Crítica: 3×20 de The Good Doctor teve morte e não deu pra conter a emoção

Critica 3x20 The Good Doctor

Um final emocionante para a 3ª temporada

Não esperaria chorar feito uma criança assistindo a um episódio de The Good Doctor como este!

Claro que o final de temporada sempre é um grande impacto sobre uma série, contudo, dessa vez, resolveram subir um pouco o nível. Foram tantos acontecimentos que, mesmo os mais esperados, impactar de forma gigantesca. Hoje, temos muito a falar mas prometo ser o mais breve possível.

Deixo com vocês a missão de refletir e discutir o futuro da série a partir de então…

Novos residentes e futuros incertos!

Não é de hoje que sabemos como séries médicas buscam se reinventar a cada ano!! Temos grandes nomes da dramaturgia que reinventaram todo seu elenco durante os bons anos de série. Aqui não será diferente… Com Park se tornando um personagem irregular na série e Reznick perdendo sua possibilidade de prosseguir na cirurgia, teremos novos rostos por aqui na próxima temporada. Chegamos em um momento da série onde nossos alunos estão se tornando profissionais e iniciando suas carreiras independentes. Por mais que não queiramos nos desapegar dos mesmos, é um momento de extremas mudanças.

Continua após a publicidade

Todavia, entre todos os problemas, quero tirar uma ou duas linhas para enaltecer Reznick. A garota de espírito ambicioso deu lugar para uma profissional de gabarito incrível e potencial imensurável dentro da série. Por mais que tenhamos o foco cirúrgico na narrativa, acho que essa mudança de área servirá como um método de abranger a área clínica do seriado. Quem sabe n não pensem em um possível spin-off futuro para a personagem? Não temos certeza de onde iremos chegar, mas as palavras de Marcus para ela me mostraram o quão orgulhoso eu fiquei de vê-la assumir uma postura humana e decidida no meio de todo o caos que eles vivenciaram.

Imagem: ABC/Divulgação

Um adeus com gosto de saudade!

Sim, já esperávamos por isso. Na última review cheguei a comentar que Melendez era o mais propenso a evoluir negativamente pela condição clínica. Um momento tão delicado, com uma evolução tão positiva nas últimas semanas. O personagem fará uma grande falta a série em diversos contextos. O relacionamento incerto com Claire, seu passado com Lim, seu futuro como profissional no St. Bonaventure. Um personagem de evolução memorável e que merece uma certeira homenagem na próxima temporada, como forma de honra ao seu legado dentro da série.

Tudo bem, mas e Shaun?

Claro que não podemos deixar nosso protagonista passar batido por toda a reviewThe Good Doctor hoje, se tornou uma série muito maior que seu protagonista e isso é excelente. Entretanto, em um paralelo, seu protagonista está também cada vez maior dentro da série. As descobertas de Shaun, os modos com que ele vive seus dilemas, o aprendizado no amplo mundo adulto de carreira e drama. Tudo faz com que ele ganhe ainda mais forças para suportar a narrativa nas costas por muitos anos. Sim, resolveram sua situação com Lea. Mas, quer saber? Acho que fizeram o certo.

Eu sei que as decisões da garota na última semana não foram as mais justas e corretas. Por outro lado, não é bem assim que aprendemos o quão falhos e egoístas nós somos? Lea disse que Shaun não conseguiria mudar sua situação por ela, mas ele fez. Ele mostrou, sem a intenção de fazê-lo, o quão humano e sensível ele é. Como já bem disse há algumas semanas, o autismo é uma doença contagiosa. Um contágio de amor, de felicidade e de esperança na beleza do ser humano. Freddie Highmore sempre conseguiu transparecer muito bem tais qualidades sobre seu personagem e fazer dele um exemplo para toda a sociedade.

Que conclusão chegamos com isso tudo?

No fim, a certeza que temos é de mais uma temporada de sucesso. Tivemos episódios leves, importantes e divertidos. Uma premissa interessante, uma narrativa curiosa para todos os personagens. O desenvolvimento de cada um culminou em um trabalho muito bem esquematizado. Tudo bem que as perdas serão impactantes para o próximo ano, contudo, estamos em um momento de renovação e reflexão.

Tenho certeza que The Good Doctor se inspirará para mais um ano repleto de momentos marcantes. A série deverá retornar apenas no fim de setembro com a estreia de sua quarta temporada. Mas, enquanto isso, você pode aproveitar para ver e rever os episódios no Globoplay.

Nós estaremos lá comentando, com toda certeza. Um grande abraço e nos vemos em breve…

Nota do Episódio10
Review do vigésimo episódio da terceira temporada de The Good Doctor, da ABC, intitulado "I Love You". Episódio final da temporada.
10
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

2 comments

Add yours
  1. Avatar
    Paulo 14 abril, 2020 at 10:02 Responder

    Ah, que saudades teremos de Melendez. Se era pra matar alguém por que não o Marcus, heim? E, apesar de tudo, eu não gostei do encerramento dele. Como um médico tão bom morre no hospital e parece que não aconteceu nada? Só os 3 que foram lá se despedir dele. E a Reznick, o Marcus, que estavam no hospital? E as enfermeiras que trabalharam com ele? E saem a Chloe e a Lin marcando um chopp? Não, cara, ele merecia mais, beeeem mais. Era pra ter parado pelo menos um andar daquele cheio de gente triste.

Post a new comment