The Voice US – 14×12/13 – Knockout Rounds

Imagem: Trae Patton/NBC/Divulgação

Chegou o momento dos últimos duelos antes dos shows ao vivo, a fase de Knockout Rounds. Nessa temporada, a etapa vem com novidades, assim como as anteriores. Além de um steal, cada coach também tem agora direito ao save. A ferramenta consiste da seguinte forma: quando alguém é escolhido, e o jurado gostou de ambas as performances e não quer que o participante saia, eles podem manter a pessoa mais uma vez no time.

Para essa fase, os vencedores de outras temporadas serão mentores dos times. São eles: Jordan Smith (9ª temporada – team Adam), Chris Blue (12ª temporada – team Alicia), Chloe Kohanski (13ª temporada – team Blake) e Cassadee Pope (3ª temporada – team Kelly).

 

TEAM ADAM (Bernardo)

 

Jackie Foster – “Bring Me to Life” x Mia Boostrom – “Wade in the Water”

Novamente eu tenho que ressaltar o quão sensacional foi as escolhas das músicas, Adam não está desapontado mesmo nessa temporada. Dito isso, vamos às apresentações. Jackie foi bem. Desafiou a si mesma aceitando a tarefa de cantar um rock, o que é difícil para qualquer um que não tenha familiaridade com o gênero.

O mesmo posso dizer de Mia, que mesmo não inovando em nada no arranjo da música original, ela conseguiu fazer jus à obra. É verdade que a sua performance me lembrou o que acontece no barzinho após umas duas caipirinhas, mas no momento o que importa é cantar.

Confesso que vi a escolha do Adam com surpresa, uma vez que Jackie foi bem superior ao que Mia apresentou. Mesmo tomando a decisão errada, fico feliz que Jackie tenha sido “pega” pela Alicia.

VENCEDORA: Mia Boostrom

STEAL: Team Alicia

 

Drew Cole – “Slow Hands” x Jackie Verna – “American Honey”

Jackie foi muito ruim nas audições. Na verdade, até o início dessa apresentação eu eu me vi questionando o porquê ela vem sobrevivendo no time do Adam. Nessa Knockout, nós tivemos a resposta do porquê ela continua indo em frente. Ela finalmente se esforçou um pouquinho mais, disse a que veio e foi merecidamente reconhecida como a vencedora. Quanto a Drew, ele foi ótimo, mas basicamente repetiu o que bem fazendo até aqui. Entendo ele sendo “salvo”, mas se for para continuar com o café com leite, seria bem mais interessante. Daqui pra frente, só cappuccino.

VENCEDORA: Jackie Verna

SAVE: Drew Cole

 

 

TEAM ALICIA (Luke)

 

Johnny Bliss – “Alive” x Miya Bass – “Castle on the Hill”

Gente, mais uma vez me escolhem essa baita e difícil música da Sia? Confesso pra vocês que no início da apresentação eu não estava conseguindo curtir, mas lá pela metade o Johnny voltou a me surpreendeu quando alcançou algumas notas bem pesadas, e até rolou uma parte em espanhol. No final das contas acabei gostando bastante da performance. Quanto a Miya, essa é uma das minhas músicas favoritas do Divide, principalmente por causa da letra e tals, mas pra mim a performance não rolou muito. Gosto bastante dela, mas não achei que foi uma boa combinação. Por esse motivo concordo totalmente com a escolha da Alicia, porque nessa rodada com certeza o Johnny saiu na frente.

VENCEDOR: JOHNNY BLISS

 

Christiana Danielle – “Elastic Heart” x Terrence Cunnigham – “Tell Me Something Good”

Gente, que knockout foi essa? Ainda arrepiado aqui! Primeiro, Christiana mexeu comigo de um tanto. Que apresentação maravilhosa e emocionante! Essa música já é uma coisa de maluco e a maneira que ela cantou, o toque original que colocou e toda aquela voz, caramba, foi lindo demais! Aí veio o Terrence com toda essa potencial vocal, que deixa todo mundo de cara com o tanto que canta. Pra variar ele entregou um tiro de performance e deixou mais do que claro que merece permanecer na competição por muito tempo. Eu particularmente teria escolhido Christiana como vencedora, porque a performance realmente mexeu comigo, mas Terrence também mereceu e obviamente iria rolar steal, e o tal save que garantiu pra ela a chance de continuar no #TeamAlicia! Alicia pra mim segue tranquilamente com o melhor time da temporada.

