E daí se Meredith quiser sair com uma mulher… Há mesmo problema?

Imagem: ABC/Divulgação

O Mix de Séries trouxe ao Brasil, com exclusividade, a informação de que a equipe de Grey’s Anatomy havia desistido de encontrar um ator para ser o novo amor de Meredith, e passou a buscar uma mulher no lugar. E foi só o colunista que deu a informação, Michael Ausiello, levantar a hipótese de um relacionamento gay para a protagonista de Grey’s, para o público começar a criticar.

OK, entendo a surpresa. Mas há mesmo necessidade de dizer que não há “coerência” nessa hipótese?

Vamos lá… Sabiam que existem pessoas com 30, 40, e por aí vai, que se permitem a ter experiências com pessoas do mesmo sexo? E que, estatisticamente, as mulheres são mais pendentes a este tipo de prática? Logo… e se depois de perder um marido, perder o quase o namorado, e passar anos no limbo, Meredith resolva ter uma experiência? Pois é, o bissexual ele não se apaixona por um sexo, ele se apaixona por uma pessoa. Nada impede de Meredith conhecer uma mulher, ficar tão envolvida com ela, e acabar se apaixonando. Acredite, acontece.

E já que Grey’s Anatomy se incube de refletir a vida real, sem se preocupar em dar finais felizes para suas histórias, esta seria apenas mais uma forma de mostrar que coisas assim acontecem.

Então, largue esse mínimo de preconceito que fala mais alto, que te faz incomodar, que te faz achar estranho, incoerente, ou “nada haver com a história da Meredith”, e tente abrir sua mente. Coisas assim são possíveis sim.

Porém, vou admitir: eu não acho que essa história vá acontecer, e o colunista acabou apostando em uma possibilidade não muito certa. E sabe, não acho que Meredith vá se envolver com uma mulher porque ela é 100% heterossexual, ou porque é incoerente ser bissexual. Eu acho que isto não acontecerá simplesmente pelo fato de que a personagem chegou a um ponto da vida que ela possui uma carreira, filhos, amigos, e se sente preenchida por quem é.

Ela já teve um grande amor na vida, ela vivenciou o que é perdê-lo para sempre. Meredith está focada no trabalho, em salvar vidas, e ela se deu conta de que é realmente o Sol. Ela não precisa de ninguém para iluminá-la, porque sozinha ela dá conta do recado.

Mas é aquilo… ninguém, afinal de contas, é feliz sozinho. E por mais que os produtores defendam essa ideia de que Mer é feliz por si só, uma hora, ou outra, ela vai acabar precisando de alguém – nem que seja alguém em um bar, que tire sua solidão por uma noite, a leve para casa, e tenham uma grande noite de amor. Já foi o Derek uma vez… Qual o problema de um dia ser uma mulher?

Honestamente… Nenhum!

Que Meredith seja feliz da forma que ela desejar ser. E vamos combinar: julgamentos como este do tipo, “é muito incoerente”, são o que fazem pessoas e mais pessoas na vida real sofrerem por sua opção sexual. Então que tal desejar apenas que o próximo seja feliz, da forma que lhe convir, sem machucar o outro.

O mundo, decididamente, se tornaria melhor!

About Anderson Narciso

Anderson Narciso
Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.