Crítica: Episódio 2×13 de This Is Us dá início ao momento mais aguardado da série

Imagem: YouTube/Reprodução
Imagem: YouTube/Reprodução

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

O pior Super Bowl da família Pearson

Continua após a publicidade

O episódio começou com Jack e Rebecca animados pelo famoso campeonato Super Bowl. Para quem não sabe, esse jogo é muito famoso nos Estados Unidos. É o evento esportivo mais assistido. Não é atoa que assisti-lo é uma tradição para os Pearsons!

Continua após publicidade

O que ninguém esperava é que a tradição seria quebrada dessa vez. Cada filho decidiu abandonar os pais, seja para passar com a namorada ou com a amiga. Isso foi à morte para Jack, ainda mais que esse seria o último Super Bowl em família, visto que no próximo ano todos os filhos estariam na faculdade.

Kevin está decidido em se redimir com as pessoas que supostamente magoou. Com isso, se empenhou em ajudar Randall com a reforma do prédio. Já com Sophie, as coisas saíram um pouco do trilho.

Continua após publicidade

Ele bem que tentou, mas a moça aparenta estar decidida a não ter mais relações com ele. Prefere ter em mente as boas lembranças de quando eram adolescentes. Não senti muita firmeza nisso, provavelmente em algum ponto da série eles ficarão juntos.

Kate teve que enfrentar mais uma etapa de seu trauma: encarar uma adoção de cachorro. Ao perceber que Toby não estava assistindo pornô, mas sim vendo filhotes – Essa cena foi hilária! Pra começar, Toby nem é gente, é anjo. Sendo assim, para fazer um agrado ao marido, ela decidiu adotar um cãozinho. Enganaram-se quem achou que isso seria algo fácil. No final ela conseguiu superar e levou o cão para casa.

O episódio nos prepara para a morte de Jack

Esse trauma dela faz voltarmos na teoria que apontei na review do episódio passado. Sabemos que ela se sente culpada pela morte do pai e era muito próxima de seu cachorro. Teria ela chorado pelo cachorro no incêndio fazendo com que Jack entrasse na casa para salvá-lo? E Jack sempre foi visto como herói e uma ótima pessoa. É do perfil dele entrar numa casa em chamas para salvar um filhote, ainda mais para a filha dos olhos dele. Acham que faz sentido? Contem pra nós!

Retomando ao início da review para finalizá-la. A série finalmente começou caminhar para aquele momento mais esperado e temido por todos. Perceberam como as coisas muitas vezes acontecem por motivos bestas? Se no episódio passado choramos com um alarme de incêndio sem bateria, nesse foi a vez de ficarmos assim com uma panela em chamas.

A direção da série mandou bem mesclando cenas da casa em chamas com momentos felizes da família. Isso foi o estopim para fazer qualquer pessoa cair em lágrimas.

O que me deixa triste com tudo isso é que Kevin nunca leu e nunca soube do bilhete que Jack deixou para ele. Provavelmente em sua mente, Jack faleceu estando chateado com ele, coisa que não é verdade.

O que podemos tirar de lição com esse episódio? Como será nosso último dia de vida? Abraçaremos a pessoa que amamos? Brigaremos com amigos ou familiares? O suposto último dia da vida de Jack foi de altos e baixos. Não teve a companhia dos filhos para assistir ao Super Bowl, mas teve Rebecca ao seu lado para planejarem um futuro e até mesmo teve uma última noite de amor com a pessoa que mais amou.

Preparem os lencinhos, o próximo episódio deve vir com tudo. Aja coração! :'(