Westworld – 1×01 – The Original [SERIES PREMIERE]

Divulgação HBO
Divulgação HBO
Imagem: HBO

 

Continua após publicidade

O que dizer dessa série que eu mal conheço, mas já considero da família? Sim, Westworld chegou cheia de responsabilidades e com uma temática totalmente nova. Lembro que quando li a respeito fiquei me perguntando como eles dariam coerência para esse roteiro e como poderíamos acompanhar a história.

Continua após a publicidade

Primeiro, não dá para assistir West com o pensamento vagando na hora do almoço… A narrativa, pelo menos nesta premiere, é construída para ser absorvida aos poucos. É aquele jogo de estar concentrado no início para que o gancho final tenha o maior dos sentidos.

Continua após publicidade

A HBO não mediu esforços, nem no elenco que conta com nomes de peso, nem em questões de efeitos e de cenário. Tudo foi muito vivo. As experiências puderam ser sentidas. Apesar de me sentir perdido em um primeiro momento, logo pude captar a mensagem: “estamos presos neste mundo”.

Quando o laboratório do Dr. Ford aparece pela primeira vez, mesmo sabendo que isso iria acontecer, fiquei com aquela sensação boa do coração bater mais rápido esperando explicações… que não viriam tão rápido! São mais de uma hora de episódio para nos apresentar as nuances dos personagens principais.

Continua após publicidade
Divulgação HBO
Imagem: HBO

A história se passa em um parque de diversões tecnológico onde os anfitriões, que por mais aparência de humanos que tenham, não passam de robôs, recebem pessoas de fora. Esses visitantes são “carinhosamente” chamados de recém-chegados. O local é totalmente manipulado pelos seres humanos e, aqueles que pagam bem, podem usufruir de todos os prazeres proporcionados pelo local. Vale de tudo. Sexo, matança, carnificina e tudo que sua mente desejar. O freguês manda.

Como todo bom conto, nos foram apresentados os personagens para nos identificarmos e, por consequência, o casal protagonista – Teddy e Dolores. Ambos são anfitriões – ou em outras palavras, são robôs manipulados pela diretoria do parque. Temos oportunidade de vê-los repetindo suas ações pelo menos três vezes neste episódio – e sempre com um final trágico.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Também vimos Rodrigo Santoro e Ed Harris em papéis de grande tensão e que, com certeza, nos farão ter diversos picos de ansiedade para os próximos capítulos. Aliás, que vilão esse Ed nos apresenta, hein? Achei na medida para a proposta da trama.

Acontece que todos os anfitriões devem seguir um roteiro pré-determinado, mas, por algum “erro” na atualização de alguns, eles passam a reter memórias, e isso começa a desencadear lembranças neles. A partir daí, os líderes humanos precisam intervir (e que máximo ver aqueles refletores iguais de estúdios de cinema, achei essa sacada genial). Eles reprogramam novamente os personagens, mas uma consegue fugir deste controle – Dolores já te amo!

Uma revolução vai começar. A sutileza do final desta estreia me leva a pensar que grandes coisas virão a seguir e que teremos sim uma substituta a altura, por ora, de Game of Thrones. Se você não assistiu ainda, corra para ver!