque há um visível desgaste, precisamos concordar.

          • Avatar
            Anna Paula Coimbra 23 outubro, 2014 at 01:31

            Então né, você abandonou. Como pode dizer que tem que ser cancelada, se não assiste? ‘-‘ Você abandonou porque seus personagens queridos saíram. Isso não é sinônimo de qualidade ruim.

          • Ana Maria De Oliveira Fernande
            Ana Maria De Oliveira Fernande 23 outubro, 2014 at 01:50

            Não falei que Grey’s tem uma qualidade ruim. Só falei que eu não vejo mais a série como eu via há dois anos atrás, com bons plots, episódios mind blowing. Torno a falar, eu vejo aleatoriamente, e os aleatórios não queimam nem metade dos neurônios que eu queimava nas primeiras temporadas. O que eu vejo é que TODAS as séries médicas estão em declínio atualmente, muito por conta das séries de TV a cabo, que acabaram se popularizando entre os americanos. Foi assim com ER, House,Trauma (que flopou bonito), Private Practice…
            Vou repetir pra fixar bem: MINHA OPINIÃO, como fã de série, não como editora, é que Grey’s não é a mesma série de dois anos atrás. Tanta série antiga se manteve com o mesmo nível de produção, plots e tudo mais, porque Grey’s não poderia? Algo que pra mim era interessante de ver, se tornou maçante.

    • Avatar
      Catia Cristina 23 outubro, 2014 at 00:41 Responder

      pois é, nem eu que vejo Grey’s desde 2005 e já revi todas as temporadas 3 vzs e sei até falas decoradas momentos, trilha sonora, frase e etc. me arrisco a falar algo

      • Avatar
        Alex Sousa 23 outubro, 2014 at 12:15 Responder

        Beleza, vocês ~ que são tantas ~ que acusam a Ana porque ela abandonou ou não escutam o que a Mary diz, me responda uma coisa: Grey’s tem a mesma qualidade que tinha, por exemplo, na quarta temporada? Não minha gente. A introdução de Maggie é uma clara tentativa de segurar a série com novos plots trabalhados (Lexie). Eles atrasaram muito para trabalhar todo o relacionamento MerDer e isso tá enchendo o saco. Não adianta dizer que Grey’s ta excelente, que deve permanecer no ar por sabe-se lá Deus quanto tempo. Grey’s era pra ter terminado na temporada passada. Afinal, VOCÊS QUE SE DIZEM FÃ, como é que Meredith vai viver sem Cristina? Não rola, JÁ DEU!!!

  11. Avatar
    talles lee 22 outubro, 2014 at 20:26 Responder

    ah Pfvr Mad Men é talvez uma das melhores séries já feita, a proposta da série é ser lenta e se viu até a terceira fez feio em não continuar pq ela simplesmente é magnifica da quarta em diante…

    • Matheus Pereira
      Matheus Pereira 22 outubro, 2014 at 22:00 Responder

      Oi Talles,

      leia minha resposta em seu comentário acima. Ela responde o seu questionamento.

      Entendo que a proposta é ser lenta. BrBa e The Sopranos, por exemplo, são tão lentas quanto e dão um banho em Mad Men, que é boa, mas não tão boa.

      E Mad Men melhora muito a partir da quarta temporada, mas ainda não é a série merecedora de 4 Emmys.

      Abraço!

  12. Avatar
    talles lee 22 outubro, 2014 at 20:29 Responder

    Vou dar uma dica de quem vê séries faz muito tempo: VOCÊS SÓ PODEM FALAR DE UMA SÉRIE ASSISTINDO ELA POR COMPLETO, as criaturas assistem duas temporadas e falam mal, ah pfvr né…

    • Matheus Pereira
      Matheus Pereira 22 outubro, 2014 at 21:59 Responder

      Caro Talles, você parece nervoso. Mas vamos com calma.

      Assisto série há anos. Você dando um conselho como alguém que vê séries “faz muito tempo”, parece um sábio. Talvez seja, talvez não. Assisto séries e filmes quase de forma compulsiva, adoro o formato, leio sobre isso, busco me informar sobre como uma série é feita, sobre como séries evoluem e tudo isso.

