Top Mix: Símbolos masculinos dos anos 80/90

Imagem: Arquivo pessoal

Imagem: CBS/Divulgação

Continua após as recomendações

 

Olá! Semana passada falamos das personagens icônicas da década de 80/90 (confira aqui), então não poderíamos deixar de comentar também por aqui dos homens que marcaram a época, não é mesmo? A lista é enorme. Entre 1980 e 2000 surgiram muitos shows na televisão que foram grandes representantes de estilo e que inspiraram várias séries bem sucedidas hoje em dia. Muitas delas tiveram personagens homens no papel principal, que levaram todo o crédito pelo sucesso da série. Alguns personagens foram marcantes por serem exemplos a se seguir como um bom pai, marido e pessoa. Outros por seu romantismo, força e beleza. E houve ainda aqueles engraçados, que servem de exemplo para muitos comediantes até hoje. Foi difícil selecionar os maiores destaques da época, mas tentamos ser democráticos e garimpamos os maiores símbolos que tivemos e ainda temos de personagens icônicos da TV dos anos 80/90. Vamos conferir?

Continua após a publicidade

(Por Paula Reis)

 

Imagem: Mix de Séries

Imagem: NBC/Divulgação

10) Will Truman / Jack McFarland (Will & Grace)

O bem sucedido Will e seu amigo Jack, ambos de Will & Grace, não podiam ficar de fora desta lista de destaques masculinos. Os dois amigos romperam preconceitos durante uma época que a homossexualidade era pouco tratada na televisão. Um mais sério, o outro descompromissado. Cada um com sua visão do mundo, trouxeram para o espectador um símbolo masculino que precisava ser explorado. Parafraseando a célebre frase “Gay também é gente”, os personagens gays da série exploraram em muitos aspectos as muitas dificuldades da vida homossexual, mas claro sob uma ótima humorística que só Will & Grace saberia trabalhar. Da luta para sair do armário e se assumir gay ao show cabaré “Just Jack” ou “Jack 2000”, essa dupla é, sem dúvidas, um dos grandes símbolos dos anos 1990. (Por Anderson Narciso)

 

Imagem: BuzzFeed

Imagem: BuzzFeed

9) Pacey Witter (Dawson’s Creek)

Quando Dawson’s Creek começou, Pacey Witter era um garoto problemático, sarcástico, que sofria de baixa auto estima e tinha um relacionamento nada agradável com os pais. Muitas das atitudes do jovem a princípio era para chamar atenção de quem estivesse ao seu redor, e então ser notado. Mas na segunda temporada, o personagem sofreu uma transformação radical em seu comportamento, após se relacionar com Andie McPhee. Os problemas que a garota sofria fez com que Pacey amadurecesse de forma surpreendente, começando então a conquistar o público. Porém, foi ao se apaixonar por Joey, que ele passou por mais mudanças significativas no decorrer da série. Seu destaque foi apenas aumentando, e logo o personagem, o qual era então um coadjuvante, acabou se sobressaindo mais que o próprio Dawson, protagonista do show. (Por Eduardo Nogueira)

 

Imagem: The Real Full House

Imagem: The Real Full House

8) Jesse Katsopolis / Daniel “Danny” Ernest Tanner (Full House)

Quem nunca foi criança não sabe o que era a sessão de seriados no SBT. Quando Danny ficou viúvo, ele teve que pedir ajuda a seu cunhado e ao seu melhor amigo para ajudarem a cuidarem de suas três filhas. Danny podia não ser o homem mais lindo de São Francisco, mas era o pai viúvo mais charmoso de lá. Mal imagina ele que seu cunhado, o famoso Tio Jesse, iria roubar as cenas do show e se tornar o queridão de J.J, Stephanie e Michelle. Para nossa sorte, Danny continuou solteirão e Jesse encontrou o amor de sua vida em Rebecca, a co-apresentadora do Good Morning São Francisco. Resumindo, se você era pequeno quando Full House surgiu no SBT, deve ter desejado ter um paizão como o Danny e um Tio como o Jesse, grandes exemplos para todos até hoje. (Por Gabriella Siggia)

 

Imagem: Mix de Séries

Imagem: NBC/Divulgação

7) Joey Tribianni / Chandler Bing (Friends)

Impossível falar em personagens icônicos dos anos 90 e não querer colocar em pauta todo o elenco de Friends. Mas, o Top Mix está aqui para escolher os melhores e, por este motivo, Chandler e Joey estão nesta lista. O maior bromance da história não poderia ficar de fora, afinal, os dois personagens ficaram eternizados por cenas inesquecíveis e uma comédia excepcional. É inegável que Friends marcou uma era e uma geração inteira e, pensando em personagens engraçados da época, não tem para ninguém. Quem nunca tentou conquistar alguém com o famoso “How you doin?” de Joey? Quem nunca usou uma piada ruim (mas engraçadíssima) do Chandler em uma roda de amigos? Quem nunca se espelhou na amizade dos dois a ponto de querer uma amizade igual? Muitos anos se passaram e até hoje não apareceu uma dupla de personagens tão engraçada, tão divertida, com uma química tão grande e tão inesquecível e que será lembrada por muitas outras gerações. (Por Jeh Mari)

