Netflix ganha 7 milhões de novos assinantes no 3ª trimestre de 2018

To All the Boys I've Loved Before-2
Imagem: Netflix/Divulgação

Alguém disse sucesso?

Depois de um resultado mediano no último trimestre, a Netflix impressionou nesta semana ao anunciar seus resultados do 3º trimestre de 2018. As informações são do Deadline, CNBC e Nasdaq.

A empresa anunciou que adicionou sete milhões de novos assinantes, indo (bem) além das projeções de cinco milhões de novas adicões. Destes, 1.09 milhão foram nos Estados Unidos e 5.87 milhões internacionalmente. Ao todo a companhia conta com 137 milhões de assinantes, superando a população do México (130 milhões de habitantes).

O lucro por ação também superou expectativas, uma vez que o mercado esperava 68 centavos por ação enquanto a Netflix fez 89 centavos por ação. Com isso a receita subiu impressionantes 36% para quatro bilhões de dólares, números que o mercado já esperava. Embora as ações da empresa estarem em baixa durante o dia, elas subiram após a divulgação dos resultados.

Para explicar todo esse crescimento, o presidente da empresa, Reed Hastings, ressaltou alguns pontos para a imprensa. Além de reforçar a variedade do seu catálogo, o executivo destacou que as novas animações adultas, como Disenchantment Paradise PD, assim como as continuações de Big Mouth, Bojack Horseman e F is for Family.

Outro destaque surpreendente foram as comédias românticas lançadas recentemente, principalmente To All the Boys I’ve Loved Before. “Mais de 80 milhões de contas assistiram uma ou mais de uma vez aos filmes lançados na Summer Season ao redor do mundo e nós já estamos produzndo outros,” disse Hastings.

A expecativa para o último trimestre de 2018 é ainda maior. Nos próximos meses acontecem os lançamentos comerciais, após passagens bem sucedidas em festivais, de filmes em conteção aos prêmios. Dentre eles destaca-se Roma, do vencedor do Oscar Alfonso Cuarón.

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.