VideoMix: 5 cenas para 5 movimentos – os melhores momentos de The OA

theoavideomix

The OA chegou para ficar. Mesmo que a Netflix não renove o programa para uma segunda temporada, o primeiro ano já entrou para o coração e as mentes dos fãs. Além dos ótimos personagens e da sensibilidade com que trata alguns temas, OA fritou os neurônios do público com infindáveis teorias (algumas você encontra aqui).

Ao longo das suas oito horas (OA é mais um longo filme do que uma série), o projeto nos presenteou com momentos arrepiantes, emocionantes, engraçados, vibrantes e por aí vai. Na VideoMix de hoje, separamos cinco dos melhores momentos da primeira temporada. Uma cena para cada movimento. Curtiu a série e quer relembrar, então embarque na viagem. Caso não tenha assistido, cuidado, pois o post é repleto de spoilers.

 

Continua após a publicidade

-Abertura

Você percebe que The OA é diferente quando a abertura surge no final do primeiro episódio. É como se o capítulo inicial inteiro fosse uma introdução, uma cold open, para o filme que se desenrolaria nas próximas sete horas. A abertura, além de escancarar a originalidade do programa, ainda marca um dos momentos mais emocionantes da série pois sacode a trama e o público pela primeira vez. Enquanto achávamos uma coisa, os roteiristas subvertem tudo e colocam cartas totalmente novas na mesa.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=RIRkwhfR-9I[/youtube]

 

-A Primeira Morte

Logo depois da abertura, The OA segue surpreendendo com a história da pequena Prairie, que nem se chamava assim quando criança. Na história, ela mora na Rússia e começa a ter estranhos sonhos que acabam sendo decisivos em um acontecimento futuro. A cena marca um dos momentos mais inspirados visualmente do programa, além de levar toda a trama a outro nível inesperado.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=HZ5aIimOOQA[/youtube]

 

-Scott ressuscita

Em um dos momentos mais intensos – e de forte alegoria religiosa – Homer e OA trazem Scott de volta à vida. Com os movimentos repetidos à exaustão, a dupla faz o impossível e engana a morte.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Q1j9pDW1Oxg[/youtube]

 

-O despertar de Evelyn

Evelyn, a esposa do xerife, chega desacordada à casa de Hap. À beira da morte, repousa em uma cama enquanto Homer e OA executam os movimentos que conhecem. Evelyn desperta e, para surpresa de todos, guarda na memória o quinto e último movimento, que faltava ao grupo. É outro momento emotivo e tenso na temporada, ainda amparado por ótima edição e trilha sonora.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Y6o_Ph7_-mg[/youtube]

 

-O Final: tiros e movimentos

No fim, tudo culmina em uma poderosa sequência na escola. Alguém desconhecido entra no refeitório da escola armado e começa a atirar. O grupo então levanta e começa a executar os cinco movimentos enquanto OA corre até o local. Talvez seja o melhor momento de toda a temporada.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=XySYbuN4Ps0[/youtube]

Matheus Pereira

Matheus Pereira

Gaúcho, estudante de jornalismo e viciado em séries. Tem séries pra assistir de mais e tempo de menos. Séries favoritas? Six Feet Under e Breaking Bad.

No comments

Add yours