Crítica: 1×05 de The Resident foi de tirar o fôlego

Imagem: FOX/Divulgação
Imagem: FOX/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Várias vezes tive que lembrar de respirar!

Foi assim que o episódio 1×05 de The Resident me deixou. Chamado de None the Wiser (Nenhum sábio), ele colocou as emoções a flor da pele e mostrou, mais uma vez que, como disse Conrad, “tomar decisões pelos motivos errados, não é inteligente”. Que episódio, galera! Adorei. Excitante do começo ao final, histórias muito bem feitas e com desfechos bacanas que realmente prendem a atenção do público.

Continua após a publicidade

Como sabemos, quanto maior a ambição maior o tombo e a série vem me agradando muito ao mostrar a realidade, principalmente em deixar claro que ninguém é perfeito, todo mundo tem algum tipo de agenda que quer seguir.

Continua após publicidade

Os personagens mostram que estão ali sim, para salvar vidas, mas também que são humanos, que erram. Quando aquelas três cirurgias foram marcadas ao mesmo tempo, eu já pensei na hora vai dar m#%[email protected]. Tudo bem que foi “pequena”, mas poderia ter sido pior, não acham?

Quando vi a Mina chegando para conversar com a Emilly e com o filho da paciente já fiquei gelada! Falei: “pronto, morreu a mulher!” Entrei em pânico! Não acreditei que o MARMED havia conseguido matar mais um. Mas no fim, pelo o que poderia ter acontecido, foi dos males o menor. Antes um órgão não vital removido que alguém morto por negligência. Se é que existe algo de bom naquilo tudo.

Continua após publicidade

O dr. Bell ta careca de saber que não tem a menor condição de operar, e está usando a Mina como bengala. Eu acredito que ainda vai sobrar algo bem ruim para ela uma hora. Ele vai acabar fazendo uma merda muito grande e vai jogar a cupa nela para se safar. Esperem só…

E a dr.ª Hunter, chefe da Oncologia? Ali tem. Gente, eu acredito que os instintos da Amanda, digo, Emilly, não pera… Enfermeira Emilly estão certíssimos e aquela médica está mais preocupada em encher o bolso do que em curar seus pacientes. Ou está usando eles de cobaia, que eu acho mais provável. Mas no fundo, tenho certeza que dinheiro é a intenção dela.

O episódio terminou com a chegada de um personagem muito interessante, o pai do Conrad. Acredito que ele trará uma grande história e mostrará a verdadeira face do resident, afinal, ali tem passo, né, não?

A zoeira não tem limites!

Pegaram o dr. Pravesh para Cristo neste episódio. O pobre ficou tão abalado com as imagens que recebia a todo momento que acabou não conseguindo atender bem seu paciente, (paciente bem doido, por sinal) e recebeu a sua primeira e péssima review no app que classifica os médicos. Coitado, né gente. Eu fiquei com pena dele. O pobre ficou tão desconcertado que foi cômico e trágico a mesmo tempo.

O que vocês acham que esse próximo episódio nos reserva? Deixe sua opinião sobre o que estão achando da série que vem mostrando o outro lado da medicina.

Segue a promo do próximo episódio que também promete. Até mais, povo!