Bridgerton é uma história real? O que é verdade? Revelamos!

Bridgerton história real Netflix

Sucesso da Netflix é uma história real?

O mais novo sucesso da Netflix, Bridgerton, está entre nós! A série, produzida por Shonda Rhimes, é um mergulho profundo na Londres Regencial, com direito a muitos bailes e sonhos escapistas. Além disso, conta com personagens verdadeiramente divertidos e, igualmente, extravagantes.

Continua após publicidade

De fato, é uma história envolvente que faz você se perguntar: esta é uma história real? O que aconteceu de verdade? Bem, nós trazemos essa resposta para você (via Womens Health).

Continua após a publicidade

Então, Bridgerton é baseado em uma história verdadeira?

Antes de qualquer coisa, é preciso explicar: a série não se trata de uma história real. Na verdade, ela é baseada na série de livros “Os Bridgerton“, escrita por Julia Quinn.

Continua após publicidade

Sem surpresa, os livros são extremamente populares, então, a adaptação da Netflix com certeza é cativante. A série Bridgerton tem um olhar sobre cada um dos oito filhos do falecido visconde de Bridgerton (Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth).

A história é ambientada entre 1813 e 1827 em Londres, com muitos detalhes de época para definir o cenário.

Continua após publicidade

A família Bridgerton é real?

Mais uma vez, não. Esses personagens são fictícios.

Os Bridgertons, além da Lady Whistledown, bem como todos os duques e senhores mostrados na série são todos criações da autora Julia Quinn.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

A autora explicou como alguns de seus nomes surgiram. “Assim, em vez de alguém dizer, ‘Maria dançou com dois outros homens’, eles podem dizer, ‘Maria dançou com o conde de Whatnot e o duque de Whosis.’ Isso significa que frequentemente tenho que inventar nomes.”

Quinn compartilhou em uma entrevista Goodreads.com: “Na verdade, quando comecei o primeiro livro, pensei que seria o primeiro de uma trilogia. Eu planejava escrever sobre Daphne, Anthony e Colin. Juro que não me recordava que tinha dado a Daphne sete irmãos e irmãs.”

Crítica Bridgerton brilhante
Bridgerton é a nova série da Netflix. Imagem: Divulgação.

[spacer height=”10px”]

Ainda assim, os personagens são importantes para ela. “Eu acho que se você quiser levar um romance do patamar bom para ótimo, é tudo sobre os personagens”, Quinn compartilhou em uma entrevista no Shondaland.com.

“Há uma hora e um lugar para o Grande Romance Americano. E há uma hora e um lugar para entretenimento inteligente e bem escrito. Adoro escrever este último e adoro lê-lo também.”

Produzindo uma boa história

Da mesma forma, Quinn descobriu uma fórmula sólida para criar seus protagonistas também. “Um cara simplesmente não pode ser sexy, se não respeitar as mulheres”, diz ela na entrevista.

Se você quer ser um herói em um dos meus livros, você tem que acreditar na heroína, respeitar e valorizar suas forças e habilidades. Isso não significa que ele não possa ficar todo protetor e machista de vez em quando – eu quero dizer, quem não ama isso? Mas, no final das contas, ele precisa pensar que ela é a bomba, e não apenas porque gosta da maneira como ela fica em seu braço. E, claro, não dói se ele se ajoelhar e declarar que ela é a peça que faltava em sua alma. “

O tempo histórico de Bridgerton é preciso?

Quinn ambientou a série na Londres Regencial. Portanto, muitas das tradições e estilos que você vê na tela combinam com aquele período de tempo. A temporada de jovens damas, como os Featheringtons e os Bridgertons, entrando na sociedade em busca de maridos era muito importante. Assim como todos aqueles espartilhos sufocantes.

Os monarcas também têm algumas conexões históricas reais. A Rainha Charlotte, interpretada por Golda Rosheuvel em Bridgerton, estava no trono com o Rei George III e biracial. Além disso, ela era descendente de Margarita de Castro y Sousa, um ramo negro da Casa Real Portuguesa. Os historiadores dizem que os retratos dela mostram características africanas também. É significativo porque se esperava que os artistas daquele período diminuíssem o tom ou até apagassem características indesejáveis ​​no rosto de um sujeito.

A Netflix mostra a doença mental do Rei George III. E ele realmente experimentou uma “loucura permanente”, tornando-o incapaz de governar.

Existem oito livros da série Bridgerton

Quando Quinn começou a escrever os romances “Os Bridgerton”, era para ser uma trilogia compacta. Uma coisa levou a outra e surgiram oito livros.

“Porque eu não tinha planejado escrever oito livros originalmente, eu realmente não planejei todo o arco de histórias muito bem. Como resultado, algumas vezes eu descobri que tinha me encurralado. Coloquei personagens em lugares extremamente inconvenientes para a história que estava escrevendo.”

E você, gostou da nova série da Netflix? É fã dos Bridgerton? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades aqui no Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.