Fãs de Vikings estão preocupados com Netflix; Entenda!

Vikings fãs preocupados

Vikings poderá ter problemão na Netflix

Vikings é uma das séries mais populares dos últimos tempos. Não para menos, após encerrar sua corrida original, ela já tem um derivado em produção que continuará o legado da atração.

Continua após publicidade

No entanto, aqui no Brasil, os episódios estão disponibilizados na Netflix. E ainda, a própria gigante do streaming anunciou que produzirá a série derivada. Mas isso pode mudar a partir de agora, uma vez que uma grande compra agitou o mercado do entretenimento e que alterará o cenário de muitas produções.

Continua após a publicidade

Estamos falando da compra da MGM pela Amazon que poderá afetar o destino de Vikings nos streamings – incluindo, a produção da sua série derivada.

Continua após publicidade

A compra e o que ela afetará

Em um movimento que causou ondas de choque na indústria do entretenimento, a Amazon fechou o acordo com a MGM, comprando o famoso estúdio de cinema por US$ 8,45 bilhões.

A principal motivação de Jeff Bezos para abocanhar a marca que detém de franquias, como James Bond, Legalmente Loira e Robocop, é aumentar a quantidade de conteúdo disponível no serviço de streaming do Amazon Prime. Não apenas o extenso catálogo anterior da MGM em breve estará disponível para assinantes da Amazon, mas também os novos proprietários podem produzir spin-offs, sequências e reinicializações de várias franquias do cinema e TV.

Continua após publicidade

Conforme a marca da MGM começa a migrar para o Amazon, alguns pontos de interrogação pairam sobre as séries de TV atualmente em produção, em streamings rivais.

Vikings fãs preocupados
Imagem: Divulgação.

Sem um serviço de streaming próprio, a MGM distribuiu anteriormente determinadas séries de TV em uma variedade de outras plataformas. Por exemplo, The Handmaid’s Tale é lançado nos Estados Unidos pelo Hulu. Já Vikings: Valhalla, o derivado da série Vikings que está em produção, estreará na Netflix.

Então, como ficará a exibição desses títulos no Amazon?

Fãs estão preocupados

O destino das novas aquisições do Amazon que atualmente estão em streamings como a Netflix é completamente incerto.

A série original de Vikings, dessa forma, poderá sair do catálogo da Netflix e migrar para o Amazon Prime Video em breve. No entanto, o derivado, que já tinha contrato com a Netflix, deverá ficar lá durante o curso de sua produção. Embora a transmissão possa mudar, ou migrar para o Amazon quando o contrato expirar.

Dessa forma, fãs que assinam apenas a Netflix estão chateados e preocupados com essa situação.

Mas existem algumas situações que dão margem para que Vikings continue na Netflix e, não necessariamente, migre para o Amazon Prime Video.

É o caso da série Lucifer, que se baseia em um quadrinho da DC Comics, e é propriedade da Warner Bros. Mesmo assim, com o surgimento do HBO Max, a série permaneceu na Netflix, tendo em vista o contrato prévio, quando a plataforma resgatou a série em 2018.

Com isso, o mesmo poderá acontecer com Vikings.

A nova série

Enquanto a série Vikings cobriu o início da era Viking na Inglaterra, o derivado Valhalla será sobre os anos que antecederam o fim dela. A série original tomava muitas liberdades com datas e eventos históricos e geralmente evitava ser muito específica sobre o ano em que se passava. Parece que Valhalla vai continuar essa tradição.

Imagem: Divulgação.

A série derivada contará com o explorador Erik, o Vermelho (que morreu por volta de 1003) e o filho de Erik, Leif (que morreu por volta de 1020). Também contará com o Rei normando Guilherme, o Conquistador (que nasceu por volta de 1028). E o spin-off começará com a morte de Rei Edward, que ocorreu em 1066.

Em termos gerais, parece que Vikings: Valhalla será ambientada na Escandinávia e na Inglaterra do século 11, mas não espere uma precisão histórica total.

E então, se Vikings sair da Netflix você ficará triste? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.