80 anos de Batman: relembre as passagens do morcego na TV

80 anos do Morcegão

Em 2019, o herói de Gotham CIty Batman completa 80 anos. E durante todos esses anos, o herói passou por diversas fases e grandes sucessos com o público. Muitos desses sucessos, inclusive, vieram da televisão. As famosas “batmanias”, momentos de grande sucesso do morcego, começaram na TV, nos anos 60, onde o herói se tornaria para sempre pop.

Continua após a publicidade

Passando por vários estilos, atores, cenários e conflitos, uma coisa sempre se manteve igual: o interesse do público em ver o homem morcego em ação. Algo em seu estilo detetivesco, inspirado no britânico Sherlock Holmes, misturado com seu vasto conhecimento das artes marciais fazem com que o personagem se torne um camaleão narrativo. Funciona nos quadrinhos, no cinema e, em grande parte, na TV.

Para celebrar os 80 anos do Batman, relembramos as principais passagens do herói da TV, que acompanhou – e acompanha – as mais diversas gerações.

Batmania dos anos 60: Adam West é o Batman

É de conhecimento geral que o Batman é um personagem sombrio. Nascido de um trauma com a morte dos pais, o herói por diversas vezes leva a história a um tom mais pesado, adulto e até violento. Em um cenário em que muitos pais passaram a ver nas histórias em quadrinhos o inimigo número um da educação dos seus filhos, nascia Batman – a série de TV.

O mundo era dividido e o povo se via no meio de uma guerra fria. Na tentativa de popularizar os heróis como algo leve e divertido, surgiu o que hoje em dia é visto com nariz torto por muitos nerds, mas que tem uma importância imensurável para o futuro do herói. A série Batman mostrava o herói, interpretado por Adam West, e seu inseparável parceiro, Robin, vivido por Burt Ward nas mais diversas aventuras. Era Batman surfista, dançarino e passeando pela feira. Até um bat-repelente chegou a ser usado contra um ataque de tubarão. Tudo que hoje possa parecer impossível de imaginar o homem morcego fazendo, era tido como normal na inusitada série.

Imagem: FOX/Divulgação.

Ainda contando com o Coringa de bigode maquiado de Cesar Romero, a série foi um sucesso absoluto e até hoje faz parte do imaginário das crianças daquela época – inclusive no Brasil, onde a foi bastante assistida. Nela, o herói viu sua primeira histeria global. Batman havia ali se tornado algo maior que um personagem de quadrinhos e graças a série de TV o caminho estava aberto para o longo futuro do herói na cultura pop – o que se provaria verdade com o filme de 1989, Batman.

As animações do Batman

Sucesso de público, a figura do Batman seguiu um caminho diferente de um querido amigo seu, o Superman. O Homem Morcego, em sua forma tradicional, um homem adulto usando a armadura de morcego, nunca mais protagonizou uma série em live action depois do sucesso da série com Adam West. E passou anos em baixa. Mas foi na metade da década de 1980 que ele ressurgiu com tudo. Através da HQ O Cavaleiro das Trevas, de Frank Miller, e logo depois o filme Batman (1989) de Tim Burton, a popularidade do personagem foi reconquistada.

Graças a essa guinada, o personagem começou a ser visto como uma “galinha dos ovos de ouro”, e acabou se tornando protagonista de grandes animações, sob os mais diversos traços. Batman, assim, viria a ser um sucesso do mundo das animações.

Essas, que se tornaram hits dos horários infantis aqui no Brasil, variam entre muitos estilos diferentes. Logo após a nova “Batmania” ressurgida com o filme de Burton, seria lançado Batman: A série Animada, de 1992. O desenho era claramente inspirado no universo dos filmes de Tim Burton, e contava até com a trilha do filme. Nela, o Morcego recebeu as glórias do sucesso na televisão: quatro anos no ar e quatro Emmys conquistados. A série foi reconhecida por, entre outros motivos, a dublagem do ator Mark Hamill (Luke, de Stark Wars) que aqui interpretou o arqui-inimigo de Bruce Wayne, o Coringa. Além disso, foi na série que a personagem Arlequina foi criada – e hoje, amada pelos fãs.

