Brasileiro está trocando a novela pelas séries de TV

Imagem: Divulgação

Público tem preferido assistir séries de TV em serviços de streaming do que novelas…

Não é de hoje que muitos críticos e comentaristas batem na tecla de que o formato de telenovela está ultrapassado no Brasil. O fato do público ter de acompanhar uma história prolongada, diariamente, vem cansando.

Talvez, pelo fato de muitas histórias serem inseridas de formas aleatórias ou apenas para criarem “barrigas” ao andamento das tramas, diversos capítulos de novela não apresentam desenvolvimento de conteúdo e simplesmente não acrescentam em nada.

Soma-se a isso, o fato de que as séries de TV estão no auge de sua popularidade, o brasileiro oficialmente está trocando a novela pelo formato norte-americano.

Prova disso é um estudo recente publicado pela Netflix, principal prestadora de serviço de streaming no Brasil. Nos dados, mostrou-se que o principal horário que o público faz maratona de séries no serviço é o das 21h. Ou seja, nada de novela na parte da noite. O brasileiro está mesmo querendo assistir séries de TV.

Em quantidade, 34% dos assinantes se concentram no turno da noite, em um número que, há dois anos, registrava em torno de 6 milhões.

O Brasil foi o primeiro mercado internacional da Netflix, e seu crescimento vem sendo notado ano após ano. A Netflix tem chegado a ficar na preferência do público na frente de marcas consagradas como Globo e SBT. Especialistas apontam que isso se deve, em muito dos casos, à popularização da internet no país. Em recente pesquisa, 51% dos brasileiros disseram que ficam conectados o tempo todo, sendo duas vezes mais que países como Estados Unidos e o Reino Unido.

Público está ficando, cada vez mais, fascinado com a facilidade de se assistir série de TV em qualquer hora ou lugar!

No ônibus, a caminho do trabalho, na fila do banco… Assistir série de TV virou o passatempo do público em qualquer lugar. A flexibilização deste conteúdo é o que, certamente, está passando na frente de produtos que precisam ser consumidos apenas em um determinado horário e local – como a novela.

Acrescenta-se a isso, o fato da Netflix estar investindo em algoritmos de recomendação que ajudam a indicar conteúdos estratégicos para o público que consome seus produtos. E ainda temos a facilidade de assistir off-line, uma vez que as plataformas estão investindo neste formato.

Isso, sem contar, os downloads ilegais que ainda predominam na forma que o brasileiro assiste séries de TV, tornando o Brasil um dos maiores consumidores de conteúdo ilegal do mundo.

De qualquer forma, todos estes fatores técnicos se acrescentam à uma peça chave para cativar o público: a objetividade. Uma temporada de série pode varias entre 8, 10 e 20 episódios, sendo rápida, prática e fácil de ser devorada nas famosas maratonas.

Logo, se você precisa escolher entre um produto que apresenta mais de 150 capítulos diários, muitas vezes enrolando o público, ou um com 20 episódios que é objetivo e surpreendente… já temos a resposta da preferência, certo?

Com a facilidade de preço e popularidade cada vez mais aumentando, não é de se espantar que em breve a novela brasileira possa cair no ostracismo de vez. As emissoras já estão percebendo isso e estão começando a investir, cada vez mais, no formato enlatado de séries e temporadas, assim como em plataformas de streaming.

Essa tem sido a melhor a hora para ser um consumidor de entretenimento.

E você, ainda é apegado às novelas ou já migrou para o formato de séries de TV?

About Anderson Narciso

Anderson Narciso
Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.