 

Imagem: TV Movie

Imagem: TV Movie

6) Brandon Walsh (Beverly Hills 90210)

Você pode até não ter nem nascido na época, e pode até nunca ter visto, mas já deve ter ouvido falar de Barrados no Baile, ou originalmente Beverly Hills, 90210. A série, que foi referência para a nova 90210 de uns anos atrás, contava a história da chegada dos gêmeos Brandon e Brenda Walsh à famosa Beverly Hills. Não demorou muito para que Brandon conquistasse o coração das menininhas, tanto da série, quanto fora dela. O garoto era o típico adolescente bonzinho, justo, lindo, romântico… Sabe aquele tipo perfeito? Pois é. Tudo bem que também tivemos a forte presença de Dylan, o bad boy apaixonante, mas Brandon sempre foi o queridinho da galera. Afinal, quem não queria um namorado maravilhoso como esse? O gatíssimo moço com certeza é um dos maiores destaques das décadas de 80/90. (Por Fernanda Azevedo)

 

Imagem: Carbon Costumer

Imagem: Carbon Costumer

5) Cliff Huxtable (The Cosby Show)

The Cosby Show foi a sitcom mais famosa da década de 1980. O grande protagonista foi o comediante Bill Cosby que fazia Dr. Heathcliff Huxtable, ginecologista e obstetra, que vivia em New York com a sua família. Sempre de bom humor, Cliff era um pai dedicado e muito bondoso. Bem excêntrico, brincada com a sua esposa Clair fazendo apostas e piadas sobre tudo, principalmente o fato dos filhos crescerem e saírem de casa. O show é bem engraçado e Cliff leva todo o crédito, juntamente com os seus cinco filhos. Ele ama jazz e tem uma coleção de álbuns. Um fato interessante é que ele sempre fugia para comer fast food quando podia e fora da família e amigos, era um médico respeitado e que era levado muito a sério. Cliff não podia deixar de estar de fora desta lista, pois representou muito bem a comédia da época, fez história e hoje é inspiração para muitos comediantes. (Por Paula Reis)

 

Imagem: Reddit

Imagem: Reddit

4) Clark Kent (Lois & Clark)

A versão do homem de aço nos anos 90, interpretado por Dean Cain, foi um dos mais diferentes das diversas adaptações em live action do Superman. Lois & Clark apostava em histórias procedurais, sempre dosadas com muito humor e romance, focando mais no alter ego do icônico herói. Já estamos carecas de saber sobre a integridade de Clark Kent, graças à sua criação após ter sido encontrado por Jonathan e Martha, mas essa versão do nada convencional jornalista tinha um “quê” a mais. Conhecemos mais sobre sua rotina no Planeta Diário, de como ele aproveitava do emprego como forma de defender Metropolis de ameaças – desde meros bandidos a grandes vilões como Lex Luthor -, a maneira como amava Lois Lane e sua dedicação única para com os pais. A série foi um bom condutor para vermos um lado totalmente mais humano do personagem, o qual só seria mostrado novamente, e através de outra perspectiva, anos depois em Smallville. Dean pode ser um dos intérpretes mais inesquecíveis do Superman, mas seu Clark Kent, em específico, é o mais icônico até hoje, por conta de seu carisma, leveza e sintonia com Teri Hatcher. Foi mal aí, Tom Welling! (Por Eduardo Nogueira)

 

Imagem: Arquivo Pessoal

Imagem: NBC/Divulgação

3) Philip Banks / Will Smith (The Fresh Prince of Bel-Air

Para os mais íntimos conhecida como Um Maluco no Pedaço, a saudosa comédia da NBC marcou história por conta da ascensão social de uma família negra de origem humilde, algo então naquela época ainda diferente na TV. No meio de tantos personagens, momentos e bordões históricos, convenhamos que a dupla protagonista ficou marcada até os dias de hoje. O advogado Philip Banks, ou melhor dizendo tio Phil, era um homem autoritário, que batalhou muito na vida para vencer merecidamente. O personagem enfrentou diversos obstáculos, como o preconceito, e muito disso ele usa para educar seus quatro filhos e o sobrinho. Will veio da Philadephia, causando na mansão dos Banks, mas aos poucos foi se adaptando à nova realidade, e agregando também seu valores a ela. Com o passar do tempo, o garoto se tornou mais responsável, porém sem perder sua humildade, enquanto tio Phil aprendeu a ser menos rígido com todos ao seu redor e principalmente consigo mesmo, se tornando mais carinhoso e carismático, mesmo que do seu próprio de ser. A dupla merece sim destaque aqui, por conta da mistura de seus valores, os quais não só serviram a eles que aprenderam muito um com o outro, como para nós que assistíamos a série e fomos marcados por estes dois grandes personagens. (Por Eduardo Nogueira)

