Favorita ao Emmy, Marvelous Mrs. Maisel é uma das séries do momento

Imagem: Divulgação/Amazon

Série da Amazon é uma das favoritas para a premiação…

Marvelous Mrs. Maisel é uma das grandes séries de 2017. Produzida pela Amazon, estreou no fim do ano passado e de lá pra caiu nas graças do povo. E das premiações também.

Contando a história de uma mulher divorciada, que entra no mundo da comédia stand up, Mrs. Maisel foi agraciada com o Globo de Ouro de Melhor Comédia e com o Television Critcs Association Awards. A jornada de prêmios, percorrida por sua primeira temporada, termina na próxima segunda (17), quando ela disputador o Emmy de Melhor Comédia do ano. Sem dúvidas, é uma das favoritas.

Vindo da mente de Amy Sherman-Palladino, a criadora de Gilmore Girls, a série da Amazon vem nadando contra uma maré repetitiva na TV, trazendo um vigor que há muito tempo não se via – até mesmo, se compararmos com produções de outros streaming.

Continua após a publicidade

A trama é bem simples, aos olhos do público: um casal perfeito se separa, após alguns anos de casados, devido a traição do marido. A mulher, que passa a viver sob os cuidados da família, vê na comédia stand up um refúgio para seus problemas. Mas é nela também que encontra um incentivo para vencer dificuldades particulares, além de uma sociedade machista que achava que o lugar da mulher era dentro de casa.

A heroína que precisávamos

Situada na década de 1950, a senhorita Maisel que dá título a série pode ser uma personagem fictícia, mas a gente sente que estamos assistindo uma história real. Isso porque, eu diria, Miriam Maisel é a heroína que precisamos, vindo diretamente do século passado.

Interpretada pela maravilhosa Rachel Brosnahan, a protagonista da série foge de qualquer padrão. Ela é uma dama da alta sociedade, que não abre mão de algumas regalias, mas ao mesmo tempo vislumbra que a mulher poderia alcançar muito mais do que conquistara na década de 1950.

Resultado de imagem para mrs maisel
Imagem: Amazon/Divulgação

Ao assistirmos o primeiro episódio, já percebemos a qualidade da série, com um roteiro afiado, completo e divertido. Mrs. Maisel passa uma confiança que era difícil enxergar na mulher dos anos 1950, e às vezes até mesmo na mulher dos dias de hoje. Por isso que, muitas delas, se identificam ou compram suas vontades. É como se a vitória da senhorita Maisel representasse todas as barreiras que as mulheres querem vencer um dia.

A questão da comédia stand up também faz alusão a voz. Isso porque, as mulheres precisavam de voz naquela época, fazendo o texto deixar as questões femininas bem claras. Acontece que a trama mostra que a Srta. Maisel estava feliz em fazer o marido feliz, mas quando ela vê que na verdade ele estava insatisfeito com a vida, ela trata de buscar um meio que consiga ela própria se fazer feliz.

Coadjuvantes que roubam a cena

Algo que também contribui para que Mrs. Maisel funcione são seus coadjuvantes. E eles sim, conseguem roubar a cena. Mas não da protagonista em si, mas sim de momentos exatos que eles precisam brilhar com tramas importantes para a engrenagem girar.

Um exemplo brilhante é a agente da senhorita Maisel, Susie Myerson, interpretada brilhantemente por Alex Borstein. Ela é um equilíbrio para o lado “sóbrio” da protagonista, agindo como se fosse aquele capetinha no ombro dela. Mas ao invés de conduzi-la para o mal caminho, Susie conduz Maisel para o caminho do estrelato.

Além dela, os pais da senhorita Maisel são um charme a parte. O patriarca interpretado por Tony Shalhoub é aquele personagem canastrão, o qual a gente compra partido. E mesmo sendo “quadrado” em alguns quesitos, ele sabe que não pode impedir a filha de crescer, e no fundo ele só quer vê-la feliz. O mesmo de sua mãe, que apesar de “frear” as situações cômicas em algum momento, é maravilhosa.

Até mesmo o marido de Miriam, Joel, insonso em determinados momentos, é parte decisiva para que a história de Maisel caminhe.

História bem contada

Claro que apenas uma boa ideia não faz uma boa série. Todo o texto, fruto da mente de Amy Sherman-Palladino, é maravilhoso. As características que amávamos em Gilmore Girls, como o destaque feminino ou as falas rápidas que dava um nó em nossas cabeças, estão todos aqui. A diferença é que há um charme em fazer uma produção da década de 1950, que enaltece a luta diária da mulher desde aquela época, e que nos dias de hoje é visto com bons olhos.

Todas essas características trouxeram para Marvelous Mrs. Maisel o status de “série importante”, quando na verdade os produtores só queriam mesmo era contar uma história. Sem enrolação ou histórias bobas, a série vai direto ao ponto, e isso é uma das melhores coisas para uma série de TV nos dias de hoje.

Com oito episódios, e disponível no Brasil no catálogo da Amazon, Mrs. Maisel é aquela série que deve – obrigatoriamente – ser maratonada por todo fã de boas produções.

OS INDICADOS E AS INDICAÇÕES

Melhor Série de Comédia

Não é pra menos que, com apenas oito episódios, a série tenha abocanhado a indicação ao Emmy de Melhor Comédia. Seguindo o rastro do Globo de Ouro e do Television Critics (ambos ganhos), o Emmy é mais um alvo de Mrs. Maisel, tendo ela grandes chances de ganhar.

Melhor Atriz em Série de Comédia

A protagonista interpretada por Rachel Brosnahan é apaixonante, e concedeu a atriz sua primeira grande indicação. É uma das favoritas na categoria, principalmente pelo seu jeito despojado que emprestou para a personagem. Além disso, ela interpreta uma mulher forte e destemida, tudo o que é preciso incentivar nas mulheres de hoje em dia.

Continua após a publicidade

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia

Alex Borestein é o braço direito de Rachel Brosnahan na série, e tão fundamental pra história quanto a senhoria Maisel. Associada ao carisma da atriz, a intérprete da agente Susie Myerson é um dos grandes acertos da série, trunfo que os Palladino trouxeram de Gilmore Girls.

Resultado de imagem para mrs maisel susie
Susie e Midge em Marvelous Mrs. Maisel. Imagem: Divulgação/Amazon

Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia

O pai da senhorita Maisel, Abe, é sem dúvidas um dos melhores personagens de Mrs. Maisel. Com seus comentários sarcásticos, ele deixa o ar mais leve – quando na verdade precisava deixar rigoroso. E, talvez, seja por isso que criamos empatia com o personagem de Tony Shalhoub. Merecida indicação.

Fique ligado no Emmy, na segunda dia 17/09, e torça por Marvelous Mrs. Maisel.

Leia também: The Crown é a série indicada ao Emmy que todos precisam assistir

About Anderson Narciso

Anderson Narciso
Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.