Crítica: The Flash apresentou um de seus melhores episódios cômicos com 7×06

“Aquele dos anos 90…”

The Flash apresentou a quarta e última entidade das Forças que compõem a saga Cruzada da Força nos quadrinhos. O sexto episódio introduziu a Força da Inércia e seus poderes, através de seu conduíte Deon Owes, ao qual foi um dos pontos altos deste ótimo episódio.

Continua após as recomendações

A série, então, brincou mais uma vez com viagem no tempo. Apesar de Barry não ter culpa, desta vez a temática trouxe uma vibe divertida e nostálgica para o episódio.

O conduíte do tempo

Por ser um episódio mais cômico, os roteiristas conseguiram fazer uma ótima introdução à Força da Inércia. A produção fez uma boa escalação para o personagem, que deu o toque necessário. A direção inclusive foi determinante para as cenas em que o personagem mostra seus poderes na quadra da escola. Atuação, angulação de câmera e efeitos visuais casaram para esse ótimo começo.

Continua após a publicidade

Mesmo que os roteiristas tenham escolhido seguir aqui um caminho um pouco diferente dos quadrinhos, funcionou. Isso porque, na nona arte, o conduíte da Força da Inércia é o herói misterioso Steadfast, a qual nunca revelaram a sua identidade.

O esclarecimento dos poderes da Forca da Inércia em The Flash serviram, inclusive, para explicar o retorno do Harrison Wells remanescente e como conseguiu seus poderes, mesmo que o use de formas diferentes. Mas agora que Deon planeja usar a Força da Inércia em uma escala maior, ao controlar o futuro de todos, Harrison pode vir a ser a chave para o parar. Assim como Cecile e seus poderes pararam temporariamente Psych e a Força da Sabedoria. O que indica que haja algum meta-humano que também possa bater de frente com Fuerza e a Força do Vigor/Física.

Imagem: The CW/Divulgação

Uma boa dose cômica em The Flash

Na crítica do episódio passado, cheguei a comentar rapidamente como os roteiristas e direção conseguiram resgatar bem o lado cômico de Cisco para esta sétima temporada. Mas esse seu lado que conhecemos, bem lá do início de The Flash, foi ainda melhor neste episódio, ao colocá-lo numa grande situação cômica ao lado de Chester, presos nos anos 90.

Carlos Valdes parece estar mais leve neste novo ano, o que já não víamos há algumas temporadas, quando ele chegou cogitar até se afastar da série por um tempo. Com isso, fica a esperança de que o ator e seu personagem sejam dessa forma mais aproveitados neste ano.

O grande destaque do episódio, no entanto, foi para Chester, que desde sua introdução no início da sexta temporada, não havia sido muito explorado. “The One with the Nineties” então veio para corrigir este problema, ao mostrar mais sua história. Por conta da “volta ao passado”, Chester pôde entender melhor as escolhas e ensinamentos de seu falecido pai. Foi muito importante para o desenvolvimento do personagem conhecermos esse lado emocionante de sua vida.

Uma boa temporada

A série explorou pouco dessa nova saga, mas até aqui a temporada está funcionando bem. Portanto, mesmo em um episódio como este, onde o protagonista quase não apareceu, a trama teve desenvolvimento e mostrou aproveitamento. Seja a Força de Aceleração entendendo melhor, com a ajuda de Íris, como sua presença afeta Barry; seja Nevasca descobrindo que está sendo caçada; ou seja Barry recarregando seus poderes.

Tudo tem sido proveitoso para o todo. O que comprova que esta sétima temporada de The Flash tem potencial para ser uma ótima temporada.

Crítica: The Flash apresentou um de seus melhores episódios cômicos com 7x06

Imagem: The CW/Divulgação

Curiosidades do 7×06 de The Flash:

– O título do episódio faz referência à série Friends, a qual os episódios são nomeados começando com “The one with/where...” (Aquele com/onde…)

– Nos quadrinhos, a Força da Inércia é uma das sete forças ocultas do universo que foram condenadas pela Muralha da Fonte e é a energia contrária à Força de Aceleração. Seu conduíte na saga Cruzada da Força é o herói Steadfast.

– Referências Nerds:

  1. Quando presos em Masonville no passado, Cisco diz que estão sob a redoma, referência ao livro do Stephen King e série de TV, Under the Dome.
  2. Chester pergunta como viajaram no tempo sem usar um Delorian, o carro de De Volta para o Futuro (1985), ou uma hidro, referência a A Ressaca (2010).
  3. O episódio mencionou muitas séries e filmes: Space Jam (1996), Matrix (1999), Xena: A Princesa Guerreira (1995) e Game of Thrones (2011).
  4. O T-Rex é uma referência a Jurassic Park (1993).

E então, você curtiu o episódio? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

Nota do Episódio8.5
Um dos melhores episódios! Review do sexto episódio da sétima temporada da série The Flash, da The CW, intitulado "The One with the Nineties".
8.5
Tags The Flash