Crítica: 1×02 de Black Lightning consegue surpreender até os mais incrédulos

Imagem: CW/Divulgação
Imagem: CW/Divulgação

Black Lightining deixa a qualidade ainda mais séria em sua segunda semana… 

Se na semana passada tivemos algo de boa qualidade, que surpreendeu e elevou a qualidade das séries de herói da CW, desta vez as coisas estão ainda mais sérias.

Continua após publicidade

Black Lightning não chegou para brincadeira e, em dois episódios, fez mais que muita série em uma primeira temporada inteira. As escolhas de enredo estão me surpreendendo e desenvolvendo algo natural e com evolução.

Continua após a publicidade

Não somente de enredo vivem as qualidades da série, a trilha sonora se encaixa perfeitamente à cena. Através do som, podemos perceber a alternância de nossos sentimentos quanto ao que está sendo transmitido. Algo que, em teoria, deveria ser executado por toda e qualquer produção, mas poucas conseguem trazer com qualidade. Temos história, trilha e para finalizar, elogio mais uma vez a caracterização e fotografia. Os efeitos estão fazendo jus à qualidade que a CW vem ganhando com suas produções. O figurino do herói cursa bem com a tonalidade mais sombria da filmagem noturna e à metáfora de luz no meio da escuridão. No fim, tudo vem cursando para um grande sucesso.

Continua após publicidade

A dinâmica deste episódio volta à dualidade de diretor escolar e herói de Jefferson. Acredito que o personagem desenvolve bem às duas personalidades. Na verdade, um dos poucos que consegue representar bem às qualidades em ambas formas. Contudo, percebe-se que foi exatamente um desequilíbrio entre as partes que o fez abandonar o uniforme há anos atrás. As cenas de seu retorno são arrepiantes e contagiantes. Fala sério, quem não se arrepiou com: “It’s time for people to know that the Black Lightning has returned”.

Continua após publicidade

Há uma história por detrás de tudo e a temporada promete acrescentar pontos cruciais para que tudo se encaixe.

Imagem: CW/Divulgação

Se é emoção que você quer @, é emoção que você terá. Mesmo impressionado com as mortes desse episódio, que não foram poucas, acredito que tudo foi construído de maneira justa. Ver Lala matar seu capanga e LaWanda cria o impacto de que o personagem tem o poder em suas mãos. O que ajuda a ascensão de nosso herói, que finalmente captura o vilão e promove seu retorno. Agora, sua morte no fim do episódio me pegou muito de surpresa. Não imaginava vê-lo partir tão cedo. Com sua saída, Tobias fixa como principal antagonista e as coisas agora vão ao lado pessoal.

No meio de toda a disputa, vem o drama familiar. Já estava acostumando com a química entre Jefferson e Lynn, mas é fácil de entender que o retorno do marido às ruas traz as preocupações que ela não precisa para a vida. A série ainda deve desenvolver um pouco esta questão, mas sabemos que no fim a união é certa. Mesmo que pequena, gostei de ver a apresentação dos poderes de Anissa. A garota ainda tem alguns episódios para se acostumar, mas quero ver esse ponto abordado com maior intensidade.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

A morte de LaWanda ainda não foi totalmente esquecida e isso refletirá muito no episódio seguinte. A população se mostra indignada com a situação e temos uma guerra em potencial se formando.

Claro que as coisas devem explodir mais adiante, contudo, é melhor Jefferson se preparar para o que vem a seguir…

[spacer height=”20px”]

https://www.youtube.com/watch?v=gDevInahdkk