Crítica: Supernatural estreia 15ª temporada com muita nostalgia

Supernatural começa sua corrida final, após 14 anos no ar

Devo dizer que, após eu ter digerido o final da 14ª temporada de Supernatural, confesso que fiquei muito receosa com o que viria a seguir. No entanto, ao ver o último trailer divulgado antes do primeiro episódio da 15ª temporada, fiquei mais esperançosa. O final da série não será tão desastroso. E a julgar pelo primeiro episódio, esse pensamento está certo. Assim como vários outros fãs da série, não acredito que o desfecho será fantástico. Porém, deverá ser satisfatório e digno.

Continua após a publicidade

Nostalgia tomou conta

Sobre o primeiro episódio, exibido pela CW, não há como negar que ele foi bem mais denso e voltado para o terror – da mesma forma que víamos nas primeiras temporadas da série. Aliás, não faltaram referências às temporadas anteriores. Como já sabíamos, monstros antigos retornariam. Vimos a Mulher de Branco, da primeira temporada, e aquele palhaço horrendo e sem graça, para retomar o medo deles que o Sam tem.

Vimos que o episódio começou com a cena do grande confronto no cemitério e que, os rapazes conseguiram se virar muito bem e derrotaram várias criaturas. Porém, como eram muitas, em um determinado momento, eles resolvem fugir para uma espécie de abrigo abandonado dentro do cemitério. E eram Cas, Sam, Dean e o corpo de Jack.

Eles percebem, então, que o fim chegou e que não seria possível que Cas trouxesse Jack de volta. No momento em que tudo parecia estar se perdendo, pois os monstros iam conseguir entrar na cripta, eis que acontecem duas coisas importantes: Castiel ergue uma pedra gigante e mata um monstro e Crowley Jr. – como Dean nomeou – entra em cena e salva o dia. Crowley Jr é um demônio, que encarna no corpo de Jack, e alegou querer que as almas retornassem todas para o Inferno , pois assim, ele poderia continuar fazendo o seu trabalho de torturá-las.  Isso vai prestar? Duvido! Mas, enquanto ele estiver ajudando, eu aceito essa situação! E ele realmente ajuda, fazendo um feitiço para acabar com todas as almas do cemitério.

Consequências do tiro de Sam contra Chuck serão desastrosas

Logo depois, os quatro partem para o centro da cidade em que estavam, para caçar os fantasmas e salvar pessoas. Nesse momento, percebemos duas situações importantes: a primeira é que o tiro que o Sam disparou contra o Chuck terá, no mínimo, consequências desastrosas para todos. O segundo fato é que a relação entre Cas e Dean está mais abalada do que nunca, o que vai impedir que o anjo conte o que está acontecendo com o Sam. Vimos que, ao tentar curar o Sam, o anjo sentiu uma energia muito poderosa e negativa em torno da ferida e não obteve sucesso.

Pausa para o momento especulação: no último trailer antes do primeiro episódio, aparentemente, o que deu a entender é que o Lúcifer vai incorporar o Sam novamente. Será que isso tem a ver com a bala disparada contra Chuck, de alguma forma? Será que Chuck e Sam estão ligados, agora, e o que acontece a um, acontecerá ao outro?

Trechos que merecem destaque

  • Achei ridículo o Crowlei Jr. não enfrentar, diretamente, as almas que ele torturava no Inferno – a menos que ele tenha mentido sobre isso.
  • A menina que o Sam e o Castiel salvaram, juntamente com a mãe dela, me deu arrepios. A criança ficava parada, esperando os fantasmas aparecerem e não tinha  medo deles, apenas do palhaço.
  • Achei fofa a cena em que o Dean olha o curativo do Sam e relembra memórias de quando os dois eram crianças.
  • A última tomada do episódio é, claramente, uma reprodução de uma cena da primeira temporada.
  • Já o diálogo dos irmãos sobre livre arbítrio, na minha concepção, é bonito, mas se trata de outra ilusão.  O que eu entendi do último trailer liberado antes do primeiro episódio é que o Chuck continua controlando a história e ditando o que vai acontecer. Eu acho que,  as únicas coisas que ele pode não escreveu foram a recusa de Dean em matar Jack e o tiro que Sam lhe deu.
  • 15ª temporada de Supernatural – SPOILERS e mais

No geral, foi um episódio “ok”. Nada fora de série. Nada ruim, também. Ao menos, me deixou curiosa para o desenrolar dos episódios finais.

Mas, essa é apenas a minha opinião. O que vocês acharam? Quais as ideias de vocês para a última temporada de Supernatural? Deixem nos comentários, acompanhem nossas reviews semanais aqui no Mix de Séries… E bem-vindos de volta, uma última vez!

Nota do episódio9
Review do primeiro episódio da décima quinta temporada de Supernatural, da Warner, intitulado "Back and to the Future".
9

No comments

Add yours