Crítica: 8×17 de Chicago Fire mostrou empenho para salvar criança

Critica Chicago Fire 8x17

Série mostrou lado humanitário dos bombeiros em trama emocionante

Um das coisas que mais me chama atenção em Chicago Fire é a forma como os bombeiros se empenham em cuidar das vítimas indo além de suas obrigações. Sem dúvidas, isso mostra um lado mais humanista de cada um dos personagens.

Continua após as recomendações

Com essa deixa, os roteiristas exploraram a cada semana alguns tramas interessantes que podem render belíssimos momentos para os personagens – e consequentemente para os fãs. Creio que este episódio tenha sido um deles.

Tudo para proteger uma criança

O episódio desta semana colocou nossos bombeiros combatendo o fogo em uma casa, e resgatando uma mãe e criança do incêndio. Acontece que a mãe era cadeirante, e vivia sozinha com a criança. Quando os bombeiros entraram na casa, viram que ela estava se arrastando pelas escadas, para tentar ajudar o filho. O gesto acabou sendo tido como nobre. Porém, uma vizinha que estava acompanhando de perto apontou que “sabia que isso iria acontecer”, e que ela não tinha capacidade de tomar conta de uma criança.

Continua após a publicidade

Já no Chicago Med, os bombeiros foram dar assistência e ver como estava a mulher. Foi quando se depararam com uma cena de uma assistente social tendo tirar a criança da mãe. Aparentemente, denúncias foram feitas contra a mulher, mas os bombeiros se recusaram em acreditar nelas. Casey e Gallo, que mais ficaram envolvidos no caso, foram até a tal vizinha entender a situação, e foi quando perceberam que ela estava apenas de implicância. Tudo isso, porque uns galhos da árvore vizinha estavam caindo no quintal dela.

A partir dali, eles se empenharam para que a moça conseguisse a guarda da criança de volta e felizmente conseguiram. A história ficou ainda mais emocionante quando Casey se lembrou de Louie e como foi duro perder a guarda de uma criança. O episódio foi muito bonito, principalmente para mostrar que Casey precisa voltar a acreditar em finais felizes.

Brett e Casey: agora vai?

Por falar em final feliz, estou sentindo que o romance de Brett e Casey finalmente irá deslanchar. A cumplicidade que um está tendo com o outro é admirável, e a preocupação também é bem bonita. Casey está a todo instante de olho em Sylvie, preocupado com os passos que ela está dando em relação a mãe biológica.

Aliás, ela ajudou sua mãe neste episódio a encontrar uma casa. Na ocasião, até teve uma oportunidade de sair com o corretor de imóveis, que momentaneamente eu achei que poderia ter química. Mas Brett acabou dando para trás, quando percebeu que não poderia sair com o rapaz, enquanto não resolvesse sua situação com Casey. E acho que ela está a um passo de se declarar para ele. Só que conhecendo bem os roteiristas de Chicago Fire, eles vão adiar isso ao máximo. Certamente, acontecerá de repente em um momento que não esperávamos. Quero muito ver os dois juntos e vocês?

Stella, uma das melhores personagens

Nunca escondi minha admiração por Stella. Ela sem dúvidas é uma das melhores personagens da série. Neste episódio ela teve a oportunidade de mais uma vez provar isso, quando ela se deparou com algumas jovens vendendo drogas nas ruas de Chicago. Foi quando ela achou que poderia fazer mais para sociedade, e teve a ideia de criar um programa para admitir “bombeiras jovens”, recrutadas de escolas públicas.

Achei muito legal essa trama, principalmente porque pode incentivar à criação de programas como este na vida real, e que certamente ajudaria a resgatar várias adolescentes perdidas. A ideia é mostrar que há potencial na carreira, e que elas podem chegar onde quiserem. E embora ela tenha encontrado dificuldade de achar uma parceira com quem trabalhar no projeto, ela acabou encontrando apoio naquela bombeira que deu em cima de Severide no começo da temporada.

Eu, certamente, ficaria com um pé atrás. Mas como Stella confia muito no seu taco, eu creio que ela dará realmente mais importância para o programa. E espero que dê muito certo, porque ela precisa dessa vitória.

Este foi um excelente episódio de Chicago Fire, que se aproxima de sua reta final. E vocês o que acharam? Deixem nos comentários.

PS: Adorei a trama de Hermann neste episódio. Por favor, deem uma sala para o bombeiro.
PS 2: Adoro a dinâmica de Ritter e Gallo, então torço para que tenhamos mais cenas dos dois. 

Abaixo, confiram o vídeo promocional do próximo episódio.

 

 

 

Nota do Episódio9
Crítica do décimo sétimo episódio da oitava temporada de Chicago Fire, intitulado "Protect A Child", exibido nos Estados Unidos pelo canal NBC.
9
Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

1 comment

Add yours
  1. Crítica: 8x18 de Chicago Fire surpreendeu com morte de personagem - Mix de Séries 30 março, 2020 at 08:31 Responder

    […] 8×17 de Chicago Fire mostrou empenho para salvar criança […]

Post a new comment