Crítica: Luke Skywalker e a aparição no casamento do ano em The Big Bang Theory

Imagem: CBS/Divulgação

Continua após as recomendações

Com a super participação especial de Mark Hamill, o eterno Luke Skywalker da franquia Star WarsThe Big Bang Theory chega ao final de sua décima-primeira temporada com um dos momentos mais esperados da série.

Uma temporada de altos e baixos!

Nem de longe, The Big Bang Theory é o sucesso ou tem a qualidade que já teve em seus anos iniciais. O desgaste das histórias e do elenco é evidente. Mas em relação aos encerramento de temporada, a série dificilmente decepciona.

Continua após a publicidade

Nesta temporada, a série passou por vários momentos de altos e baixos, mas, no geral, foi uma temporada melhor que a anterior. Isso provou que a série ainda tem potencial para nos entregar uma possível última temporada ano que vem.

As famílias de Sheldon e Amy.

Falando mais do episódio, vimos pela primeira vez os pais de Amy. A escolha de Kathy Bates para interpretar a mãe da personagem foi uma grande jogada da produção. A atriz, conhecida por várias personagens não tão convencionais, nos mostrou uma Sra. Fowler digna das histórias que Amy contou durante todas as temporadas. Sua relação com o marido foi um dos momentos divertidos do episódio. Pobre pai da Amy.

Além disso, foi a primeira vez que tivemos a família Cooper toda reunida. Apesar de podermos vê-los juntos em Young Sheldon (spinoff da série que conta a história de Sheldon ainda criança no Texas), foi muito legal a participação de Mary, Missy e George. Acho que só ficou faltando uma cena das senhoras Fowler e Cooper juntas, como aquele encontro das mães de Sheldon e Leonard que rendeu momentos bem divertidos.

Continua após a publicidade

 Casamento e Mark Hamill.

Agora falando mais do casamento em si, o evento entregou exatamente o que os fãs queriam: um desfecho bem bonito para esse relacionamento de oito anos!

Nesses onze anos, a série contou com várias participações especiais do mundo nerd ou científico. Entre elas tivemos os atores Leonard Nimoy (o Spock da série original de Star Trek) e Carrie Fisher (a princesa Leia de Star Wars), os cientistas Stephen Hawking e Neil Degrasse Tyson, o astronauta Buzz Aldrin (segundo homem a pisar na lua) e até mesmo Stan Lee (um dos maiores quadrinistas de todos os tempos). Seguindo a tradição, o episódio contou com uma excelente participação especial de Mark Hamill.

Conhecido por ser o protagonista da trilogia original de Star Wars, Mark foi um grande destaque do episódio. Escolhido para ser o responsável pela celebração do casamento, o ator nos proporcionou um divertido momento ao se emocionar com o evento. Quem diria, hein? Um dos jedi mais importantes de todos os tempos chorando em um casamento. Só em The Big Bang.

Em relação ao casamento, não poderia ter sido melhor. Sem desistências, sem tensão, sem problemas. O dia tão especial de Amy e Sheldon aconteceu como deveria acontecer. E para melhorar o dia, os dois ainda foram responsáveis por uma grande descoberta no meio científico: a super assimetria. Poderiam imaginar um casamento melhor?

A cena da leitura dos votos rendeu um dos momentos mais bonitos e emocionantes de toda a série. É incrível quando uma série feita para nos fazer rir consegue atingir exatamente o contrário. E de uma maneira positiva.

A próxima será a última?

Caso se confirme que a próxima temporada seja a última, acredito que a série possa encerrar de uma forma digna essa história que vem sendo contada há 11 anos. Caso não seja a última, espero que a série ainda tenha gás para mais um ano.

Obrigado a todos que acompanharam as reviews de mais uma temporada da série aqui no Mix de Séries. Continue acompanhando as notícias e informações sobre o futuro e curiosidades da série aqui no site. Nos vemos no segundo semestre.

Bazinga!

Avatar

Matheus Ronconi

Paulista, nerd, viciado em séries e fã do Rei Leão e do Homem-Aranha. No Mix escrevo sobre The Big Bang Theory e Star Trek: Discovery.

No comments

Add yours