      E olha que barato: por mais que você não saiba (ainda que afirme como se soubesse) assisti Mad Men inteira. Citei as três primeiras temporadas pois estas são as que menos evoluem. Em nenhum momento falei que não a vi inteira.

      Além disso, acredito que assistir três anos de uma série já é o suficiente pra ter uma opinião sobre ela.

      Acredito ter respondido o comentário abaixo também.

      Abraço!

      • Avatar
        talles lee 24 outubro, 2014 at 16:53 Responder

        Ué vc assistiu todos os anos, e vem falar em evolução, é justamente por isso que a série é tão premiada, por transparecer bem a evolução através dos anos 50-60 na historia de forma ultra realista, de duas uma ou não entendeu o contexto do que a série quer passar, ou analisou a série de forma surpeflua.

        • Matheus Pereira
          Matheus Pereira 24 outubro, 2014 at 22:37 Responder

          Caro Talles,

          estamos falando de tipos diferentes de evolução. Respondi isso para a Daniele. Evolução através dos anos é uma coisa completamente diferente de evolução de TRAMA e personagens. TODA série evoluiu através do tempo. Quando uma série começa, sua história vai acontecendo e o tempo vai passando. Algumas, como BrBa, ocupam um pequeno espaço de tempo (uns dois anos), já outras, como Mad Men, atravessam décadas. Não reclamo disso, pelo contrário: a passagem de tempo em Mad Men é fantástica. A direção de arte, o estudo de figurinos de época para época. A evolução a que me refiro é aquela relacionada aos arcos dramáticos de cada personagem. Don, por exemplo, passa as três primeiras temporadas caminhando e voltando ao mesmo lugar. Sim, várias coisas acontecem com ele e com sua família, mas ele, como um personagem, não muda no decorrer destes anos. É o que eu sinto, ao menos.

          Abraço!

    • Avatar
      Paula Reis 23 outubro, 2014 at 01:18 Responder

      Não acho. Sou obrigada a assistir todas as temporadas de uma série que não gosto para poder expressar minha opinião? Lembre-se, é minha opinião… acho ela ruim para mim, não me interessou por mil motivos, achei fraca ou achei superestimada ou sei lá… Mas acredito que não tenho que assistir uma série inteira que não goste para depois expressar a minha opinião.

  13. Daniele
    Daniele 22 outubro, 2014 at 21:21 Responder

    Gente, como assim Mad Men não evoluiu????? Não vemos a mesma série.

    Respondendo a pergunta: Em que Mad Men evoluiu: os personagens e a própria história. Mad Men, agora, se passa na década de 70, sendo que ela começou na década de 60. Então, a história da série evoluiu, sim. Agora, argumentar que não gosta de Mad Men pq eh lentaeh um argumento infundado porque essa sempre foi a proposta da série. Posso deduzir que vc tbm não curte Breaking Bad por causa da história lenta da série.

    Outra coisa: os personagens foram os que mais evoluíram. Se compararmos a Peggy da 1T e da última, são completamente diferentes, assim como o próprio Don.

    O que maos incomodou foram os argumentos contra a série que são um tanto fracos 😡

    • Matheus Pereira
      Matheus Pereira 22 outubro, 2014 at 21:54 Responder

      Oi Daniele,

      então, começando pelo ponto principal: a lentidão da série. Entendo que esta seja a proposta da série e respeito isso. Mas vamos pegar duas séries pra traças um paralelo: Breaking Bad, que você citou, é uma das minhas favoritas e, ainda que lenta, “explode” a sua mente em vários episódios. Outra série é The Sopranos, em que vários episódios foram escritos justamente por Matthew Weiner, criador de Mad Men. Pois bem, The Sopranos é lentíssima. A proposta da série é essa. Alguns episódios são extremamente parados, verborrágicos. A diferença é que o lento com muito para contar e a lentidão com pouco para contar. The Sopranos, ainda que lenta, tinha uma grande história e uma grande mitologia por trás. Além disso, Tony Soprano é um dos maiores personagens da TV.

