A trilha sonora de The O.C.

the-oc-14

Continua após publicidade

[spacer size=”20″]

Continua após a publicidade

Há 13 anos o canal Fox norte-americano nos agraciava com um enredo incrível e viciante que se passava em Orange County, um paraíso na terra dos ricos, na Califórnia, onde por trás dos muros das enormes mansões tudo parece ser perfeito. Quando Ryan Atwood, um adolescente problemático que vive se metendo em problemas, chega em O.C. com o advogado Sandy Cohen, ele começa a descobrir que nem tudo ali naquele lugar é tão perfeito como aparenta.

Continua após publicidade

Sua primeira temporada é, até hoje, uma das mais queridas por fãs de séries, ainda que a produção tenha saído dos trilhos nos anos seguintes. Ao longo de suas temporadas lidou com temas como drogas, criminalidade, ostentação, discriminação, homossexualidade e, obviamente, com uma boa dose de intrigas (vide a narrativa um tanto quanto novelesca). A série tinha produção de McG e Josh Schwartz e ficou também muito conhecida pelas músicas.

Como sabemos e já mencionamos aqui anteriormente, a trilha sonora de uma cena pode mudar toda a concepção do público a respeito da história que está sendo contada. Desde o começo, o criador de The OC, Josh Schwartz, queria que a música fosse um personagem principal da série e, assim, a experiente supervisora musical Alexandra Patsavas (que também ajuda a escolher as músicas que embalam ou embalaram os episódios de Grey’s Anatomy, Private Practice, Chuck, Supernatural e Gossip Girl) assumiu esse papel na então recém-criada série teen.

Continua após publicidade

As músicas eram escolhidas de dois modos: ou eram incluídas diretamente no roteiro por Josh ou eram escolhidas por Alexandra para encaixar em alguma cena.

Por quatro anos nos envolvemos com a história de Ryan, Marissa, Seth e Summer, que, a cada episódio, nos apresentava uma média de cinco músicas; algumas novas, outras nem tanto. Várias bandas deram as caras na série entoando seus singles e tendo a ótima chance de se promover na badalada série, tais como The Killers, Rooney, Death Cab For Cuties, Cobra Verde, entre outros.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

De tão relevante, a trilha rendeu seis CDs com as melhores músicas dos episódios. Os dois primeiros tinham as músicas da primeira temporada e o terceiro é um especial de natal. Já no quarto estavam presentes as músicas da segunda temporada, enquanto o quinto tinha as melhores da terceira e o sexto as da quarta temporada.

A série começou a ficar mal das pernas a partir da segunda temporada, quando a audiência antes estrondosa foi perdendo forças. A série lutou e conseguiu ficar no ar por mais uma temporada, mas com a morte de dois personagens considerados importantes e amados pelo público não teve como salvar e a série caminhou então para o que seria a quarta e última temporada, sofrendo uma redução drástica de episódios.

Com erros e acertos, The OC certamente será lembrada por mais uns 13 anos, tendo marcado a geração que a acompanhou e abrindo portas para outras produções do gênero.

[spacer size=”20″]

[v_icon color=”#444444″ size=”18px” target=”_blank” name=”moon-headphones”] TOP FIVE – The O.C.

[spacer size=”20″]

1) Love is a Song – Patrick Park (4×16, “The End’s Not Near, It’s Here”)

Na cena final da série, Ryan aparece andando pelos cômodos da abandonada casa de Newport enquanto vai se lembrando de como chegou até ali. Cada passo é uma recordação dos momentos que passou naquela casa, se transformando em um legítimo Cohen. Depois da retrospectiva, vemos o futuro dos personagens, como eles se saíram em suas vidas. Apesar de ter sido um cancelamento triste, foi um fim digno para uma ótima série.

[spacer size=”20″]

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=xFQir_aNGow[/youtube]

[spacer size=”20″]

2) Speeding Cars – Imogen Heap (3×25, “The Graduates”)

Nessa cena do 25º episódio da 3ª temporada vemos a formatura de Ryan, Marissa, Seth, Summer e Taylor, a oradora da classe. E outra cena bem emocionante que prefiro não comentar… 🙁

[spacer size=”20″]

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=PHZRSCiBitI[/youtube]

[spacer size=”20″]

3) Move On – JET (1×12, “The Secret”)

Forçados a fazer um trabalho, Ryan e Luke, acabam descobrindo que o pai do ex-namorado de Marissa, na verdade é gay. Quando toda a escola descobre, a vida do garoto vida um inferno. Após isso ele acaba entrando para a ”turma” de Orange County. Depois do escândalo, ele precisa encarar a escola e contando com a ajuda de Seth, Marissa e Ryan acaba conseguindo.

[spacer size=”20″]

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=OUld_YP19U4[/youtube]

[spacer size=”20″]

4) Hallelujah – Jeff Buckley (3×25, “The Graduates”)

A cena final da 1ª temporada mostra como está a situação dos personagens: Ryan voltando para Chino, Marissa se mudando para a casa de Caleb, Seth fugindo de casa à bordo de seu barco e Kristen chorando enquanto arruma a cama de Ryan.

[spacer size=”20″]

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=b7k0a5hYnSI[/youtube]

[spacer size=”20″]

5) California – Phantom Planet (1×01, “Pilot”)

O que? Acharam que eu deixaria essa música de fora? Não mesmo! Como ignorar a música que consegue arrepiar cada fiozinho de cabelo de quem conhece a série? Simplesmente impossível! A música é tão perfeita e casa tão bem com o clima da série que até quem não assistia conhece a música, ou pelo menos seu refrão. Californiaaa, here we cooome…

[spacer size=”20″]

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=NEpqlgAlvA8[/youtube]