Crítica: 5×09 de Jane the Virgin traz episódio revigorante

Fantástico!

Eis a definição do episódio em questão. Depois de quase uma dezena de episódios inteiramente focados na vida amorosa de Jane, ter um episódio focado no desenvolvimento dela como pessoa e com igual foco nos outros personagens é, no mínimo, revigorante.

Felizmente, nós tivemos mais sobre o desenrolar da história de Luisa e o fã clube esquisito da Sin-Rostro. O que eu particularmente espero que comece a ser melhor trabalhado a partir do próximo episódio. A gente está ficando sem tempo pra ficar enrolando as storylines e tentar responder tudo de última hora.

Também tivemos Petra e J.R trabalhando juntas para conseguir dar uns melhor educação para as meninas. No entanto, um fantasma que se tornou muito presente nesse episódio foi a perda da licença de Direito de J.R. Como esse problema vai ser resolvido? Eu não sei. Mas nós tivemos um cliffhanger no final desse episódio. Afinal, elas são endgame ou não?

Foi extremamente adorável o plot de Jane e Rogelio. É muito bonitinho ver os dois trabalhando juntos em um projeto que é igualmente importante para os dois. Apesar do desentendimento que ocorreu nesse episódio, a resolução foi bem satisfatória e deu pano pra manga e a inspiração de Jane para escrita voltou.

Por último, mas não menos importante, Alba e Jorge se casaram! E dessa vez é pra valer. Depois de todas as recusas, os desencontros e as maquinações para conseguir o Green Card, os dois finalmente se encontraram na mesma página e decidiram tomar o próximo passo. A cena do musical e as piadas de duplo sentido foram magníficas!

O que acharam do episódio? Gostaram da review?  

Deixem aqui nos comentários!

Nota do episódio8.2
Review do nono episódio da quinta temporada de Jane, the Virgin, da The CW, intitulado "Chapter Ninety".
8.2

Share this post