Crítica: Bob Lee começa a trilhar “os pecados do pai” no 3×03 de Shooter

Imagem: Divulgação/USA

“Você não precisa de uma arma para ter a vida de alguém nas mãos.” – Swagger, Bob Lee

Essa semana aprendemos que Red Bama Jr. e Sr. têm técnicas de negociação muito diferentes. Rick Culp descobriu isso mais rápido do que a gente. E é isso que determina o quão perigoso fica para o Swagger desvendar o passado do seu pai. Já descobriu que ele foi morto por um sniper e, finalmente, consegue fazer a ligação preciosa de que ele fez parte da fundação da Atlas. Aliás, pela primeira vez, as cenas do passado foram melhores do que o presente. Se tivéssemos ficado só no Earl teríamos tido um excelente capítulo.

Vimos que o Swagger pai, antes de ser o xerife em uma faceta que já conhecemos, teve todo um treinamento diferenciado no exército. E por suas aptidões de liderança foi convidado a fazer parte de um projeto… sendo este um rascunho do que viria a se tornar a Atlas. Gosto muito deste ponto, pois prova que ele é inocente em todo momento até aqui. Se ele sabia de algo a mais, só saberemos quando mais um quadro desta história for aberto.

Carlita Cruise se mostrou uma tremenda de uma traíra. E ainda assim conseguiu dar uma preciosa contribuição.

Nadine e Isaac encontraram com a ex-agente da Atlas. Garanto que foi um dos melhores momentos do episódio. Atrás dos “faxineiros”, eles entram em uma bela de uma emboscada, em um truque simples, mas que eu não previa. Usados como isca, os parceiros de crime se veem obrigados a partir dos resquícios deixados pela Carlita. E ainda assim, sombras do senador estão sobre eles.

Imagem: Divulgação/Canal USA

A busca por respostas deve revelar muitos outros esquemas sujos. E, conforme eu previ na review anterior, os caminhos do Bob Lee, Nadine e Isaac finalmente chegaram em ponto de colisão. Não sei vocês, mas é bom rever momentos de parceria da primeira temporada voltarem em tela.

Harris Downey tem uma primeira morte para a conta. E a coisa aponta para muitas outras no caminho.

Swagger e Harris formaram uma dupla muito improvável. Aliás, se pensarmos bem, o Bob Lee nunca teve momentos “leves” em tela. O Harris veio e pá, está aqui um sniper capaz de tirar cenas pequenas de um humor barato, mas que sempre são necessárias em qualquer seriado. E nisso vemos um pobre rapaz acuado se vendo obrigado a usar uma arma pela primeira vez. Excelente construção de personagem e eles estarem juntos nessa foi uma ideia ótima para ver se a tensão em volta do Bob Lee pode ser dividida com os demais.

Que tiro foi esse: Harris Downey está construindo sua presença de forma tímida, mas muito eficiente. Está evidente de que Isaac não funciona bem com Nadine e o Bob Lee. Bom ter um rosto novo!
Que tiro foi esse que tá um arraso: Carlita Cruise trouxe um toque de Patrícia Gregson para a série, que se for mais longe, fará um grande show em tela para assistirmos! 😉

Sins of the Father

Nota do Episódio - 8

8

Review do terceiro episódio da terceira temporada de Shooter, série original Netflix, via canal USA, intitulado "Sins of the Father".

User Rating: Be the first one !

About Wellington Torres

Oi, eu sou o Well. Jornalista, amante de séries, animes e totalmente ligado na cultura geek. Responsável pelas reviews de 3% (Netflix), House of Cards (Netflix), Marvel's Iron Fist (Netflix), Shooter (Canal USA), Timeless (NBC), Once Upon a Time (ABC) e Westworld (HBO).