Crítica: 9×05 de Chicago Fire trouxe risco em episódio memorável

Crítica Chicago Fire 9x05

Episódio foi emocionante

Chicago Fire está surpreendendo positivamente os fãs, ao entregar uma temporada sem defeitos. O nono ano da série poderia mostrar sinais de desgaste, mas, ao contrário, prova que a série está em sua melhor forma.

Continua após as recomendações

E em um episódio que se tornou memorável para os fãs, o quinto capítulo da nona temporada provou que às vezes bons coadjuvantes podem se tornar protagonistas de excelentes histórias.

A vida por um triz

Neste episódio, o batalhão foi chamado para atender um prédio que estava com um possível incêndio dentro das paredes. No entanto, o que chamou atenção não era esperado.

Continua após a publicidade

Durante o atendimento, a equipe entra no local, mas Hermann e Cruz acabam pegando um “atalho” ao ir de elevador industrial. Junto deles, mais dois civis embarcam e, então, a ação se passa toda ali.

Ao subir, o elevador para e fica preso. A partir disso, muita coisa acontece nestes 40 minutos de episódio.

Destaque para Cruz e Hermann

A situação poderia ser típica. Afinal, pode acontecer de elevadores pararem. No entanto, eles estavam em uma situação de risco, com o prédio em chamas. Além disso, os cabos estavam comprometidos – pelo o que eu entendi, por causa do peso. Então era um momento complicado.

Mas o roteiro fez da situação algo secundário, porque a ideia era mesmo dar destaque para os diálogos de Hermann e Cruz. Como que eles lidam com a situação e mostram que nasceram para serem bombeiros.

Hermann, por exemplo, a todo instante tentou acalmar a moça que estava no elevador – mesmo ela sendo ignorante com ele. Aliás, ele tinha dito instantes antes de entrar no local que aquele era o dia de sorte dele, devido à mensagem de um biscoito da sorte. Com isso, Hermann se agarrou a essa mensagem. Tudo ia ficar bem, não importa o quão ruim parecesse a situação.

Aliás, preciso dizer que adoro Hermann. Por tempos, já achei ele bem chatinho, mas acredito que ele se tornou o sinônimo de esperança que o 51 passa para as vítimas – para o público que acompanha Chicago Fire. Então, não consigo imaginar perdermos esse personagem tão amado.

O mesmo acontece com Cruz: ele já foi extremamente irritante em muitos momentos. Mas é um personagem que torcemos por ele, e só queremos o bem.

Imagem: Divulgação.

Resgate improvisado

À medida que o tempo passava, tanto Cruz quanto Hermann pensavam em soluções alternativas. Mas nenhuma parecia dar certo.

Além disso, uma aflição tomou conta do espectador, ao ver que nenhum dos dois conseguiam contato com o resto do batalhão. Em outro momento, também ouvíamos o rádio e que Mouch estava em risco. Da mesma forma que ninguém os alcançava, Cruz e Hermann também não poderiam fazer nada por seus amigos.

Em certo ponto, já estávamos tão imersos na história que sentíamos estar lá dentro do elevador. Foi muito angustiante e, sem dúvidas, um dos mais épicos episódios de Chicago Fire.

Acredito que isso se deu, em parte, pela empatia que o público tem com os dois personagens. Talvez isso não fosse funcionar se fossem dois personagens mais novos, como Ritter e Gallo. De qualquer forma, nosso coração fica na mão quando uma situação de risco acontece na série, a ponto de colocá-los em verdadeiro perigo.

Mas entendo que a série é sobre isso, e estes episódios servem para exaltarmos ainda mais a qualidade que a série encontra-se.

Por fim, tivemos a revelação de que Cruz e Chloe estão esperando um filho – mas apenas Hermann sabe disso. Como a notícia chegará ao batalhão? Ainda não sabemos – mas fiquei feliz pelo personagem. Ele será um ótimo pai, e já estou vendo ele fazer alguma homenagem para Otis com ele.

E você, gostou deste episódio? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
Nota do Episódio9.5
Crítica do quinto episódio da nona temporada de Chicago Fire, intitulado "My Lucky Day", exibido nos Estados Unidos pelo canal NBC.
9.5

Nenhum comentário

Adicione o seu