Audiência – Olimpíadas, Celebrity Big Brother e mais: Análise de 10/02 a 16/02

Imagem: Steve Russell/Toronto Star; CBS/Divulgação; CW/Divulgação; ABC/Divulgação

Olimpíadas dominam, mas não completamente

Com as Olimpíadas de Inverno a todo vapor e dominando todos os espaços da programação da NBC, nós daremos uma olhada nos números e vamos compara-los. Entretanto, não serão nossa única análise nessa semana. A programação alternativa também merece nossa atenção. A ABC traz a primeira temporada de The Bachelor Winter Games; o primeiro ano de Celebrity Big Brother avança na CBS e a CW oferece algumas migalhas.

ABC

Continua após a publicidade

America’s Funniest Home Videos estabilizou nos 1.0, enquanto Shark Thank variou de 0.9 para 0.8 em relação a sua última exibição. Perdendo telespectadoras para as Olimpíadas, The Bachelor oscilou para baixo em relação a semana anterior (1.5 x 1.8), o que é perfeitamente aceitável. Match Game continua sofrendo ao cair ainda mais. O game show variu de 0.6 para 0.5, mas é importante lembrar que ele já está garantido para mais uma temporada.

The Bachelor Winter Games terminou sua primeira semana marcando 0.9 na sua estreia e 0.7 na quinta-feira, sua segunda exibição. Um especial de 20/20, que trouxe uma entrevista com o elenco de revival de Roseanne, marcou 0.8 no demográfico alvo, um Season High para o programa.

FOX

Emissora exibiu apenas reprises nessa semana.

CBS

No domingo, um novo episódio de 60 Minutes, que curiosamente falou sobre a incrível falta de regulação de armas nos Estados Unidos, subiu para 0.8 em relação a semana anterior. The Amazing Race caiu 0.2 no demográfico alvo, indo para ainda agradáveis 0.9. Quanto aos resultados de Celebrity Big Brother da semana, a audiência ficou da seguinte maneira: 1.2 no domingo, 1.3 na segunda-feira e 1.3 na quarta-feira.

CW

Com Constantine fazendo uma visita em Legends of Tomorrow, a série retornou com 0.5, uma queda em relação a última exibição (0.6), mas na mesma linha com a sua média e o desempenho de Supergirl no horário.

TV a Cabo

Imagem: Divulgação

No sábado a HBO exibiu Mulher Maravilha pela primeira vez na televisão americana, o que foi um acerto. O longa marcou 0.9 no demográfico de público (18-49 anos), além de 2.81 milhões de telespectadores. Tais números foram os melhroes e maiores de toda programação no dia, perdendo apenas para as Olimpíadas.

A estreia de Here and Now na HBO no domingo foi um tanto modesta. O Series Premiere marcou 0.20, o que é bem abaixo em comparação com dramas recentes da emissora: Big Little Lies (0.31); Westworld (0.77); The Deuce (0.24). Subindo em relação a exibição do Super Bowl, Crashing foi a 0.16 e Divorce para 0.15. Na Showtime, Our Cartoon President estreou com 0.12. Homeland retornou com 0.33 (0.02 a mais da estreia de 2017) e The Chi, erroneamente marcada como reprise, caiu para 0.24.

Na segunda-feira, American Dad voltou com 0.42 e The Alienist (finalmente) subiu para 0.41. Já na terça, a TNT exibiu dois jogos da NBA. Cleveland vs Oklahoma City marcou 1.16 no demográfico, dando a vitória com folga para o canal no horário nobre, enquanto San Antonio vs Denver registrou 0.55. No OWN, The Have and Have Nots caiu um pouquinho para 0.51, mesmos números de The Real Housewives of Beverly Hills.

Waco continua impressionando ao manter-se firme com 0.28 no público alvo, os mesmos da semana anterior. Grown-ish oscilou de 0.26 para 0.24, mesma variação de Nashville que marcou pequenos 0.09. O segundo ano de American Crime Story mantém-se na via da frustração porque voltou a cair. The Assassination of Gianni Versace foi de 0.30 para 0.24. Nem preciso dizer que tais resultados estão bem abaixo da temporada de O.J. Simpson.

Especial

Para efeitos de curiosidade, o massacre numa escola da Flórida na última quarta-feira mexeu com os canais de notícia da TV a Cabo. A cobertura promoveu um raro empate entre Tucker Carlson Tonight (0.47 (em 18-49 anos); 0.70 (em 25-54 anos); 3.3 milhões), com Anderson Cooper 360 (0.47 (em 18-49 anos); 0.66 (em 25-54 anos); 1.8 milhão) e The Rachel Maddow Show ((0.32 (em 18-49 anos); 0.51 (em 25-54 anos); 2.4 milhões).

Olimpíadas de Inverno: Primeira Semana

Imagem: NBC/Divulgação

Imagem: Reprodução

Como observa-se na nossa tabela acima, a comparação com os resultados dos jogos de 2014 com os de 2018 dão o veredicto de que audiência está realmente bem abaixo. Todavia, a NBC não está triste. De acordo com uma análise da CNN, os releases que a emissora envia para imprensa com os números ressaltam o total de telespectadores. Tal abordagem acontece porque num mercado de mídia fragmentado é cada vez mais difícil atingir uma massa de pessoas tão grande.

É possível que, daqui a alguns anos, os demográficos não importem para grandes coberturas. Seja premiações, eventos esportivos ou eleições. A capacidade de atingir um grande número de pessoas pode se tornar tão essencial quanto de um certo público. É uma previsão ousada. Sei disso. Exatamente por isso que estamos aqui.

Uma curiosidade sobre a comparação de 2014 com 2018: no segundo dia das Olimpíadas de Inverno de Sochi (domingo 09 de fevreiro), a NBC perdeu feio para The Walking Dead. A série de zumbis à época fez 15. 76 milhões de telespectadores e 8.17 no demográfico alvo, contra 7.2 no demo e 26.32 milhões no total de espectadores na NBC. Bem diferente de 2018, cuja competição no dia era praticamente inexistente.

Os números finais da cerimônia de abertura foram: 6.5 no demográfico alvo e 27.84 milhões de telespectadores. Bem abaixo dos números de 2014: 7.2 no demo e 34.52 milhões de espectadores.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours