Falta de sucesso no 2º trimestre de 2018 faz ações da Netflix caírem

Netflix, 2º trimestre, Sense8, Arrested Development, Luke Cage, 13 Reasons Why
Netflix, 2º trimestre, Sense8, Arrested Development, Luke Cage, 13 Reasons Why

Imagem: Netflix (04)

Continua após as recomendações

Novo trimestre, antigos problemas

Dando início a temporada de divulgação de ganhos em Wall Street, a Netflix anunciou os resultados do segundo trimestre de 2018 nesta segunda-feira (16) após o fechado do mercado. As informações são da CNBC, Reuters, MultiChannel e Bloomberg.

Previsão do mercado, segundo a Reuters, era de um lucro de 79 centavos por ação e um rendimento de 3.94 bilhões de dólares. A estimativa era da empresa adicionar 1.2 milhão de novos assinantes nos Estados Unidos e outros 5.11 milhões ao redor do mundo.

Continua após a publicidade

A Netflix entregou menos. Bem menos. A receita foi de 3.91 bilhões de dólares, uma diferença de 300 milhões de dólares da estimativa; foram adicionados apenas 700 mil novos assinantes nos Estados Unidos, meio milhão a menos daquilo que o mercado esperava; internacionalmente, a empresa ganhou 4.5 milhões novos assinantes, uma diferença de 610 mil pessoas.

Continua após a publicidade

Antes dos resultados, entretanto, as expectativas eram ótimas. No entanto, antes mesmo da empresa divulgar seus resultados, duas corretoras fizeram projeções negativas antes do mercado abrir na segunda-feira (16). Dentre elas, a Buckingham Research Group justificou a decisão alegando razões internas e externas para recomendar seus clientes a “vender” ações do serviço do serviço de streaming.

O conteúdo original lançado no segundo trimestre de 2018, assim como sua qualidade, foram abaixo do que se esperava, mesmo que o volume tenha sido capaz de superar a HBO em indicações ao Emmy,” disse o analista chefe do grupo, Matthew Harrigan.

“No instante que a televisão se torna capaz de ser distribuída globalmente através da internet, a Netflix em breve deve perder muito conteúdo e enfrentar grande competição. Fazendo com que tenha que aumentar significativamente sua produção original, e perdendo sua vantagem de oferecer opções aos assinantes,” conclui.

Anatomia do desastre

Mesmo parecendo pessimista, a avaliação tem base em fatos recentes. A Netflix não enfrenta competição apenas da Amazon e do Hulu, uma vez que prepara-se para encarar a agressividade da Apple na produção de conteúdo original. Da mesma forma que sofrerá com o lançamento da plataforma digital que a Disney lança em 2019, cujo conteúdo se tornará exclusivo da empresa.

Além da competição, a empresa enfrenta problemas com a sua própria estratégia. Pesquisas e estudos mostram que o tempo que assinantes passam na plataforma digital tem caído. Indicando uma dificuldade em garantir o consumidor que outrora passava horas assistido uma, ou mais, atrações.

O grande responsável pelo número baixo de novos assinantes? Falta de um grande sucesso no trimestre que passou. De todas as atrações lançadas nesse período (abaixo), a única que se destacou foi 13 Reasons Why. A última temporada de House of Cards será lançada apenas no final do ano; Orange Is The New Black volta neste mês (ou seja, próximo trimestre) e Stranger Things não retorna antes de 2019.

Continua após a publicidade

Com grandes investimento no gênero dos reality shows (como Queer EyeCooking on a High Nailed It!), as apostas da Netflix para o 2ª trimestre não foram tão bem sucedidas quanto se esperava. A 2ª temporada de 13 Reasons Why foi um fracasso enorme de crítica, da mesma forma que os novos episódios de Arrested Development dividiram opiniões.

Outros destaques dos três últimos meses foram: 2ª temporada de Dear White People; 4ª temporada de Unbreakable Kimmy SchmidtSeries Finale de Sense8; 3ª temporada de The Ranch; 2ª temporada de Marvel’s Luke Cage; 2ª temporada de GLOW; estreia de Lost In Space; 2ª temporada de 3%. 

Para 2018 a expectativa é de gastar mais de 08 bilhões de dólares na produção de conteúdo original. Logo após a divulgação dos resultados, as ações da empresa despencaram 13%, o que para os padrões atuais é uma queda expressiva. Suas ações eram negociadas a 399 dólares durante todo dia, após os resultados despencou para 347 dólares.

Leia mais: Netflix bate HBO em indicações ao Emmy 2018

Nenhum comentário

Adicione o seu

Tags Netflix