Crítica: 4×07 de The Resident explorou passado militar de Conrad

Crítica The Resident 4x07

Série explorou culpa de personagens

The Resident sempre exaltou as qualidades do Dr. Conrad Hawkins, e sempre vimos seu empenho diante de uma dificuldades. Sabíamos que ele tinha sido um veterano do exército e isso não tinha sido explorado pela série. Até agora.

Continua após publicidade

O sétimo episódio da quarta temporada, assim, deu destaque para esse passado, trazendo uma história na atualidade e, ainda, mostrando em flashbacks alguns destes momentos.

Continua após a publicidade

É ótimo quando uma série se propõem a explorar camadas de personagens que pensávamos conhecer, pois assim conseguimos ter visões mais aprofundadas de suas personalidades.

Continua após publicidade

O episódio ainda fez um ótimo trabalho ao destacar o tema de culpa em todos os casos – seja com Conrad, Bell e Devon. Todos eles tentaram reparar um erro ou problema e se sentiram péssimos com seus atos.

Conrad e seu passado militar

Até agora, pouco sabíamos sobre as experiências de Conrad no exército. A série mencionou o fato de que ele atuou como médico e, ainda, que ele teve um transtorno pós-traumático, que atrapalhou o relacionamento com Nic da primeira vez.

Continua após publicidade

Só que este episódio trouxe o capitão de Conrad de volta ao jogo, e explorou as conexões e laços que dois irmãos de exércitos podem criar.

O início do episódio foi bem intenso, uma vez que o Capitão se acidentou e ele foi até o local resgatá-lo. Vimos um pouco da “medicina de campo”, com Conrad precisando improvisar alguns movimentos, mas a história ficou mesmo interessante quando o Capitão chegou ao hospital.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Vimos a vulnerabilidade de Conrad, se contrapondo a sua usual calmaria. E ele acabou ficando nervoso quando, após uma operação, o Dr. Austin se recusou a buscar uma bala que estava perdida no corpo do paciente, sem qualquer evidência.

Conrad garantiu que ela estava andando pelo corpo do seu amigo e ele tinha certeza daquilo, pois aquela bala era para ele. O Dr. Hawkins ainda carrega a culpa do amigo ter sido baleado e tal fato interferiu nas suas emoções.

O episódio, no entanto, conseguiu dar um bom final para o militar que, ao final, tentou tirar a culpa de Conrad. Talvez estes fechamentos sejam necessários e Conrad pôde fechar esse capítulo de sua vida. Ao menos, a princípio.

Mais culpa

Após a morte de seu pai, Devon se transformou. E ele está tentando se tornar o melhor médico que pode ser, levando a questão de forma muito séria. Isso, claro, pode ser bom – mas também pode ser ruim, dependendo da situação.

O caso que ele tratou envolveu falciforme, uma deficiência sanguínea, que mexeu muito com o médico. E o fato dele se abrir para entende-la foi o diferencial que ele vem buscando, após a morte do pai.

A paciente, Rose, sabia dos riscos da cirurgia, mas Devon insistiu que seria a melhor opção. Infelizmente, o pós-operatório causou uma consequência que o Dr. Pravesh teve que correr contra o tempo. Mas no fim deu tudo certo.

O caso serviu para mostrar que Devon precisa entender que mesmo fazendo seus melhores esforços, nem tudo funcionará de acordo com o plano. Da mesma forma, suas boas intenções nem sempre parecerão assim para seus pacientes.

Imagem: Divulgação.

No entanto, sua devoção absoluta a Rose, certificando-se de que ela se sentisse ouvida e fazendo tudo o que podia por ela foi incrível. Devon sempre se preocupou com seus pacientes, mas isso vem de um lugar mais profundo e significativo, e às vezes é o suficiente para deixá-lo emocionado.

Estou gostando muito do desenvolvimento do personagem e espero que a série continue a abordar estes temas.

No final, Devon trouxe as alunas de balé da paciente para fazer o recital no hospital e foi um dos momentos mais emocionantes do episódio.

A culpa de Bell

Por último, ainda temos a culpa de Bell para com seu enteado, Jake. Ele ainda tenta a reaproximação, mas o rapaz não consegue ceder.

Só que existe uma explicação: Jake confessou a Bell que ele adotará uma criança, junto de seu marido. E que ele não quer que a criança passe pela experiência de ver Bell se afastar dela, da mesma forma que ele fez com Jake. Tal motivação caiu como um tapa de lupa em Bell, mas ele garantiu que não irá a lugar algum.

A inserção de Jake na trama foi bem “do nada”, mas confesso que estou gostando dessa conexão e envolvimento dos dois. Muito interessante ver esse lado paternal de Bell aflorar, e só fez a admiração pelo personagem crescer ainda mais.

Ainda tivemos algumas tramas com Mina e AJ, assim como o Dr. Cain que acordou e já tá pronto para infernizar a vida de todo mundo. Mas acredito que ambas tramas terão mais espaço, a partir do próximo episódio.

Estou gostando da temporada de The Resident, e vocês? Deixem nos comentários e, igualmente, continuem acompanhando as novidades do Mix de Séries.

  • Além disso, sigam nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixem também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fiquem por dentro de todas as matérias do nosso site.