That 70’s Show: Uma década inesquecível

Imagem: IFC/Divulgação

Comédias familiares são sempre excelentes pedidas na TV e muitas delas são sucessos na certa. Já falamos de muitas delas aqui no Memórias em Série, mas essa em específico vale e muito a pena ser relembrada, justamente por não ser outra produção qualquer do gênero.

That 70’s Show foi exibida pela FOX no período de 1998 e 2006, com um total de oito temporadas e 200 episódios. Com toda essa bagagem, a atração se tornou a quarta mais vista sitcom original do canal, ficando atrás apenas de Os Simpsons, King Of Hill e Married With Children. Aqui no Brasil ela teve transmissão nos canais Sony e Play TV.

A comédia gira em torno de um grupo de adolescentes, sendo eles Eric, Donna, Kelso, Jackie, Hyde e Fez. Todos estão na faixa dos seus 17 anos, em meados da década de 70, que pegavam para se reunir no porão da casa de Eric e passar o tempo – e muitas das vezes acabavam fumando maconha. Política, feminismo, economia, além da tríade sexo, drogas e rock n’ roll eram os principais temas abordados, sempre com muito bom humor.

A história se passava na fictícia Point Place, subúrbio de Green Bay, de Wisconsin, tendo a casa dos Forman como principal cenário. Falando neles, sua estrutura era formada por Red, um autoritário e nada convencional chefe de família, que não gostava dos amigos do filho e não via a hora de vê-lo morando fora de casa. Sua esposa, a dócil porém insana Kitty, que sempre mimou Laurie e, principalmente, Eric, além de ser dona de uma risada inesquecível. E não podemos esquecer da filha mais velha do casal, que sempre fazia de tudo para prejudicar o irmão.

Imagem: IFC/Divulgação

Eric era o cabeça do grupo, com seu jeito esperto e engraçado de ser, apaixonado por Donna, com quem viveu no decorrer da série um relacionamento cheio de idas e vindas. A ruiva era bem diferente das demais garotas da sua época, sendo extremamente feminista e fanática assumida por Led Zeppelin. Não ligava para os padrões de beleza impostos pela sociedade, apesar de ter uma beleza única. Já Kelso era o bonitão da turma, porém ao mesmo tempo o mais babaca. O rapaz vivia uma relação de altos e baixos com Jackie, uma jovem rica, mimada e extremamente arrogante, que aos poucos vai se aproximando dos demais. Hyde, ou Steve, é o mais rebelde do sexteto, e é amigo de infância de Eric e Donna, chegando a disputar o amor da moça diversas vezes. Ele com certeza é um dos personagens mais simbólicos, com seu jeito durão de ser, gerando uma afinidade imensa com Red. Por último temos Fez, um aluno estrangeiro que chegou nos Estados Unidos para fazer intercâmbio.

Com o passar do tempo algumas mudanças na história foram inseridas: Pr exemplo, na primeira temporada, Red havia perdido seu emprego por conta de uma crise econômica e isso acabou deixado para segundo plano no ano seguinte, para dar uma leveza no enredo. Outra alteração de rumo, e que veio a agradar o público, foi a formação de um inusitado casal que acabou dando certo. Cansado de disputar Donna com o melhor amigo, Hyde foi se aproximando aos poucos de Jackie, e no começo da quinta temporada a dupla então assumiu de uma vez por todas o romance entre eles, tornando-se então um dos maiores casais da TV americana. O relacionamento porém durou até a season finale do sétimo ano da série, quando a garota acaba tendo uma recaída com Kelso.

A partir da quinta temporada um fato curioso começou a acontecer. Todos os episódios até o series finale – que em maio desse ano completou dez anos -, tinham nomes de grandes clássicos de bandas do rock. As escolhidas acabaram sendo Led Zeppelin, The Who, Rolling Stones e Queen.

That 70’s Show foi responsável pela ascensão de seu elenco juvenil, principalmente de Ashton Kutcher, Topher Grace, Mila Kunis e Laura Prepon. Os dois primeiros acabaram fazendo um sucesso tão grande no cinema na época em que gravavam a série, que deixaram o elenco na temporada final. O intérprete de Eric, inclusive, teve como um dos principais motivos sua participação no filme Homem Aranha 3, em que as gravações do longa acabaram conflitando com a comédia.

 

Imagem: IFC/Divulgação

Mesmo com a dupla voltando no series finale, a história sofreu algumas mudanças em seu oitavo ano. Uma delas foi a entrada de Randy, um rapaz que era uma mistura entre Kelso e Eric, tornando-se o então interesse amoroso de Donna, que no final terminou ao lado de seu eterno namorado. Outra surpresa foi o relacionamento entre Jackie e Fez nascendo, dividindo as opiniões dos fãs.

A série terminou com a noite de reveillon em 1979, com seu desfecho justamente nos instantes finais da década de 70. Está aí uma série que conquistou uma geração e que faz muita falta. Mas se você ficou curioso de acompanhá-la ou se já assistiu e quer rever, a Netflix tem ela completa em seu catálogo, fica a dica!

About Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira
Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!