X Factor Brasil: Chegou a hora de mostrarmos nosso potencial

Imagem: Band/Divulgação

Continua após as recomendações

Na tarde dessa terça-feira (16), ocorreu nos estúdios da Band, a coletiva do X Factor Brasil. Um dos programas mais aguardados para estrear na TV brasileira nesse ano está há poucos dias de seu lançamento e, depois desse evento, a ansiedade apenas aumentou. Os jurados Rick Bonadio, Alinne Rosa e Paulo Miklos marcaram presença, ao lado da apresentadora Fernanda Paes Leme. O cantor Di Ferrero esteve ausente, por conta de sua lua de mel, mas antes de tudo começar, foi exibido um vídeo do músico mandando recado aos ali presentes.

Um vídeo das audições foi exibido e, pela prévia mostrada, a primeira fase da competição tem tudo para seguir às demais versões produzidas ao redor do mundo. Pelo pouco do que foi visto, deu para perceber que virá muita gente de qualidade, e sou suspeito em dizer que muitos ali apresentados, mesmo que ainda não tenham sido exibidos na íntegra, é nítido que a disputa será grandiosa. Um dos pontos negativos foi em não mostrar os joke acts, que são marcas registradas da franquia The X Factor.

Continua após a publicidade

O diretor de entretenimento da Band, Guillermo Pendino, explicou como será a estrutura do programa, que será dividido em quatro fases: audições, centro de treinamento, desafio das cadeiras (que serão quatro ao invés das seis habituais) e shows ao vivo, ficando então de fora a judge’s house. Assim como nas demais versões, a última etapa será quando o público terá o poder de decisão, podendo então votar por telefone, internet e SMS. As eliminações serão duplas, as quais o menos votado será eliminado diretamente, enquanto os outros dois sobreviventes disputarão sua segunda chance.

Logo após a explicação de como serão as etapas, a equipe do programa falou mais sobre o que podemos esperar sobre. Bonadio, por exemplo, falou sobre o fato do formato não ser engessado, por aceitar candidatos de diversas idades e com diferentes composições, dando então esse ar mais dinâmico, fazendo extrair o melhor de cada um dos participantes. Já a apresentadora enfatizou sobre se aprofundar nas histórias que serão apresentadas, que fará o público viver o sonho de cada um deles.

Imagem: Eduardo Nogueira/Divulgação

Quando as perguntas para a imprensa foram liberadas, uma das primeiras a ser feita foi justamente a questão sobre o que aconteceu nas audições com a produção, no início de julho. Bastante enfáticos, a equipe do X Factor evitou de entrar em muitos detalhes, porém garantiu que a experiência adquirida fará com que isso não volte a se repetir futuramente, e que fez fortalecer a produção, dando então mais que nunca o melhor de todos. Questionado sobre uma segunda temporada, Pendino ressaltou que há interesse sim e que  mesma já vem sendo planejada, mas que os planos só poderão se concretizar quando o reality ir ao ar. Apesar de ainda não ter estreado, a atração já é um verdadeiro sucesso comercial, o qual foi revelado que todas as quotas de patrocínios foram vendidas.

Ao serem questionados sobre quem é o mais carrasco do quarteto, os jurados foram enfáticos que cada um possui sua singularidade. Fernanda Paes Leme revelou que não há aquele que é “mais bonzinho”, ou o “mais malvado”, que eles oscilam muito em tais proporções. Quando perguntaram quem seria o Simon da bancada, Rick Bonadio foi simplesmente direto em sua resposta, que ninguém tentará ser igual ao britânico, por começar da diferença entre culturas.

No final da coletiva conseguimos bater um papo rápido com Bonadio, que falou sobre a diferença entre o X FactorPopstars, reality em que ele foi jurado em 2002, responsável por ter revelado o grupo Rouge. O produtor musical falou sobre a importância das duas atrações focarem, coincidentemente no desenvolvimento e formação dos candidatos ao se tornarem estrelas musicais. Porém ele ressaltou a diferença entre os dois programas nem tanto pelo formato, e sim pela falta do alcance que a internet tinha há 14 anos atrás, assim como da participação do público para incentivar ainda mais aquelas garotas e depois rapazes, que buscavam seus sonhos. Com os tempos de hoje, a internet se tornou ferramenta essencial justamente para aproximar os telespectadores dos candidatos.

Imagem: Eduardo Nogueira/Divulgação

Também conversamos um pouco com Alinne Rosa, que falou sobre a responsabilidade de ser a única mulher da bancada, e de como explorar toda a musicalidade do Brasil na competição. Baseado em sua experiência na banda de axé Cheiro de Amor, ela deu uma dica de caso pegar a categoria de grupos, que fará de tudo para que eles saibam focar justamente única e exclusivamente na música, deixando então os egos um pouco de lado.

Posso dizer que todo aquele contratempo ocorrido no começo de tudo não interferirá de forma alguma para que o programa seja um fenômeno e, assim como vem acontecendo com Masterchef desde o começo, a Band também está fazendo um trabalho sensacional com X Factor Brasil. Pelas prévias apresentadas, não vamos nos decepcionar com o reality.

Então fiquem atentos, pois a estreia acontecerá no dia 29 de agosto, com exibição todas às segundas e quartas-feiras, sempre às 22:30. O canal a cabo TNT – integrante do grupo Turner, coprodutora do show -, exibirá a atração às terças e quintas-feiras, às 20:30, com reapresentações às quartas e sextas-feiras às 13:30. Aos domingos serão exibidos por lá, às 14:00, os melhores momentos do programa.

É claro que o Team Reality do Mix cobrirá também, e toda semana teremos review fresquinha para vocês.

1 comentário

Adicione o seu
  1. Avatar
    Clíssia 17 agosto, 2016 at 16:06 Responder

    Ansiosa pela estreia do programa! Espero realmente que a péssima experiência que foram as audições não aconteça novamente, e na próxima edição ocorram audiências em mais cidades. No mais, desejo sucesso ao programa, que tem todo o potencial pra se sair bem.
    Eu achava que seria exibido terça e quinta, pra ocupar a faixa de horário do MasterChef, cuidado com a burra hahaha

Post a new comment