      Logo, você presumir que eu não gosto de outra série com base no que falo de Mad Men é infundado.

      Evoluir com o passar dos anos é fácil e reconhecível na série. Mas a passagem de tempo não é a evolução que me refiro no parágrafo. Falo do arco dramático dos personagens e da mitologia. A identidade de Draper e todo o mistério é desenvolvido por quase duas temporadas e no final não convence. É uma trama bacana, mas poderia ser melhor trabalhada. Olhe o arco dramático percorrido por Walther White em BrBa. Ele vai de um professor de química para um rei do crime. Isso é um arco, um caminho, um desenvolvimento. Don Draper (ao menos nas três primeiras temporadas, e eu afirmo: assisti todas as temporadas lançadas até aqui) não tem um grande arco. É claro que ele evoluiu em alguns pontos, mas ele permanece numa espécie de letargia por muito tempo.

      Enfim, acho que isso. rsrs

      Abraço.

      • Daniele
        Daniele 22 outubro, 2014 at 22:06 Responder

        Olha Matheus, pelo oq vc disse sobre série ser lenta e isso foi a sua principal argumentação, eu presumi que vc não gostasse de séries lentas. Então perdão por essa presunção.

        Tbm amo BB, aliás eh a minha série favorita, mas, poxinha, não vamos comparar hahaha. MM eh uma série que fala sobre rotina de pessoas que trabalham numa agência de publicidade. Logo, a série teve sempre essa proposta. Além disso, o Don evolui assim como todos os personagens e eu não achei a história do passado dele não convicente. Mas, isso varia de opinião para opinião. Alias, sobre o Don, essa última temporada focou mt nele e posso afirmar que ele não eh tão aquele canalha de antes. Enfim.

        Serio, não quero tretas malignas com os colaboradores. Por isso, continue me amando Matheus.:*

        • Matheus Pereira
          Matheus Pereira 22 outubro, 2014 at 22:15 Responder

          Meu problema com Don, principalmente nas 3 primeira temporadas, é que ele acaba sempre voltando pro mesmo lugar, ficando do mesmo jeito e tal. Mas sei lá, talvez seja só antipatia pelo cara. hahaha

          Sigamos nos amando! rsrsrs

  14. Daniele
    Daniele 22 outubro, 2014 at 21:52 Responder

    Eu nem ia comentar de Breaking Bad, mas vou fazer isso hahahahha. A Anna fez um excelente trabalho como Skyler (assista Ozymandias pra vc ver).

    E cara, Breaking Bad não precisa de uma trilha sonora fodastica pra ela ser boa. Basta as atuações. E BB, para mim, tem uma boa trilha sonora. Eh inesquecível qdo ouvimos a trilha da abertura da série. E ainda temos o Baby Blue <3. Outra: a série eh lenta pq essa eh a proposta dela. Série com um ritmo acelerado não eh sinônimo de qualidade.

    Argumentos fracos assim como o de Mad Men. 😡

    PS 2: Continuo amando todos os colaboradores <3

    • Avatar
      Alice Risso 22 outubro, 2014 at 23:07 Responder

      É fracoa argumentação para quem gosta. Agora para quem não gosta é totalmente válido, mas ainda bem que o Walter colocou a opinião dele em relação a série, não uma verdade universal. 😀

      e também eu vejo que quem gosta de BrBa gosta meeeesmo, tem camiseta, boneca e tudo. Infelizmente, não é nossa posição. Afinal, todos amam a série, menos eu! xD

      • Daniele
        Daniele 22 outubro, 2014 at 23:11 Responder

        Não quero ficar prolongando a discussão. Falo como fã, por isso o fanatismo hahhaha.

        Eu achei bem fraquinha a argumentação, principalmente, sobre trilha sonora. Tantas séries tem uma boa trilha sonora e não são tão boas.

