Crítica: 8×04 de Chicago PD tocou em feridas pessoais de Upton

Crítica Chicago PD 8x04

Tensão em caso atingiu lado pessoal

Chicago PD exibiu seu quarto episódio da temporada e eu o consigo defini-lo como um episódio bem pessoal. Embora o caso da semana não tenha atingido nenhum personagem em particular, os resquícios e aprendizados dele refletiram nos problemas particulares dos protagonistas.

Continua após publicidade

Nesta semana, Halstead e Upton curtiam sua fase “lua de mel”, quando ela foi interrompida por uma mensagem que dizia que seu pai estava no hospital. Foi então que ela resolveu ir falar com ele, embora eles não tenham uma aproximação.

Continua após a publicidade

Halstead, obviamente, se prontificou a ir com ela, mas ele sabia que existia problemas. Upton nunca foi tão clara sobre seu passado, mas ela dá a entender que houve um certo tipo de abuso psicológico nessa história, e ela sempre achou que se afastar fosse a melhor coisa.

Continua após publicidade

Mas, ao caminho do hospital, eles se deparam com uma cena de crime e, evitando encontrar o pai, Upton decide atender o chamado. É quando a Inteligência cai de paraquedas em um caso de assassinato de um policial.

Quebra-cabeça

O episódio brincou o tempo todo com algumas possibilidades. Conhecido de Voight, o policial que foi morto acabou caindo na dúvida se ele foi uma vítima ou culpado de algum crime. E a corrida contra o tempo era para descobrir quem o matou e a motivação.

Continua após publicidade

A Inteligência trabalhou bastante no caso, até ligá-lo a um caso de suborno, somado do fato de que o policial morto estava tentando defender uma garota de seu ex-abusador.

Mas o episódio em si volta as atenções do público para o caso da brutalidade policial. Isso porque uma das testemunhas tinha sofrido abuso verbal do mesmo policial que morreu e, embora suspeito número um, acabou sendo inocentado, mas não apto a colaborar com o caso. Tudo isso com ódio da polícia.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

O texto, assim, levantou as circunstâncias de que, por vezes, por conta da brutalidade, os civis podem ter medo ou simplesmente perderem a confiança na polícia.

A série já tinha dado esses indícios de que exploraria tal tema. E como o próprio interprete de Voight disse ao Mix de Séries, é necessário evoluir. O caso da brutalidade policial mostra que Chicago PD não quer ficar “chata”, a ponto de ignorar as mudanças que ocorrem no mundo.

Prova disso é que ela inseriu as questões sobre o racismo policial muito antes do caso de George Flyod acontecer. Então, acho a aposta da série ousada, mas, ao mesmo tempo, esperada e certeira.

Esse episódio também colocou a Superintendente Samantha Miller diretamente em dinâmica com Voight. E mesmo que rápida, mais uma vez, a série provou que existem boas histórias para contar com ela. Espero que, em breve, possamos ver mais dessa dinâmica.

O passado de Upton vai voltar?

O desenrolar do caso do policial assassinado acabou, por vezes, atingindo Upton em um lado pessoal, que a fez lembrar de seu pai.

Aliás, em determinado momento, ela até se estranhou com Halstead. Outro ponto é que ela deixou claro para Jay que ela não precisa ser “salva” nem que ele se preocupe com ela, ao menos em relação a essa história pessoal. Esse é um passado que Upton faz questão de deixar para trás e que, aparentemente, não lhe agrada em nada.

Imagem: Divulgação.

Ao final do episódio, ela resolveu ir ver o pai, que foi fazer uma cirurgia de coração. Mas, chegando ao hospital, perdeu a coragem de falar com ele. Por que será?

Espero que a série volte com ele, e que de alguma forma ele tente contato com a filha. Será muito interessante vermos essa história pessoal sendo melhor explorada, até mesmo para humanizarmos mais Upton – que por vezes parece uma personagem fria e distante do público.

Ao mesmo passo, precisamos entender como isso vai atingir seu relacionamento com Halstead, e como isso atrapalhará a dinâmica que a dupla tem no trabalho. Afinal, existe aquele ditado: “onde se ganha o pão, não se come a carne”. E qual a reação de Voight com mais um relacionamento dentro da Inteligência? Estou curioso também.

O próximo episódio, aliás, vai deixar o casal de lado e vai voltar na trama da garotinha que Burgess teve no terceiro episódio. E, aparentemente, vai rolar uma vontade de adoção. Seria a volta do casal Burgess + Ruzek? Ansioso pelo o que vem por aí!

E você, o que está achando dessa temporada de Chicago PD? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.