Chicago P.D. está voltando! Novo escritor comenta mudanças e desafios da 5ª temporada

Imagem: NBC/Divulgação

Os fãs de Chicago P.D. já sabem que a Unidade de Inteligência vai parecer um pouco diferente quando o drama policial retornar para a quinta temporada no próximo mês. A Det. Erin Lindsay (Sophia Bush) terá deixado sua vaga para ir trabalhar no FBI em Nova York, assim como a Det. Hailey Upton (Tracy Spiridakos) estará ocupando seu lugar. Já o Det. Antonio Dawson (Jon Seda), volta para a Inteligência após um breve período no escritório do procurador do Estado – fazendo parte da trama de Chicago Justice, série que foi cancelada na temporada passada.

Mas há um novo nome por trás das câmeras, bem como como um novo showrunner: Rick Eid, que substituirá o co-criador da série e o showrunner de longa data, Matt Olmstead. Eid vem para P.D. depois de trabalhar em várias outras séries de Dick Wolf como Law & Order, Law & Order: Trial By Jury e, mais recentemente, Law & Order: SVU, na qual ele atuou como showrunner para a temporada 18.

Então qual será a sua primeira tarefa como novo escritor da série? Certificar-se de que a série reflita mais os problemas que o Departamento de Polícia de Chicago vem enfrentando atualmente na vida real: em 2016, houve 4.338 tiroteios e 754 homicídios relatados, os números mais altos em 20 anos, que muitos atribuíram ao Departamento de Polícia de Chicago.

“Há muita coisa acontecendo socialmente e politicamente em relação ao que está acontecendo com o departamento de polícia”, ele contou em entrevista ao The Hollywood Reporter. “Então nós realmente queríamos localizar a série nesse ambiente rico, complicado e racialmente carregado e socialmente carregado e politicamente carregado”.

Eid também falou com o THR sobre como isso aparecerá na tela, a nova dinâmica dentro da Unidade de Inteligência e os “problemas pessoais e emocionais” que o Det. Jay Halstead (Jesse Lee Soffer) enfrentará após a saída de sua parceira de longa data (e namorada), Erin.

Confira a entrevista:

Quando Dick se aproximou de você para escrever P.D., houve algum conselho ou instrução dada?

Na verdade não. Ele apenas disse, “Faça isso ótimo”. (Risos.) [Aquelas] eram as ordens. Estou tentando o meu melhor para fazer isso, mas não houve nada específico. Não havia “queremos que seja assim”, ou “Não queremos que seja assim”. Foi: “Entre, olhe para as séries, deixe-nos saber o que você contará na quinta temporada e nós partiremos daqui”. Da melhor forma possível, foi bem aberto.

O que você pode dizer sobre entrada para a quinta temporada? O que você espera fazer com a série este ano?

A grande coisa que estamos tentando fazer é realmente anexar a série para a Chicago de 2017, e fazer os episódios no sentir como se estivéssemos no meio dessa cidade complexa agora. Há muita coisa acontecendo socialmente, politicamente, certamente em relação ao que está acontecendo com o departamento de polícia, então nós realmente queríamos localizar o show nesse ambiente complicado.

Como isso será refletido na série? Ela irá explorar mais as manchetes da maneira como SVU faz?

Na estréia da temporada estaremos apresentando essa ideia de reforma. O chefe da polícia e o superintendente designaram um auditor independente para supervisionar o departamento de polícia e esse auditor independente será Mykelti Williamson [que interpretou o antigo parceiro do Voight, Denny Woods, na quarta temporada]. Então, estamos literalmente introduzindo uma figura autoritária que é encarregada de supervisionar o Departamento de Polícia de Chicago e certificando-se de que ele irá operar de forma apropriada e de acordo com as novas diretrizes e regulamentos.

Você falou sobre a ambiguidade moral da série, e Voight (Jason Beghe) veio a nossa mente. Como um personagem que tão freqüentemente infringe as regras reagirá com essa nova era de reforma no departamento?

Como policial, ele vai ter que reagir de uma maneira que lhe permite fazer seu trabalho e proteger a cidade e fazer o que seu objetivo sempre foi: proteger a cidade e pegar o bandido. Ele só terá que fazer isso de uma maneira diferente. Você vai ter que vê-lo possivelmente ser um pouco mais cerebral ou descobrir uma nova maneira de passar de A para B. Eu não acho que sua bússola moral mudou ou seu código de ética mudou necessariamente. Ele é esperto e ele lidará com o que está na frente dele, e o que está à sua frente neste momento é essa ideia de reforma policial. Como uma criatura inteligente e instintiva, ele vai se adaptar e descobrir como fazer seu trabalho da melhor maneira possível no novo ambiente. É apenas um novo obstáculo para ele.

Imagem: NBC/Divulgação

Olhando amplamente para os personagens nesta temporada, o que você diria é o tema da temporada cinco? O que vamos ver dentro da equipe este ano?

Penso que o tema da temporada provavelmente será a ideia da reforma. Mas em termos do que veremos semana a semana e para a temporada como um todo, os personagens são imersos em casos complicados com muitos dilemas morais e éticos ao longo do caminho em termos de resolução de casos. Penso, novamente, se possível, estaremos tentando dramatizar o que está acontecendo na cidade e o que está acontecendo com o novo Departamento de Polícia de Chicago. É um momento interessante para ser policial, especialmente em Chicago, mas acho que também em todo o país. Há telefones por todo o lado, há câmeras por todo o lado, então acho que é um momento realmente complicado para ser um policial.

