Você precisa assistir: The Night Of

Imagem: HBO/Divulgação
Imagem: HBO/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Antes de começar essa resenha indicando o seriado The Night Of, gostaria de fazer uma mini-resenha de um livro intitulado “O Chamado da Floresta” (The Call of the Wild, de Jack London): Buck é um cachorro feliz e domesticado que, por uma série de eventos, acaba longe da confortável civilização e vai parar no meio da selva impiedosa. Lá ele descobre que seus instintos são a única coisa que o manterão vivo e se torna, lentamente, um animal selvagem, ou melhor, um sobrevivente da selva. Há várias lições nesta história clássica e é possível fazer várias análises. Mas uma coisa é certa: O Buck do começo do livro não é o mesmo do final do livro. Fim!

Continua após a publicidade

The Night Of é uma premiada série da HBO, projeto de coração do saudoso James Gandolfini (Sopranos) – que inclusive ganha crédito de produtor executivo, que conta a história de Nasir Khan, um estudante universitário que, em uma única noite, fez tudo errado, na hora errada e em lugares errados e é processado criminalmente por isso. A história é justamente a sua vida durante o julgamento pelo sistema judicial estadunidense.

Continua após publicidade

O primeiro episódio é uma obra à parte, pois mostra a noite mais tenebrosa da vida deste garoto. Uma viagem para o outro lado da cidade, que ele desconhece completamente, um encontro com uma garota estranha, álcool, drogas, sexo e, depois de dormir e acordar na casa dela, ela está morta ao seu lado. Não sabemos o que aconteceu neste período em que ambos estavam dormindo e, aparentemente, Nasir também não. Ele só sabe que precisa sair dali, e rápido.

Tudo que acontece a partir deste momento até o final do episódio dá mais calafrios do que vários filmes de suspense juntos. Tudo o que ele faz, você pensa: “não, não faça isso!” ou “não é possível que ele vai fazer isso!”. Este ritmo caótico de erros encerra-se, claro, com sua prisão.

Continua após publicidade

Existem vários “court dramas” disponíveis hoje para o telespectador, e a grande maioria deles reveste o sistema legal e a advocacia com um glamour que, convenhamos, não existe. The Night Of mostra o sistema legal em sua dura realidade: todo quebrado e cheio de viés, mas, por alguma razão, ainda rodando. Há policiais que reclamam das horas extras e que manuseiam provas sem o menor cuidado, detetives já fartos do trabalho que investigam com parcialidade, juiz desinteressados e forçando acordos, e advogados que querem ajudar clientes, mas também querem dinheiro.

Parte do seriado também mostra a vida de Nasir dentro da prisão. Uma realidade muito, mas muito distinta da sua vida universitária. Ali dentro é a regra da sobrevivência que conta e, muitas vezes, o instinto é a única arma que Nasir possui. Outros núcleos também são explorados, como as estratégias e investigações feitas pela equipe dos advogados de Nasir, bem como as táticas da promotoria para conseguir uma condenação. O mais arrasador dos núcleos é o da família de Nasir, onde é possível ver que a vida dos pais do garoto virou de cabeça para baixo com a prisão do filho. O estrago de um processo criminal transcende a vida do suspeito/condenado e atinge todos aqueles que, de certa forma, possuem uma relação com ele.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

The Night Of é a melhor forma de ver como a justiça realmente é feita. É mais fácil e barato condenar Nasir do que aplicar mais dinheiro na investigação e aumentar o número de suspeitos. Se a busca pela verdade é cara demais, melhor então buscar uma falsa verdade, mas que tenha sentido processual e não faça a condenação parecer uma arbitrariedade. No julgamento final, fica claro que a busca pela verdade e pela justiça é simplesmente uma questão de qual versão da dita verdade teria o menor custo ao erário.

Bem, não vou entregar o final e dizer se Nasir é ou não condenado, mas esta questão é irrelevante para a história que The Night Of quer contar. A única coisa que fica evidente é que o Nasir, estudante universitário, cheio de sonhos do primeiro episódio não é o mesmo que o Nasir presidiário, descrente de seu futuro, viciado em drogas e com cicatrizes (físicas e psicológicas) permanentes do último episódio.

Ah, sim! Já ia me esquecendo: Um colega prisioneiro dá a Nasir um livro: O Chamado da Floresta. Um presente metafórico perfeito para um personagem prisioneiro de um sistema decadente e selvagem.