Young Royals: Netflix estreia série que une Bridgerton e Elite

Young Royals tem traço de Elite e Bridgerton, prometendo ser sucesso na Netflix

Young Royals tipo Elite e Bridgerton

Já pensou uma junção de Bridgerton com Elite? Ao menos é isso que parece, na nova série da Netflix, Young Royals. Aliás, é exatamente esta vibe que temos ao assistir os primeiros episódios, e o Mix de Séries traz as primeiras impressões da série para você.

Continua após publicidade

Nós assistimos aos primeiros episódios de Young Royals, e é impossível não traçar paralelos com Elite. Ao mesmo tempo, por apontar questões de realeza, também fazemos conexão com Bridgerton.

Continua após a publicidade

Qual é a história de Young Royals?

A série que se passa na Suécia dá foco no príncipe Wilhelm. Nós o conhecemos logo nos primeiros segundos de Young Royals, e a série destaca que ele não gosta de uma vida monótona.

Continua após publicidade

Adolescente, ele vive em festas, até que se mete em uma confusão e a briga vai parar na internet. Resultado? A família real decide enviá-lo para o internato, uma vez que é necessário manter as aparências do herdeiro do trono.

Dessa forma, Wilhelm é enviado a um internato extremamente rígido, embora por lá continue recebendo um certo tratamento diferenciado. Mesmo assim, descobre que existe uma vida “oculta” por trás da rigidez do internato, e que adolescentes continuam sendo adolescentes da mesma forma.

Continua após publicidade
Young Royals série une Bridgerton e Elite
Imagem: Divulgação.

Interessante paralelo com Elite

O que o Mix de Séries pode apontar, como paralelo com Elite, é que existe um conflito de classes em Young Royals, exatamente como acontece na série espanhola.

Aliás, os uniformes são bem parecidos, se você pode ter notado.

De qualquer forma, quando Wilhelm chega no internato, seu primo, August, já é um veterano e fica na cola dele, talvez para pegar um pouco de popularidade. Mas também para impor as regras do local. E é então que ele se depara com Simon, um garoto pobre que, mesmo que não more lá, estuda no local.

A diferenciação entre ricos e pobres, inclusive, é pauta das aulas, como o próprio primeiro episódio mostra. Então, para conseguir se destacar, Simon decide ajudar August ao arrumar bebidas para a festa de boas-vindas do Príncipe.

Outro ponto interessante é que Simon possui interessantes camadas a serem exploradas nos seis episódios da série, incluindo a relação com o pai, com quem ele consegue as bebidas para festa. Existe pontos de depressão que são levemente tocados no início, mas que definem o comportamento de Simon ao longo da série.

Bridgerton para adolescentes

Existe também um paralelo do próprio Wilhelm, que tem dificuldades de aceitar seu status de realeza, assim como o Duque de Bridgerton tinha. Só que ambos também não gostam de assumir que se interessam pelas regalias que o “seu fardo” tem, mesmo que seja preciso manter algum certo tipo de aparência.

Além disso, Wilhelm não gosta do local de cara – ele pede para ir embora inúmeras vezes, querendo viver uma vida de adolescente comum. Mas ele é da realeza e jamais poderia vivenciar isso.

Imagem: Divulgação.

Por fim, assim como o Duque de Bridgerton tenta manter as aparência, para não conseguir casar, aqui, Wilhelm precisa manter outro tipo de aparência: o da sua sexualidade. Embora ele mexa com a cabeça das garotas do internato, é no já referido Simon que ele acaba se sentindo atraído.

E SPOILER ALERT: a atração é mútua.

Com isso, Young Royals tem uma perfeita mistura que pode agradar tanto fãs de Bridgerton quanto de Elite. Será que fará sucesso igual as duas? Só o tempo dirá. Mas as chances são grandes…

Leia também: Produtor de Bridgerton revela escândalo para 2ª temporada

Todos os episódios já estão disponíveis na Netflix.

E então, você irá assistir Young Royals? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.