American Crime – 1×11 – Episode Eleven [Season Finale]

Arquivo Pessoal/Izabella Viana

Imagem: Arquivo Pessoal/Izabella Viana

 

E pra quem não acreditou no potencial de American Crime, mesmo depois de acompanhar a primeira temporada inteira, se surpreendeu com essa season finale. E que season finale, meus amigos!

American Crime mostrou para que veio e nos trouxe um episódio espetacular em todos os sentidos. Com um roteiro redondinho, fechado e conciso, toda a história do assassinato de Matt Skokie e suas consequências se resolveram – da maneira mais trágica possível.

Continua após a publicidade

Acho que o maior destaque do episódio vai para Russ, que tentou de tudo para reatar com sua esposa e reconstruirem a vida juntos, tentativa essa fracassada, pois Barb está certa de que essa família não tem mais jeito. Em uma cena surpreendente, vemos Carter finalmente solto fazendo uma ligação para Aubry, quando de repente Russ chega e dá um tiro a sangue frio na cabeça de Carter. Tudo isso é chocante não somente no assassinato da forma que foi, mas em como o Russ ficou emocionalmente destruído com o fim de sua família. Creio que esse foi o personagem mais bem desenvolvido da série, onde vemos sua tentativa incessante de não viver sozinho, mas no final acabando exatamente desse jeito: fracassado na vida profissional, sem mulher, com um filho morto e o outro que não o ama.

Imagem: Arquivo Pessoal/Izabella Viana

Imagem: Arquivo Pessoal/Izabella Viana

Sobre Carter e Aubry, sempre soubemos lá no fundo que o amor deles não poderia dar certo. Era algo doentio, insano, fantasioso. E como o Carter disse, só funcionava por causa das drogas. Em sua última cena, após descobrir sobre a morte de Carter, Aubry alucina pensando que o rapaz sobreviveu milagrosamente ao tiro. Vemos que isso foi seu último pensamento antes de morrer, pois em uma cena tão realística que chegou a ser linda, vemos Aubry banhada de sangue com seus pulsos cortados numa tentativa bem executada de suicídio.

Ainda presenciamos uma cena de encher os olhos de lágrimas quando Barb, sem rumo, cai no chão da rua e seu filho e sua nora vêm ajudá-la. Richelle, por sua vez, diz que eles  precisam parar de enterrar essa família e que Barb precisa deixar-se ser ajudada. Uma personagem dura, fria e marcada pelo tempo tentando se recuperar.

Mas a série mostra que nem tudo é tão trágico. Vemos Hector Tontz, em uma última cena, sendo feliz e realizado com sua família. Ele consegue um bom emprego e finalmente enxerga um futuro para ele, sua mulher e sua filha. Exemplo de superação.

Enfim, American Crime encerra sua temporada de estreia de um jeito que ninguém imaginava. Foi um tapa na cara atrás de outro. Uma série sobre preconceito, crime e ódio. Mas também uma série sobre perdão, resiliência e busca da felicidade.

Izabella Viana

Izabella Viana

Enfermeira, viciada em séries, apaixonada por livros e que tem como melhor amiga a menina Netflix. Daquelas que trocam uma noite de balada pelo conforto de sua casa assistindo a um bom seriado. Do coração: Friends, Dexter, Breaking Bad e Grey's Anatomy.

No comments

Add yours