VideoMix: 5 episódios de Arquivo X

Criada por Chris Carter na década de 90, Arquivo X é considerado um clássico da TV. A série conta a história de dois agentes do FBI, Fox Mulder (David Duchovny, de Twin Peaks) e Dana Scully (Gillian Anderson, de Hannibal) que investigam casos paranormais e mistérios não explicados.  Debochado e desacreditado pelo FBI, Mulder se envolve na investigação dos “arquivos X”, que contém casos de abduções e conspirações do governo americano para esconder a vida extraterrestre. Além desses, os arquivos X relatam casos de satanismo, reaparição de fantasmas, ocultismo entre outros. Ao reabrir os “Arquivos X” , Mulder ganha uma ajudante – a cética Scully, que tem a ciência como sua fé, ao contrário de seu parceiro que acredita em tudo.

Continua após as recomendações

Com 9 temporadas e 202 episódios, Arquivo X foi encerrado em 2002. O legado da série é gigantesco: 2 filmes ( Arquivo X: O Filme e Arquivo X: Eu quero acreditar), 1 spin- off ( The Lone Gunmen), 3 Globos de Ouro, dezenas de revelações ( Vince Gilligan, Shia LeBeouf, Bryan Cranston, Lucy Liu, entre outros), frases marcantes (I want to believe e The Truth is out there), um tema inesquecível e milhares de fãs.

Por isso, o VideoMix dessa semana separou 5 episódios que valem a pena serem assistidos. Se você ainda não assistiu Arquivo X, largue tudo o que você está fazendo e vá assistir (principalmente se você for fã de sci fi).

Continua após a publicidade

 

  • 1×01 – Pilot

A primeira escolha é, sem dúvidas, o piloto. Logo de cara somos introduzidos ao mote principal da série, a “mitologia”. Um caso realista com ar de mistério foi o tema desse episódio, que nos apresentou os dois personagens principais. Vemos também o primeiro caso de Mulder e Scully juntos: a abdução de uma menina em uma pequena cidade.

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=8U458XFF_PA[/youtube]

 

  • 3×03 – Pusher

Pusher é o primeiro episódio escrito por Vince Gilligan e considerado uns dos melhores episódios da série. Um dos vilões mais marcantes do sériado foi Robert Modell, que usava seu poder de “instigar”  as pessoas, fazendo com que algumas cometessem suicídio. Tal poder coloca em risco a cumplicidade de Mulder e Scully em um jogo que pode custar a vida de ambos.

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=gQ8qrJhObwU[/youtube]

 

  • 4×14 – Memento Mori

Nesse episódio, descobrimos que Scully está sofrendo de um raro tipo de câncer, sequela de sua abdução anos atrás. Com isso, Mulder descobre que sua parceira acabou ficando estéril – resultado da remoção de seus óvulos para realização de experimentos. Mas, acabamos descobrindo também que não só Scully passou por isso, mas também algumas mulheres desenvolveram o mesmo tipo de problema.

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=aP7p39hhejo[/youtube]

 

  • 5×05 – Post Modern Prometheus

Em um episódio em preto e branco (homenagem aos filmes de terror dos anos 50), Arquivo X fez sua versão para o monstro Frankstein. Em um episódio leve e memorável, Mulder e Scully vão até uma cidade do interior que vem sendo atacada por um tipo de “monstro”. E ah, esse episódio tem a participação especial da Cher, ídolo do Frankenstein.

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=KOe1Ax2hMAE[/youtube]

 

  • 6×15 – Monday

No episódio baseado no filme O Feitiço do Tempo, de 1993, vemos Mulder entrando em um banco (numa segunda-feira) para pagar contas. Nesse meio tempo, ele acaba sendo refém de um assalto e acaba sendo morto. Esse acontecimento é repetido diversas vezes, até que Mulder encontra um jeito de alterar seu destino e o do sequestrador. Esse episódio é repleto de adrenalina e drama, típico de qualquer episódio de Arquivo X.

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=RVWHwwGQ8TU[/youtube]

 

E pra vocês? Qual episódio de Arquivo X não deveria faltar nessa lista? Deixe sua opinião nos comentários e até a próxima semana!

Avatar

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Rubens Rodrigues 15 julho, 2014 at 18:00 Responder

    Eu gosto muito do piloto de Arquivo X. Não consegui sair de frente da tela quando vi o episódio. Achei tudo muito bom, e nesses episódios iniciais o que mais me chamou a atenção foi a trilha sonora marcante. O mais legal de tudo é que não precisa ver muito pra perceber que é realmente um clássico, pois serviu de inspiração para outras séries do gênero (beijo, Fringe).

Post a new comment