 

Imagem: Mix de Séries

Imagem: CBS/Divulgação

2) Angus MacGyver (MacGyver)

11 em cada 10 garotos dos anos 1980 sonhavam em ser como MacGyver. O protagonista da série que levava seu nome era a junção perfeita: massa e cérebro podiam sim funcionarem juntos. MacGyver inspirou a vida de muita gente, principalmente aqueles que se encontravam em uma situação “impossível de se sair”. Quem nunca ouviu “só MacGyver pra sair dessa!”? O personagem ficou famoso por contornar situações difíceis da forma mais inusitada, como deter uma bomba com um clips de papel. Chicletes, latinhas de massa tomate…. tudo era utilizável para Angus. A influência e a importância do personagem atravessou gerações e retorna para a TV atual, com um remake que já é sucesso de público com apenas um episódio. Com ele qualquer um está pronto para encarar uma “Profissão Perigo”. Desconheço maior símbolo masculino da época do que ele. (Por Anderson Narciso)

 

Imagem: News Australia

Imagem: News Australia

1) Jerry Seinfeld (Seinfeld)

Seinfeld merece estar por aqui, e mais ainda, no top 1. Primeiro, porque foi a sitcom que inspirou outras famosas que conhecemos como Friends, The Office, entre outras. Segundo, porque o protagonista é Jerry Seinfeld que faz a versão fictícia de si mesmo. E terceiro, por Jerry ser um grande comediante e a série ser eleita várias vezes como a melhor série de todos os tempos. O show ficou famoso por tratar assuntos do dia a dia, incidentes comuns e vários nadas da vida real. Jerry e seus amigos não davam lição de moral, mas mostravam fatos do dia a dia de forma engraçada e inteligente. Jerry, em especial, era o humorista “voz da razão”. Sempre seus amigos iam para o seu apartamento, ele adorava cereal no café da manhã e era bastante excêntrico. A série, que durou quase dez anos, viciou e carregou muitos fãs de Jerry e seus amigos loucos. Nerd como a gente, Seinfeld era fã do Super Homem e tinha muitos problemas amorosos – o que rendeu várias risadas, a propósito. Tudo o que o homem médio se identifica, não é mesmo? Preciso dar mais motivos para Jerry Seinfeld ser um dos maiores símbolos masculinos dos anos 80/90? (Por Paula Reis)

 

Imagem: Twitter

Imagem: Twitter Globo

Menção Honrosa: Caco Antibes (Sai De Baixo)

Miguel Falabella sabe muito bem cativar o público. Isso ficou claro quando ele criou o sitcom Sai de Baixo na TV Globo. Caco era um ex milionário que ficou pobre da noite para o dia e teve que se mudar para a casa humilde de seu tio Vavá. Ele, sua esposa Magda e sua mãe Cassandra nos encantavam todos os domingos à noite. Mas vocês devem estar se perguntando, o que o Caco Antibes está fazendo neste Top Mix. A resposta é simples: em pleno 2016, Caco continua sendo um ícone dos memes da internet, com bordões como “cala a boca, Magda” e “eu tenho horror a pobre”. Por mais que Caco não seja um bonitão de primeira, ele tem classe e nos fazia gargalhar com sua generosa malandragem brasileira. Era como se Caco Antibes fosse a representação clara do que é o brasileiro hoje: uma pessoa que anseia em ser ambicioso, mas que só faz bobagem. (Por Gabriella Siggia)

 

Imagem: Eye The Ticker

Imagem: Eye The Ticker

Menção Honrosa 2: James “Sonny” Crockett (Miami Vice)

Mais conhecido como Sonny Crockett, o detetive de Miami Vice, juntamente com Rico Tubbs, tornou-se um dos personagens masculinos de maior símbolo da época. Para quem não conhece, Miami Vice foi uma das séries mais famosas dos anos 80, que rendeu um filme e inspirou vários jogos de video game. Sonny e Rico, durante o show, lutam contra a corrupção e o tráfico de drogas, que já era intenso na época. O policial bonitão era difícil de lidar e muitas vezes ficava irritado, mas ele era mais duro e coração de pedra por causa do passado que teve e ocorrências da vida policial. Porém, quem conhecia mesmo ele sabia que por dentro que Sonny era uma pessoa carinhosa e amorosa. Ele tem suas próprias regras e seu jeitão, mas é sempre lembrado por morar em um iate e ter um jacaré de estimação. Sonny de fato foi um grande destaque masculino da televisão. (Por Paula Reis)

 

E aí, muitos representantes bons, não? Lembra de mais algum que não poderia ficar de fora deste top? Deixe aqui nos comentários.