Além disso, completo. Todavia, palavras. Entretanto, necessárias. Bem como, verdes. Todavia, brancas. Além disso, transição.

Imagem: DC Comics/Warner Bros.

Mas o homem morcego não parou por aí. Muito conhecida pelos brasileiros, uma versão famosa do Batman veio na série Liga da Justiça: Sem Limites, que é outra versão animada bem sucedida. A série, mesmo que não focada unicamente no herói, o dá um protagonismo merecido. Outra vez que o vimos na televisão, mesmo que um pouco diferente do normal, é em Batman do Futuro. Na série, vemos um Bruce Wayne velho treinando uma versão futurística do herói-morcego. Até hoje, Batman é um sucesso garantido nas animações, seja em série ou filmes.

O mundo é grande

Mesmo sendo o cabeça de todo o universo de heróis e vilões de Gotham City, Batman não está sozinho na fama. Ao longo dos anos, diversos projetos diferentes, envolvendo personagens secundários do universo do morcego ganharam vida na televisão. Nem sempre com participação direta do herói, seu nome e presença nunca foram esquecidos, sendo sempre um elemento a mais que mantem o telespectador envolvido na trama.

Já nos anos do século XXI, tivemos Birds of Prey, série focada no núcleo feminino das história do cavaleiro das trevas. O Morcego já aparecia na abertura, mesmo não sendo parte da trama principal (a série era protagonizada pela Oráculo, Caçadora e Canário Negro), sua presença era notável. Anos depois, Gotham estrearia nas telas da Fox. Na série, temos Bruce Wayne como um dos protagonistas, mas não da forma esperada: a trama acompanha a formação do jovem Bruce, ainda na adolescência, ao lado de seu mordomo e tutor, Alfred. A série durou cinco temporadas e fez grande sucesso entre os fãs, com direito a uma rápida aparição do Batman no último episódio.

Imagem: FOX/Dc Comics/Divulgação.

E o universo não parou de expandir: em 2018, o serviço de streaming da DC lançou Titãs. Na série, o grupo de jovens heróis foi adaptado para uma versão mais adulta. O grupo é liderado por Robin, talvez o personagem mais independente do Universo Batman, sendo o primeiro ajudante do morcego e logo depois se tornando o Asa Noturna. A trama atualmente está em sua segunda temporada, que já contou com a aparição de Bruce Wayne mais velho. Além disso, em 2019, o Epix lançou a série Pennyworth, produzida pela mesma equipe de Gotham. O drama visa abordar o passado do mordomo Alfred Pennyworth como espião, antes mesmo de sonhar em cuidar de um herói mascarado.

Ufa! Parece que os 80 anos do Batman não tem como ser deixado de lado. É uma extensa trajetória que merece ser reconhecida e mais do que isso – celebrada!

Talvez o segredo da longevidade e sucesso do universo do personagem seja justamente isso: os personagens. Uma boa história de crime, ação e investigação do Batman não depende tanto do personagem central. Seus ajudantes e vilões, carismáticos e infinitamente interessantes, fazem ótima companhia ao Sr.Wayne. O Cavaleiro das Trevas, o Homem Morcego. Batman segue sendo acima de tudo, um sucesso da cultura pop. Funcional em qualquer plataforma, o herói segue sendo um sucesso da TV – e queremos mais 80 anos de aparições na telinha.

Tags Batman
Guilherme Bezerra

Guilherme Bezerra

Pernambucano estudante de Jornalismo na Paraíba. 18 anos. Fã de séries antes mesmo de entender muita coisa que elas mostravam, aprendi inglês com How I Met Your Mother e a amar viagens no tempo com Doctor Who.

No comments

Add yours