VENCEDOR: TERRENCE CUNNIGHAM

SAVE: CHRISTIANNA DANIELLE

 

 

TEAM Blake (Renata)

 

Jaclyn Lovey – “Put Your Records On” x Kyla Jade – “You Don’t Own Me”

 

Ai Senhor, amo essa música! Mas não sou muito fã da Jaclyn, o que não tira a beleza da apresentação que a moça fez. Voz doce, suave, apresentação linda e envolvente, digna de ver a gente se derretendo toda. Acho a moça muito genérica, sem uma presença que realmente importe. Ok, ela está ali, se não estiver também não faz diferença. Agora bebê, vem cá e chama na intensidade, porque Kyla me destruiu todinha. Merecidíssima a vitória, pisou com bondade, eu amei. Só tenho isso a dizer, pois senti o poder aqui.

VENCEDORA: Kyla Jade

 

Austin Giorgio – “Almost Like Being in Love” x Spensha Baker – “Broken Halos”

Ai gentissssss! Até achei a apresentação de Austin bem divertida e boa de assistir, mas tenho preguiça real dele. Não vejo de que forma ele pode avançar na competição, sério. Não creio que ele se daria bem cantando outras coisas, posso estar errada, claro! Mas versatilidade às vezes em casos assim não cai tão bem. Já Spensha, meu amigo, acho uma lindeza só. Entregue e sincera, com chances bem maiores que Austin. A suavidade que ela transmite me deixa fascinada. Claro, não vamos deixar de dizer que ela estava muito nervosa e tremeu em alguns momentos. Mas nada que ela não possa melhorar da próxima. Apoio Blake na decisão 100%.

VENCEDORA: Spensha Baker

SAVE: Austin Giorgio

 

Jaron Strom – “Grenade” x Pryor Baid – “Will It Go Round In Circles”

Quero aqui, deixar registrada minha indignação por Jaron estar nos nocautes. Minha nossa senhora das rouquidões feat imitações do Bieber. Eu detestei tudo. Sem graça, sem força, sem voz, sem presença e potência. Lindo, você não tinha nem que tá aqui! Pryor nos entregou o que já vimos nas blinds, não foi lá nada para se empolgar, mas até eu cantando seria melhor que Jaron. Vitória que já estava na cara. Vamos seguindo né? Blake tem que urgente se reerguer, porque esse time tem cara de que não vai longe.

VENCEDOR: Pryor Baid

 

TEAM Kelly (Edu)

 

Justin Kilgore – “Shameless” x  Kaleb Lee – “Free”

Ai que esse confronto me deixou bem dividido. Justin fez uma apresentação meio zona de conforto, mas mesmo assim eu curti bastante. O rapaz é um dos meus favoritos dessa temporada, e é claro que assisti a sua performance com uma atenção a mais. Entretanto Kaleb surpreendeu, soube vir com um número que me prendeu mais. No final das contas, com muita dor no coração, rainha Kelly foi sensata ao escolher Kaleb. Eu esperava, de coração, que alguém usasse seu steal em Justin, e me decepcionei de vê-lo partir. Espero e muito que haja wildcard nos Playoffs, e que o rapaz seja o escolhido por Kelly em voltar na disputa.

 

Brynn Cartelli – “Here Comes Goodbye” x Jamella – “Girl Crush”

Gente, esse foi o KO mais fácil até agora. Brynn é uma maravilhosa, e não digo isso só pelo fato dela ser uma das minhas favoritas. Ela tem uma voz que encanta, e veio com uma música tão linda. Jamella é tão esquecível, que sua batalha nem foi exibida na íntegra. Apesar dela ter vindo com uma canção gostosa, sua apresentação foi chata e desnecessária. Kelly mais uma vez não decepcionou, e optou por Brynn, obviamente. Agora Jamella? Nem lembro mais. Tchau, querida!

 

O que acharam dos duelos? Foram justas as escolhas de nossos coaches?

About Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira
Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!