Castle – 7×01 – Driven

7013

Continua após publicidade

 

Continua após a publicidade

Olá, minha gente!
Estamos chegando com a review daquele que seria um dos episódios mais aguardados de Castle. Driven foi escrito por Andrew Marlowe e David Amann, o novo showrunner da série.

Continua após publicidade

Vamos recapitular? No final da sexta temporada, Castle e Beckett estavam preparados para casar, quando o carro de Castle é seguido por uma SUV preta, e tudo que sabemos é que o carro foi encontrado em chamas no acostamento da estrada.

7011 A season premiere começa exatamente de onde parou. Kate, ao ver o carro em chamas, desce cambaleante para tentar, de alguma forma, salvar o amor de sua vida. Tenho que dizer, Stana estava sensacional nesse episódio. Aquele tom dramático que ela sempre carrega em episódios que tratam dos sentimentos de Beckett (Sucker Punch, Veritas, Knockout) estava ali mais uma vez. Provavelmente, é complicado separar o que é atuação do que real, porque sabemos que a canadense é a shipper queen do fandom. A cena onde ela praticamente quebra o dedo do suspeito foi de uma intensidade da personagem nunca visto. Don’t mess with my man, asshole!

Continua após publicidade

Toda aquela apreensão sobre onde Castle poderia estar foi transplantada em todos os personagens. Ryan e Esposito se doaram 110% durante as buscas, porque não era só Beckett que sofria. Seus amigos e sua família estavam desesperados e todo um fandom também por notícias ou evidências sobre onde se encontra o escritor. Todo o episódio foi focado em seguir estas evidências e notícias.

Quando as notícias sobre a season premiere começaram a pipocar, houve uma em especial que me deixou curiosa. Nela constava que um personagem que já tínhamos visto anteriormente voltaria à história. Confabulei 1.200 personagens que eram de alguma forma relevante para a possível trama. Desde Jerry Tyson (3XK), Senador Bracken, até Jackson Hunt, o pai relapso de Richard. Jamais, em hipótese alguma, iria chutar Vincent Cardano, como o personagem que voltaria. Vocês lembram dele? Em Murder, He Wrote, ele nos foi apresentado como um mafioso vizinho de Castle nos Hamptons.

A partir daqui, posso afirmar com todas as letras: A nova mitologia inserida na série vai derrubar forninhos em cima de nossas cabeças. Sabe como? Tudo ficou muito estranho quando os detetives encontraram uma gravação onde Castle aparecia logo após seu “sequestro”. Como assim? Ele não foi sequestrado, então? O episódio já tinha virado um tablado de ginástica olímpica e realizava um duplo twist carpado, com rodada flic-flac em minha face.

Eu achei que a resolução seria mais rápida. Ledo engano. Castle ficou DOIS MESES sumido, sem notícias. Esposito já estava ficando chato, sempre duvidando de Castle, pois todas as evidências apontavam que ele tinha sumido de propósito. Ryan ainda queria crer que seu amigo estava em perigo. Eu também, acreditava que ele tinha realmente sido sequestrado. Mas tudo apontava que ele tinha mesmo era fugido. Todas as evidências de que ele estava vivo tinham suas digitais, DNA. Nada que dizia que ele foi coagido a fazer tudo isso. Nenhum DNA ou digital além da dele tinha sido encontrada, e isso forçou Beckett a desacreditar em seu noivo.

7014

Mas Deus é bom e justo. Castle foi encontrado. Debilitado, com dengue, mas dos males o menor. Ele estava vivo. E esquecido. Não lembrava de nada. Nada pode ser pior do que você ser sequestrado no dia do seu casamento e não lembrar o que ocorreu nos últimos dois meses. Claro que houve desconfianças, mas todas foram por água abaixo quando a testemunha que eles entrevistaram sumiu do mapa. Sabemos que o Fake Henry Jenkins está por trás de tudo que ocorreu com Castle. A nova mitologia começou, com fatos que ainda não temos a menor ideia de como administrar.

A partir do próximo episódio, veremos um Castle obstinado a saber o que ocorreu consigo. Seremos bombardeados impiedosamente com novas informações sobre esse novo plot que será desenvolvido. Não sei vocês, mas estou muito ansiosa com essa nova temporada.

Segunda que vem temos episódio novo! (Como é bom escrever isso!)

Montreal vai continuar a nos explicar o que ocorreu. Segue a promo do episódio:

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=JRrPn5-FAmg[/youtube]

 

PS.: Muita gente está com medo, pois Andrew Marlowe não é mais o showrunner da série e acham que essa troca pode afetar, de alguma forma, a performance. Calma, galera. Vamos ver isso nas telas e na audiência. Aliás, a premiere estreou muito bem. Orgulhinho! *–* <3

PS2.: Castle passou dois meses esquecido, mas a barba ele lembrou de fazer… huehuehue

PS3.: A-DO-REI os easter eggs das outras temporadas. O café, a janela, os casos antigos. Como eu amo essa produção!

PS4.: Nem vou falar que o agente do FBI é um pé no saco. Não precisa, né? Já ta implícito. Aliás, Esposito também tava um porre. Quando Castle é acusado de alguma coisa, o Esposito é sempre o primeiro a apontar o dedo.

PS5.: Stana falando francês. Nada mais a declarar! <3

PS do PS.:

“We’ll get there… We’ll find our way home.”