Transporter na série e no cinema

transporter-the-series

 

The Transporter (ou Carga Explosiva como é conhecido no Brasil) é o primeiro filme de uma trilogia franco-americana que conta a história de um transportador discreto freelance que atua originalmente na França. O protagonista é Frank Martin, ex-militar inglês super metódico, que é capaz de tudo para levar uma encomenda de um ponto a outro sem ser incomodado. Mas a encomendas ficam polêmicas de vez em quando – se não, não há filme – e Frank tem que se virar nos 30 para garantir sua integridade.

Continua após a publicidade

transporter-4

Para quem assistiu os filmes, deve lembrar que Frank tem um código em seu trabalho: primeira – nunca mude o acordo; segunda – sem nomes; e terceira – nunca olhe a encomenda. O problema é que isso nem sempre foi cumprido e as encrencas foram grandes. Frank protagonizou cenas emblemáticas como aquela em que o carro passou em cima de duas rodas entre dois caminhões em movimento! O Audi 8 teve suas vendas aumentadas depois do segundo filme, porque no primeiro Frank dirigiu uma BMW E38 753i 1999 com motor V8 que deu ao carro um torque de 282 hp, bah.

Espero que ninguém tenha tentado reproduzir a cena. Apesar de o segundo filme ter rendido 2 milhões a mais que o terceiro em território americano, eu ainda prefiro o terceiro que no final somou mais em bilheteria no mundo todo. Agora foi lançada a nova trilogia, mesmo produtor francês Luc Besson, porém um novo Frank, muitos desanimaram ai já. Ed Skrein não está ruim no papel, mas os 10 milhões a menos em caixa confirmam que Jason Statham fez falta. Afinal não queremos um rostinho bonito, em Transporter queremos ação! As locações são lindas, Nice, Marselha, Budapeste, Miami. E daí você pensa: mas é a série?

transporter-2

A série Transporter (Transporter: The Series) é baseada na obra cinematográfica de Luc Besson e Robert Mark Kamen e tem alguns co-produtores: Atlantique Productions (francesa), Canadian boutique, com alguns canais envolvidos como M6, RTL Television, The Movie Network, Movie Central e HBO/Cinemax que largaram em 2013. Até agora foram 24 episódios em duas temporadas. E pasmem vocês que nem sabiam que a série existia: está renovadíssima! O estilo é o seguinte, cada episódio Frank transporta uma ‘coisa’ e resolve um caso, eventualmente isso envolve seus amigos, ou ele acaba envolvido demais com a encomenda enfim, estilo policial, muita perseguição, velocidade e adrenalina. Claro que as cenas de ação não possuem selo de qualidade Statham.

Chris Vance que assumiu o papel de Frank na série tem o mesmo ar misterioso, charme e preparo físico, mas a produção não é cinematográfica então temos lutas mais cruas, que ja-mais deixarão de ser boas – por isso que ainda assisto, é uma série de qualidade. François Berléand que seria o inspetor Tarconi na série é o mesmo ator que faz esse papel nos filmes, achei legal ele continuar com seu pupilo. Frank destrói muitos carros e por isso precisa de um mecânico legal, o Dieter, interpretado por Charly Hübner que ficou muito simpático no papel. Na primeira temporada ele tem a acessoria de Carla, que o ajuda nas contratações e encrencas. Na segunda temporada temos Cat, mais cuidadosa e diplomática e que talvez não tenha o charme de Carla, mas às vezes se junta a Frank nas aventuras.

Na série Frank usa um Audi A8 e um R8 que ele apelidou de Sofie. A relação dos Transporters com seus carros é muito carinhosa como vocês podem perceber, eles até dizem que: “O jeito como um homem trata seu carro é como ele se trata”. Paris, Berlim, Nice foram só alguns dos lugares utilizados, porém a maioria das cenas foi filmada em Toronto/CA mesmo. Se você gosta de ação e aventura, eu recomendo bastante essa série, tem de tudo, até plot twist posso garantir. A abertura é bem bolada e dinâmica. São episódios de 45-50 minutos então não é tão cansativo fazer maratona. Sou fã de Frank Martin!

Frank é um herói relutante, ele é muito duro com a vida e consigo mesmo e por isso desperta e empatia de tanta gente. Aquela pessoa que dá vontade dar um abraço sabe? O Frank de Chris é mais parecido com o de Jason e por isso a alta aceitação. Curiosidades da série: A série foi filmada com câmeras Arri Alexa, Canon C300 e GoPro. Mas repito – não tentem fazer isso em casa. O próprio Chris Vance se machucou feio filmando em 2011 e retornaram as filmagens só em 2012. Para quem não viu ainda a primeira temporada está na Netflix já. Na França, todos os episódios da primeira temporada tiveram acima ou bem próximos de 3 milhões de viewers. Os personagens femininos são mais explorados, Frank é mais interessado nas mulheres ao seu redor e por isso elas aparecem dando um equilíbrio entre a testosterona e a progesterona. Confiram o trailer da série abaixo:

 

[youtube] https://youtu.be/MFY6t2KRtq0 [/youtube]

Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.

No comments

Add yours