        😀

        • Avatar
          Alice Risso 22 outubro, 2014 at 23:19 Responder

          Ah mas é pq o BrBa não tem uma lista extensa como, sei lá, Grey´s. a única música que eu consigo pensar é a daquele episodio que começa com os 3 manos tocando

  15. Anderson Narciso
    Anderson Narciso 22 outubro, 2014 at 22:08 Responder

    Heresia OTH estar nessa lista. Assisti ela toda, e bem… é uma das minhas favoritas. Grey’s e Revenge, vi até poucos epis atras e bem… ta chatao. Concordo em estar aqui… kkkkkk

  16. Avatar
    Luana Siebra Andrade 22 outubro, 2014 at 22:43 Responder

    Eu entendo o ponto de cada um em cada série mencionada. As vezes o santo não bate mesmo com a série e acredito que é melhor não perder tempo em algo que você não curte. Eu não perco meu tempo com comédias, por exemplo, então nem me dou ao trabalho de ver Modern Family, TBBT, entre outras.

    Conheço pessoas que assistiram Breaking Bad por completo e até hoje se perguntam “O que essa série tem de tão bom pra todo mundo idolatrar?” E essa é a minha pergunta para algumas séries que todos falam que é essencial na vida de seriador, como Friends. Eu prefiro série mais parada, mais complexa, que me prenda do inicio ao fim e que tenha uma história que se desenvolva com o passar das temporadas, acho que por isso que amo Mad Men, Breaking Bad e House of Cards.

    Por isso, vamos nos amar e me chamar para o próxuimo TopMix para eu falar mal de Friends. Bjos no coração.

    • Eduardo Nogueira
      Eduardo Nogueira 25 outubro, 2014 at 22:11 Responder

      Até onde sei o nível da matéria está ótimo, pena que há pessoas que fazem alvoroço desnecessário sem saber o significado do termo subjetivo e a interpretação do título da lista “Série que todos amam menos EU”. Uma lista tão bacana onde os colaboradores expressaram simplesmente os motivos pelos quais não gostam de determinada série.

      Em nenhum momento nenhum de nós quisemos difamar a imagem da série, pois sabemos que praticamente todas da lista possui uma legião incrível de fãs, críticas são bem vindas, mas não quando chega ao ponto do leitor vir com 4 pedras na mão e atacar a pessoa que escreveu. Muitos que comentaram aqui mostraram certa “indignação”, mas entendeu perfeitamente o intuito da lista, outros levaram mega na esportiva, assim caindo como uma luva na premissa disso tudo. Pena que infelizmente tem aqueles que não sabem interpretar um texto, mal devem saber o termo da palavra subjetiva, e vem difamando, escrevendo textos longos se achando os experts de assuntos técnicos e que como se fizesse parte do corpo de jurados do Emmy.

      Acho que a Sra não vem dizer que o nível da matéria é BAIXO, e muito menos insultar os colaboradores, que dão seus melhores para fazer matéria bacana, onde graças a Deus muitos gostam de ler e voltam sempre. Pena que uma meia dúzia de pingados fazem um auê desnecessário pra NADA.

      O seu caso em específico você está louca da vida por eu ter falado de Grey’s Anatomy. Falei mesmo, não gosto mesmo, e não sou obrigado assistir as onze temporadas à base de lágrimas de sangue para então justificar um motivo coerente, pois não sou obrigado. Uma temporada já foi o bastante para eu ter a certeza que não gosto da série e acabou, se for preciso falar MINHA OPINIÃO sobre a mesma quantas vezes for necessário irei fazer isso, LIDE COM ISSO! E se eu quiser falar mal de Private Practice, ER e outras do gênero, vou falar TAMBÉM! Minha pia está impecável e assim me sobrando tempo para isso, pena que não posso dizer o mesmo para tais coisas…

      Tenha uma ótima noite e passar bem!

  17. Avatar
    Ete Mendes 29 outubro, 2014 at 18:37 Responder

    Eu “adoro” blogueiros! Nada contra blogs, apenas contra os donos, que são um pé no saco… de quem tem! Um blogueiro hoje, equivale a um jornalista frustrado, quer dizer, todos deveriam conhecer suas opiniões a respeito de “uma” coisa qualquer que eles acham que entendem… dramalhão de novela mexicana. Ninguém me ouve, então eu grito que não gosto daquilo que todos os outros gostam!

Post a new comment