Will Smith esbanja simpatia no Brasil e dispara: “Eu tinha de morar aqui”

Imagem: Netflix/Divulgação/Imprensa.

Will Smith, sem sombra de dúvidas, foi um dos grandes nomes da CCXP 2017. No domingo (10), as pessoas madrugaram na fila para conseguir entrar no painel Cinemark e garantirem um lugar no painel mais disputado do dia, que começava apenas às 17h.

O Mix de Séries garantiu o seu lugar e conseguiu assistir Smith esbanjar simpatia no auditório, logo após a exibição de Bright, filme que ele estrela na Netflix a partir do dia 22. “É uma mistura de Senhor dos Anéis com Dia de Treinamento“, ressaltou o ator. O drama sci-fi mostra a vida de um policial negro tendo de lidar com criaturas estranhas, nos dias de hoje. Mas engana-se quem pensa ser apenas mais um filme bizarro. Bright trata de temas como “cultura, raça e religião”.

Imagem: Matheus Pereira/Mix de Séries.

O filme de David Ayer, o mesmo de Esquadrão Suicida, chamou atenção de Will Smith, que destacou ser o diretor um dos nomes “A” de sua lista. “David Ayer é um daqueles nomes que eu precisava trabalhar. Aquele tipo de trabalho que eu não posso recusar. Eu tenho alguns nomes como Ang Lee, Michael Bay e Christopher Nolan. Ayer está junto deles.”. Bright mostra a ação pela perspectiva de dois personagens que dividem a mesma viatura de polícia, o humano Daryl Ward (Smith) e um orc Nick Jacoby (Joel Egderton). Os personagens vivem em um mundo divido orcs, humanos, elfos e fadas coexistem, e as varinhas de condão são itens valiosíssimos.

Mas deixando o filme um pouco de lado, a presença de Will Smith, em si, foi um show a parte. O ator chamou atenção onde passou. E olha que até disfarçado na feira ele andou. Ao chegar no stand da Netflix dedicado ao filme ele retirou a máscara e, então, atraiu uma multidão de gente que começou a gritar  “Will, Will, Will“.

O ator aparentava ser extremamente simpático, e em todas as palavras enaltecia a gratidão que tinha por tudo o que conquistou. Ele também se certifica de devolver com amor, tudo o que seus fãs lhe permitiram ter. Prova disso é que ele respondia a todos os acenos, gritos e pedidos.

Com coros que completavam com “Sil” ao seu chamado de “Bra”, Will Smith ainda cantou o tema de Um Maluco no Pedaço no painel, levando o público ao delírio. E ainda disparou: “Eu tinha de morar aqui“.

De fato, com uma recepção dessas, quem não quer?

Share this post

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.