Twin Peaks – 3×10 – The Return, Part 10

Imagem: Showtime/Divulgação

Nas últimas reviews, tenho abordado bastante sobre a lentidão da série. Para quem já é familiarizado com o universo de Twin Peaks, já está acostumado com esse aspecto do drama de Lynch, ou seja, a história se desenvolve de forma lenta, sem a menor pressa. No entanto, nessa terceira temporada, mais em específico nesse episódio, senti que essa lentidão está demorando mais que o normal e, portanto, é necessário que haja mais desenvolvimento do plot porque senão a trama pode se tornar chata e desinteressante para o público. Às vezes, tenho a sensação de que a série está caminhando para o lugar nenhum e, sinceramente, não quero que esse meu palpite esteja certo.

O episódio dez dessa terceira temporada começou com a história do atropelamento causado por Richard Horne que, muito provável, seja filho da Audrey. Ele pede a Míriam que esqueça essa história, porém ela revela que enviou uma carta ao xerife contando sobre o acidente, o que deixa Richard nervoso e acaba matando a infeliz. Depois ele vai à casa de seu avô pedir dinheiro. Li na internet que Richard possa ser filho de Bob com a Audrey. Olha por essa personalidade do neto do Ben Horne não me deixaria surpreso. Aliás, quero que a Audrey apareça e, se for possível, forme um casal com o Cooper. Shippava tanto eles nas outras temporadas e eles se gostavam. Por isso merecem ficar juntos.

Dougie Jones protagonizou a cena mais cômica dessa temporada que foi a sua transa com a Janey. Sério foi extremamente engraçado essa parte do episódio por vários motivos: 1) Ele não transava há anos e quando isso ocorreu, Cooper não estava em sua sã consciência. Dougie exalava felicidade e a sua cara tinha um ar de “não sei o que está ocorrendo, mas estou gostando” e 2) Os gemidos da Janey que foram tão altos que acordaram Sonny Jim. O menino vai acabar traumatizado.

Continua após a publicidade

Bob não apareceu, o que foi bom porque não gosto dele e todas as suas cenas são chatas demais. Não fez a menor falta. Em contrapartida, o episódio conseguiu focar mais em Dougie Jones e o efeito foi mais positivo para a trama em si. Neste episódio, Jones foi ao médico verificar a sua saúde, mas já sabemos que não é de médico que ele precisa. Além disso, teve a cena do sexo dele e o desenvolvimento do plot dos gângsteres que dará um problema sério. Ainda não se sabe muito bem dessa história, porém está ligado do Dougie que está devendo, aliás, aos bandidos barra pesada. Tanto é que quiseram matá-lo. Sobre os gangsteres: por que o Mr. Todd descontou a culpa no Jones sobre o fato dos irmãos não terem recebido o dinheiro do seguro? E que seguro é esse? Por que o Jones, o escolhido?

Falando em ser o escolhido: o que a Margaret quis dizer com a Laura foi a escolhida? Sinceramente faço a mínima ideia e já quero saber. Sem a menor sombra de dúvidas está relacionado ao Balck Lodge. Será que ela foi a escolhida para acabar com o mal e, assim, sendo o Black Lodge? Não sei, mais uma pergunta sem resposta.

Tags Twin Peaks
Daniele Duarte

Daniele Duarte

Carioca da gema, amante de literatura clássica. Machado de Assis é o seu autor favorito. O tríade de melhores séries são Six Feet Under, Breaking Bad e Sherlock . Séries inglesas também faz parte da sua grade de séries. Ela é a pessoa que chora rios com a series finale de SFU.

No comments

Add yours