Falando sobre o conjunto, houve algumas mudanças que ocorreram durante o verão, e a primeira foi a saída de Sophia Bush. Você esteva envolvido nessas discussões sobre sua saída?

Eu não estive envolvido.

Houve uma conversa sobre ela voltar esta temporada ou se ela fará uma participação? 

Provavelmente é muito cedo para pensar isso. Não há nada específico na mesa agora, então eu realmente não tenho o que comentar sobre isso agora.

Imagem: NBC/Divulgação

Você diria que a porta está aberta, se ela quisesse voltar em algum momento?

Há muitas pessoas envolvidas nessas decisões acima da minha nota de pagamento, provavelmente uma questão para Dick e NBC. No final do dia, ela era uma grande personagem e uma grande atriz, então acho que são coisas – na medida em que elas acontecem – em que há muitas pessoas envolvidas nessa decisão.

Como isso afeta o resto da Unidade de Inteligência? Especialmente com Voight e Halstead, de quem ela era mais próxima?

Eu acho que eles provavelmente vão lidar com isso de maneiras diferentes, porque eles são personagens diferentes, mas acho que sua ausência é definitivamente algo que eles vão sentir. E veremos isso em momentos diferentes. Definitivamente é abordado na estréia da temporada e de tempos em tempos, nós a sentiremos, sempre que seja certo para os personagens. Às vezes você pode nem estar falando sobre isso, mas você pode pensar que é o que está acontecendo, por exemplo, com Halstead. Sua perda o afetará de forma significativa.

Para onde ele estará indo nesta temporada? Não só eles estavam envolvidos romanticamente, mas ela era sua parceira de longa data…

Ele é um personagem realmente interessante. Ele tenta, dificilmente, fazer a coisa certa o tempo todo o que o faz um grande personagem, especialmente em um trabalho tão desafiador. Acho que a perda de Lindsay… na estréia da temporada, ele estará envolvido em uma situação que o afeta, então a combinação dessas coisas o afasta do equilíbrio. É só ver um cara tentando lidar com alguns problemas emocionais e pessoais da melhor maneira possível, tentando lidar com ele mesmo, tentando permanecer forte na sequência da adversidade. Veremos como isso se desenrola para ele.

Ele agora será parceiro de Hailey Upton na série. Como você descreveria sua dinâmica como parceiros?

Ainda estamos escrevendo e observando, vendo evoluir. Espero que seja uma ótima parceria. Eles cuidam um do outro, é uma dinâmica real que começa a ocorrer. À medida que a temporada avançar, acho que Halstead estará fazendo as coisas de uma maneira que é um pouco diferente do que costumava fazer, e Hailey estará lá para ajudá-lo e marcar esse novo comportamento. Em última análise, eles estarão lá para dar um cobertura um para o outro.

Haverá novos interesses romanticos para ele nesta temporada?

Em última análise, haverá algumas histórias românticas em jogo entre todos os personagens. Eu acho que no início da temporada, ele ainda está lutando com o que aconteceu com Lindsay e ele provavelmente não é um ótimo material para que se explore um romance no início da temporada. Talvez com o passar do tempo na temporada, talvez ele se torne mais um interesse romântico viável para alguém.

Imagem: Matt Dinerstein/NBC

O personagem de Jon Seda (Antonio) está voltando para a equipe depois de se mudar para o Ministério Público do Estado, então o que o traz de volta? Como isso muda a dinâmica da Inteligência?

Ele volta na estréia da temporada. No caso em que estamos envolvidos, há uma necessidade de alguém como Antonio, em particular, um personagem que é desconhecido do elemento criminoso que estamos buscando, então Voight se aproxima de Antonio e ele se envolve no caso e, finalmente, Voight oferece o trabalho e ele decide ficar. Quando estamos falando entre os escritores, há uma guerra acontecendo por aí e ele quer fazer parte disso. Eu acho que ele sentiu que ele poderia estar um pouco mais à margem do escritório do Procurador do Estado e ele quer estar no meio do fogo. Então é por isso que ele volta.

Nós conhecemos brevemente Hailey Upton no final da temporada passada, mas o que você acha que ela vai trazer para a Unidade nesta temporada agora que ela estará trabalhando lá em tempo inteiro?

Ela é inteligente, ela é muito destemida, ela tem uma abordagem e ponto de vista ligeiramente diferente de alguns dos outros personagens. Ela é muito pragmática, ela é uma combinação de inteligência das ruas e inteligente dos livros, e ela será adorada por isso. E então, ela é um personagem interessante que estamos ansiosos para explorar semana a semana. Em vez de apenas anunciar que estes são todos seus atributos, acho que os veremos episódio por episódio.

Dado o seu tempo em SVU na última temporada, tem havido alguma conversa sobre um crossover importante entre SVU e o P.D.? Essas duas séries cruzaram várias vezes no passado.

Ainda não houve conversa, mas isso não significa que não haverá conversas sobre. Mais uma vez, essa é uma das coisas em que muitas pessoas se envolvem, mas acho que ficaria ansioso para fazê-lo e veremos o que acontece.

E então, animados com a nova temporada? A quinta temporada de Chicago P.D. estreia nos Estados Unidos no dia 27 de setembro.

 

Comments

comments

About Anderson Narciso

Anderson Narciso
Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.