UnReal – 2×04 – Treason

UnReal Treason MAIOR

Imagem: Entertainment Weekly

 

Quando o episódio anterior terminou estava certo de que UnReal tinha chegado ao seu máximo, ou seja, não teria mais nada de surpreendente para nos mostrar e seguiria mantendo o mesmo nível, ao dar continuidade para essa ótima história de Darius e uma Quinn ainda mais maquiavélica. Todavia, mesmo que uma aposta na manutenção não seria problema pois o nível desta série está muito bom, anos luz na frente de muita coisa desta Summer Season, o roteiro traz em Treason a dica de que o melhor, acreditem, ainda está por vir.

UnReal Treason

Imagem: HD Filmes Online Grátis

Continua após a publicidade

Desenvolvendo a problemática referente ao machucado (?!) de Darius nas costas, temos a oportunidade de ver as roteiristas mudando certas histórias drasticamente, como o relacionamento de Quinn e Rachel que beira o ponto de implosão da mesma maneira que estavam ao final da primeira temporada, o destino de Chet que finalmente conseguiu encontrar algo importante para participar, a relação de Darius e Romeo que ao meu ver ainda tem muito a nos mostrar e até mesmo o crescimento silencioso e oportuno de Madison, que faz o melhor estilo do comendo pelas beiradas.

São reviravoltas que ajudam a dar um certo gás pois não deixam a história principal ficar repetitiva, arrastada ou cansada. É claro que ainda há muita coisa para consertar, principalmente no ponto mais forte de UnReal que é o seu elenco – Jeremy (Josh Kelly) e  Coleman (Michael Rady) têm muito potencial, mas como falei na review anterior, estão limitados a embelezar a cena e servirem de alívio sexual para que as cenas não fiquem tão sisudas e duras. Não estou reclamando de sexo, até acredito que poderia ter mais, mas poderiam distribuir melhor essas….”funções”.

Uma das melhores personagens na televisão americana atualmente, mais conhecida como Quinn, merece sempre e constantemente nossa exaltação. Entretanto, meus elogios aqui são referentes ao fato de que nem o roteiro e muito menos Constance Zimmer, deixam a produtora caricata, acima do ponto ou que requer reformas. É sabido que interpretações que requerem muita força do ator e poder psicológico do mesmo, tendem a vestir o manto do excesso, mas até o momento, tudo está nos conformes com a boa dose de humor negro e vilania que não assistíamos em muito tempo.

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=PXpUNbKFqwo[/youtube]

Tags UnREAL
Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours