7 fatos importantes que acontecerão na 7ª temporada de Orange is the New Black

Imagem: Netflix

Mesmo antes da exibição da quinta temporada de Orange is the New Black, a série já havia sido renovada até a sétima temporada. Isso possibilitou que os produtores montassem um arco de três temporadas. A quinta temporada mostrou a rebelião em Litchfield motivada após a morte de Poussey (Samira Wiley), jáa sexta e recém lançada temporada explora as consequências devastadoras desse motim.

Os novos episódios revelaram grandes reviravoltas que com certeza causarão impactos duradouros na série e na já anunciada sétima – e provavelmente última – temporada. O Mix de Séries lista a seguir sete momentos da sexta temporada que abrem caminho para o sétimo ano de OITNB.

Preparem-se porque esse post contém muitos spoilers da 6ª temporada de Orange is the New Black.

  1. Piper está livre

Imagem: Netflix

Começamos com um dos finais mais surpreendentes. Apesar de já esperarmos a saída de Piper (Taylor Schilling) da prisão em algum momento, acabou sendo uma surpresa que isso aconteceu antes do final da série. Como parte de uma campanha de reposicionamento da empresa que administra o presídio, que agora se chama PolyCon, um grupo de detentas foi selecionado para serem soltas antecipadamente com base em seus comportamentos.

Preocupado com a possibilidade de Piper expor seu contrabando de drogas, o guarda Hopper (Hunter Emery) a move para o topo da lista, antecipando sua saída. Surpresa e um pouco confusa, Piper ainda conseguiu realizar um casamento improvisado com Alex(Laura Prepon).

Após ser liberada, Piper encontra seu irmão Cal, que a questiona: “O que você vai fazer agora?”. Essa é a pergunta que não quer calar. Com participação reduzida este ano, é esperado que a personagem retorne na sétima temporada, ainda que aparecendo bem menos, e que sua vida pós-Litchfield seja explorada, assim como a de Aleida (Elizabeth Rodriguez).

  1. O destino de Taystee

Imagem: Netflix

Se Piper tirou a grande sorte, o mesmo não pode ser dito sobre Taystee (Danielle Brooks) que foi escolhida como bode expiatório dos acontecimentos durante a rebelião. Mesmo com o apoio de Caputo, e da campanha da União Americana pelas Liberdades Civis e do movimento Lives Matter, o testemunho de sua amiga Cindy (Adrienne C. Moore) foi crucial na injusta  condenação de Taystee pelo assassinato forjado de Piscatella (Brad William Henke).

Em uma emocionanete cena silenciosa, vemos o júri revelar o veredito devastador, mas ficamos no escuro sobre qual foi a sentença aplicada. O “melhor” cenário seria a prisão perpétua, mas havia indícios alarmantes ao longo da sexta temporada de que Taystee poderia ser condenada à morte. Essa resposta nós só teremos na próxima temorada, provavelmente.

Continua após a publicidade

A atriz que interpreta a personagem afirmou não saber mais detalhes sobre o futuro de Taystee. “É tudo o que eu sei também. Será interessante ver depois como ela enfrentará cara a cara aqueles que viraram as costas para ela para conseguir vantagens pessoais”, disse.

  1. O envolvimento de Daya com drogas

Imagem: Netflix

Outra grande preocupação durante o novo ano da série foi o envolvimento de Daya (Dasha Polanco) com drogas. Ela acaba se viciando em heroína para lidar com os espancamentos aplicados pelos guardas da penintenciária por ter atirado no guarda Humphrey (Michael Torpey) na quinta temporada. A situação se agrava com o esquema montado por Daya, sua mãe Aleida e o guarda Hopper para levar mais drogas para dentro da prisão.

Com a morte das irmãs Barb (Mackenzie Phillips) e Carol (Henny Russel) no final da temporada e o possível fim da rivalidade entre os blocos C e D durante o jogo de kickball, é possível que Daya e Daddy tomem conta do tráfico de drogas dentro da segurança máxima.

A falta de esperanças de Daya é preocupante, já que ela aceitou o acordo que lhe concedeu prisão perpétua pela morte de Humphrey. Tempos ainda mais sombrios podem estar aguardando a personagem no sétimo ano.

  1. Blanca foi deportada

Imagem: Netflix

Piper não foi a única liberada da prisão antes do tempo. Sophia (Laverne Cox) e Blanca (Laura Gomez) também foram sortedas, mas as coisas não saíram tão bem para Blanca. A personagem ganhou destaque na nova temporada, enquanto tentava DE TUDO para engravidar do namorado Diablo (Miguel Izaguirre).

Quando caminhava para a porta de saída, ao lado de Piper, uma reviravolta cruel: Blanca é levada á um ônibus para ser levada ao recém-inaugurado centro de detenção de imigrantes da PolyCon, para ser, provavelmente, deportada imediatamente.

Isso pode significar que não veremos mais a personagem na série. Mas existe a possibilidade de que a 7ª temporada aborde a questão da imigração no país (assunto super em alta atualmente) e nós possamos acompanhar a personagem na nova unidade.

  1. O bebê de Lorna

Imagem: Netflix

Lorna (Yael Stone) já havia planejado um parto de mentirinha para distrair os guardas na eminente guerra entre os blocos. O plano acabou não sendo colocado em prática, mas a personagem acabou realmente entrando em trabalho de parto prematuramente.

Nas cenas finais do último episódio da sexta temporada, vemos ela sendo levada para a enfermaria. Para a próxima temporada ficam as perguntas: será que o bebê vai sobreviver? E, em caso positivo, como Lorna irá lidar com o provável afastamento do bebê?

  1. Red vs Frieda

Imagem: Netflix

Taystee não foi a única a ser traída por uma amiga próxima. Com Frieda preocupada com sua própria segurança, dado seu passado com Carol e Barb, ela entregou uma “garota negra” (presumidamente Taystee) e confessa que foi Red (Kate Mulgrew) quem arrastou Piscatella para o bunker na 5ª temporada.

Após flagrar Frieda no tranquilo Bloco B, chamado de Florida, Red começa a supor que foi Frieda a culpada pelo acréscimo de alguns anos em sua pena. As duas chegam a se confrontar nos momentos finais da temporada, mas logo foram separadas pelos guardas. Agora que as principais inimigas de Frieda estão mortas, será Red a principal ameaça para ela na sétima temporada?

Continua após a publicidade
  1. Onde está Maritza (e as outras personagens)?

Imagem: Netflix

Um dos efeitos do cliffhanger da quinta temporada (que mostrou as detentas de  Litchfield em diferentes ônibus após a rebelião) foi a ausência de personagens queridos pelo público. Enquanto Boo (Lea DeLaria), Carmen (Rosal Colon) e Skinhead Helen (Francesca Curran) fizeram uma aparição relâmpago no terceiro episódio da nova temporada, outros não tiveram essa sorte.

Sentimos falta da melhor amiga de Flaca (Jackie Cruz), Martiza (Maritza Rodríguez), Norma (Annie Golden), Yoga (Constance Shulman) e várias outras. O que nos leva a perguntar se ainda as veremos na sétima temporada ou se apenas foram consideradas dispensáveis e tiradas totalmente de cena.

A sexta temporada de Orange is the New Black está disponível na Netflix. A sétima temporada estreia em 2019.

Leia também: CRÍTICA – Orange is the New Black resgata raízes e entrega uma ótima 6ª temporada

About Italo Marciel

Italo Marciel
Cearense, 28 anos. Jornalista especialista em Assessoria de Comunicação. Viciado em séries desde que se entende por gente e apaixonado por cinema. O cara que fica feliz em indicar uma boa série ou um bom filme para os amigos.