CCXP 2016 – Dia 3: O painel de David Ramsey (Arrow)

Imagem: Mix de Séries

Imagem: Mix de Séries

Continua após as recomendações

David Ramsey chegou já esbanjando bom humor e simpatia. Ele falou do quanto ficou lisonjeado em saber da legião de fãs que há no Brasil.

O intérprete de Diggle falou sobre a importância que seu personagem vem ganhando na série, e do quanto gosta de fazer parte do show. Ele ainda falou sobre o clima de união entre o elenco, principalmente com Stephen e Emily, o qual revelou que durante as gravações conseguem se divertir com as coisas mais infantis possíveis, levando o público presente no painel a cair na risada.

Continua após a publicidade

Ramsay falou sobre a sensação de gravar essa quinta temporada de Arrow, da história ter voltado a se aproximar daquele enredo dos dois primeiros anos. Questionado sobre a “implicância” de seu personagem com os novos integrantes do team Arrow, o ator revelou que Diggle na verdade viu Laurel morrendo em campo, e talvez por achar que ela não estava totalmente treinada, e que, por conta disso, talvez tenha um sentimento de maior preocupação com os novos vigilantes.

Foi também revelado que os escritores só costumam revelar o direcionamento definitivo que a temporada vai tomar, a partir da metade de cada temporada. Um exemplo dado foi em relação ao quarto ano da série, em que na primeira leitura dos episódios, os escritores apenas afirmaram que alguém morreria naquela temporada. Só depois do décimo episódio é que o elenco então descobriu que tal morte seria da personagem de Katie Cassidy.

Falando na atriz, Ramsay disse que não esperava tamanha reação do público, em relação a morte de Laurel Lance. Questionado sobre um possível retorno da Canário Negro na história, ele disse que não sabia ao certo, mas que poderia haver uma possibilidade.

Um dos assuntos abordados também foi sobre as mudanças nas histórias, por conta do Flashpoint. O ator exemplificou a trama de seu personagem, que até a temporada passada tinha uma filha chamada Sara, e agora é pai do pequeno John. Ele revelou que muito sobre a mudança será ainda explorado no decorrer da temporada, e que terá maior coerência futuramente. Questionado sobre o que queria que fosse abordado com o evento, ele foi enfático em dizer da sua vontade da Liga da Justiça ser abordada nas séries, e que seu sonho é um encontro entre Oliver Queen e Bruce Wayne.

Ele disse sobre o fato da série ser um plano de fundo de outras produções, e por conta disso, algumas mudanças na atração terem ocorrido. Um exemplo claro foi a morte de Amanda Waller, por conta do filme do Esquadrão Suicida, e o fato da Arlequina não ter sido mostrada totalmente no passado, dando a entender que há chances sim do Esquadrão ser explorado ainda na história, mas de outra perspectiva, e com Lyla sendo a cabeça do grupo.

Sobre o destino de seu personagem, Ramsay destacou que tudo vai ficar bem, principalmente com o fato dele estar como um fugitivo. O ator enfatizou que Diggle ainda carrega a culpa pela morte de Laurel e seu irmão, mas que isso aos poucos está sendo trabalhando. Ele também disse que veremos mais da relação dele com a esposa, de como Lyla é a cabeça do relacionamento, o ponto de equilíbrio do personagem.

Sobre suas preferências, o ator revelou que a segunda temporada pra ele é a melhor de toda a série, e Deathstroke é seu vilão favorito, e que espera vê-lo de volta futuramente. Ele ainda disse ser #Olicity, pelo fato de Oliver ser mais humano quando está ao lado de Felicity. A última pergunta do painel foi de qual Canário Negro ele prefere, e sua resposta foi Laurel Lance. Ele até explicou que adora Sara, mas que inicialmente não estava nos planos da produção ressuscitar a personagem, e quando isso aconteceu, Sara acabou se saindo muito melhor como a Canário Branco.

Fique ligado para a cobertura da #CCXP aqui no Mix de Séries. Estamos nos 4 dias de evento cobrindo os painéis através de nosso blog e em nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter, através da hashtag #MixNaCCXP.

Nenhum comentário

Adicione o seu